Segunda, 25 Setembro 2017 15:29

148ª Expedição Missionária Salesiana Destaque

Escrito por  Info ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

Em 24 de setembro, na Basílica de Maria Auxiliadora de Turim, Itália, 22 Salesianos de Dom Bosco (SDB) e 15 Filhas de Maria Auxiliadora (FMA) receberam a Cruz Missionária e partiram para as respectivas destinações.

Todos os anos, ao se aproximar o mês de outubro, dedicado pela Igreja às missões, o Reitor-mor dos salesianos preside uma cerimônia iniciada por Dom Bosco: a Expedição Missionária Salesiana. Nela, é entregue a Cruz Missionária aos religiosos e religiosas que aceitaram o chamado para sair de seus países de origem e expandir o carisma salesiano em outros locais.

A missa de envio da 48ª Expedição Missionária Salesiana foi celebrada no último 24 de setembro, na Basílica de Maria Auxiliadora, em Turim, Itália. A Eucaristia foi presidida pelo Reitor-mor dos salesianos, padre Ángel Fernández Artime, com a presença da madre Yvonne Reungoat, Superiora-geral das FMA. Concelebraram dom Gaston Kashala Ruwezi, bispo de Sakania-Kipushi, República Democrática do Congo, e numerosos sacerdotes.

“Hoje celebramos o 148º envio missionário, tão belo e autêntico como o primeiro e os sucessivos feitos por Dom Bosco e Madre Mazzarello”, disse o Reitor-mor na homilia. “São 148 expedições consecutivas que jamais cessaram, nem mesmo nos anos das duas guerras mundiais: isso nos fala de uma realidade que está além do humano”, prosseguiu.

 

Chamado missionário

Padre Ángel também indicou, aos novos missionários, a vivência missionária do padre Tom Uzhunnalil, que permaneceu fiel a Deus e à sua missão no Iêmen, tanto no período de serviço ordinário, como na situação extraordinária do sequestro.

Por fim, o Reitor-mor recordou aos missionários a importância de se sentirem chamados a compartilhar a vida com as pessoas que encontrarão, sem a pretensão de estarem ali para ensinar como especialistas; e evidenciou que a dimensão missionária foi e permanece uma opção fundamental da Congregação. “Sem os missionários, muitos de nós não estaríamos aqui”, afirmou.

Em seguida, acompanhado pela oração dos presentes, entregou a Cruz Missionária aos Salesianos, enquanto a madre Reungoat fez o mesmo com as FMA missionárias: foram enviados ao mundo todo para proclamar e viver o Evangelho de Jesus, no carisma de Dom Bosco.

 

Tradição das expedições missionárias

Os missionários chegaram à cerimônia de envio depois de 24 dias de preparação mediante o curso de orientação missionária. Nas duas primeiras semanas, graças ao empenho do Setor Missões que todos os anos organiza o curso, os missionários foram acolhidos na Casa Geral dos Salesianos, em Roma, para a primeira parte da formação. Depois, em Turim, visitaram os Lugares Salesianos, isto é, nos lugares em que viveu e trabalhou Dom Bosco.

As FMA, por sua vez, puderam festejar neste ano o 140º aniversário da sua primeira expedição missionária, que partiu da Itália em 1877 dirigindo-se ao Uruguai.

A tradição das expedições missionárias salesianas foi iniciada pelo próprio Dom Bosco, em 11 de novembro de 1875, quando entregou o Crucifixo Missionário aos 10 primeiros salesianos que partiram para a Patagônia, na Argentina. Dois anos depois, já se somavam aos Salesianos algumas religiosas FMA.

Desde então, a celebração de envio é realizada anualmente e simboliza um dos aspectos mais presentes no carisma salesiano: a dimensão missionária.

Assista ao VIDEO produzido pela “Missione Don Bosco”

 

Lido 1110 vezes Modificado em Segunda, 30 Outubro 2017 21:04

Deixe um comentário