Classifique este artigo
(0 votos)

Entre as diversas atividades realizadas na Obra de Defesa da Infância Pobre (ODIP), em Gravatá-PE, está o projeto Sonhos e Badminton, idealizado e desenvolvido por Frank Düesberg. Natural da Alemanha e radicado no Brasil desde 1991, Frank levou para Gravatá o segundo esporte mais praticado no mundo: o badminton. E, o que no início era apenas uma brincadeira, passou a ser visto como grande esperança de futuro para meninos e meninas da periferia da região.  “Eu morava no Recife quando comecei a praticar o badminton. Por razões pessoais, fui morar em Gravatá, e não queria parar de jogar. Então, encontrei a quadra da Odip (Obra de Defesa da Criança Pobre), e convidei os meninos da região para começarmos a praticar”, relembra Frank.

Classifique este artigo
(1 Voto)
O Pró-Menor Dom Bosco (PMDB), de Manaus, AM, realizou no sábado passado, 18, um retiro dos líderes dos cursos, com o objetivo de preparar os alunos para que possam exercer o protagonismo juvenil a partir da pedagogia salesiana.
Classifique este artigo
(0 votos)

A reunião anual do Comitê de Animadores de Polo da RSB-Social foi realizada dias 20 e 21 de março, no Centro de Convenções Israel Pinheiro, em Brasília, DF. Participaram deste encontro os animadores das inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) e das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) e os seus diretores executivos, padre Agnaldo Soares Lima e irmã Silvia Aparecida da Silva.

Classifique este artigo
(2 votos)

Oito adolescentes do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Cabo de Santo Agostinho iniciaram as aulas dos cursos profissionalizantes de Acabamento Gráfico e Impressão Offset, oferecidos pela Escola Dom Bosco. Por meio dessa parceria, que existe desde 2015, a Escola já recebeu 18 jovens da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) e tem somado histórias exitosas, que trazem como resultado a inserção no mercado de trabalho e o despertar de um caminho profissional para esses jovens em situação de vulnerabilidade social.

Classifique este artigo
(0 votos)

No município de Pará de Minas, a aproximadamente 89 quilômetros de Belo Horizonte, Dom Bosco é considerado o “Patrono da Educação”. O reconhecimento foi concedido por meio da Lei Municipal nº 4269, de 4 de agosto de 2005, após mais de 50 anos da chegada dos salesianos na região. Lá não só a figura de Dom Bosco é respeitada, como também se admira o trabalho em prol da juventude realizado por seus ex-alunos, ou melhor, pelos que compõem a Associação dos Ex-alunos e Amigos de Dom Bosco de Pará de Minas.

Pagina 5 de 27