Missões (368)

Quinta, 24 Outubro 2013 16:47

Dom Bosco sobrevoa as Ilhas Felizes

Escrito por

O olhar profundo nos olhos e o sorriso sereno de Dom Bosco sempre têm feito o milagre de abrir os caminhos e também, acreditamos, os corações de muitos jovens. Na Oceania, em um dos locais mais distantes do globo, a ação salesiana se faz presente nas Ilhas Salomão – as “Ilhas Felizes”.

Quinta, 24 Outubro 2013 16:43

Estote Parati: estejam prontos!

Escrito por

Bate-papo com padre Giuseppe “Beppino” Larcher, missionário salesiano na Etiópia, mostra um pouco da experiência missionária salesiana nos países em conflito e em regiões de difícil atuação.

 

Adotou o lema do Escotismo?

Ah, sim, “Estote parati” sempre foi o lema do escotismo mundial, não somente o católico. Significa “estejam prontos” e nos anos do meu sacerdócio foram muitos os chamados recebidos, aos quais procurei sempre responder “estou pronto”.

Havíamos apenas começado uma nova obra salesiana em Soddo, na Etiópia, onde me encontro desde o verão de 2011, mas o primeiro chamado foi no ano de 2000 em Gambella e ainda antes, em 1993, no Centro Salesiano Santa Maria de Adwa, sempre na Etiópia.

O VIS (Voluntariado Internacional pelo Desenvolvimento) e o VIDES (Voluntariado Internacional de Desenvolvimento e Educação Social) são exemplos de solidariedade e ação missionária além-fronteiras.

Desde 1926, a Igreja reserva o terceiro domingo do mês de outubro para oração e ofertas em favor da evangelização dos povos. A data é celebrada em todas as dioceses, paróquias e instituições do mundo católico e foi instituída pelopapa Pio XI, chamado de “papa missionário”.

 

A importância do Dia Mundial das Missões para a Igreja é destacada pelo papa Francisco, pela premência, segundo o pontífice, de levar a Boa Nova a todos que ainda não têm acesso à Palavra de Deus. “Este ano celebramos o Dia Mundial das Missões enquanto se está concluindo o Ano da Fé, ocasião importante para reforçar o nosso caminho como Igreja que anuncia com coragem o Evangelho”, declarou o papa em seu pronunciamento, no início de agosto, no Vaticano, Itália.

O conselheiro regional para a América Cone Sul, padre Natale Vitali, durante a sua visita extraordinária à Inspetoria de Manaus visitou também os salesianos que trabalham nas presenças missionárias na Amazônia. Leia  o relato dele sobre essa experiência:

No domingo 8 de setembro foi celebrada a festa da padroeira de Curitiba,  Nossa Senhora da Luz dos Pinhais. Nesta mesma data foi realizada a celebração do envio do jovem missionário, Andre Becher, que parte em missão para a Angola, onde ficará durante um ano servindo, como voluntário a Comunidade Dom Bosco, na cidade de Luena, em suas diversas necessidades e desafios.

Quarta, 07 Agosto 2013 14:47

Para o Dia Mundial das Missões 2013

Escrito por

Todos os batizados são chamados a anunciar o Evangelho com coragem em toda realidade. É o que escreve o Papa Francisco em sua mensagem para o Dias Mundial das Missões, que será celebrado em 20 de outubro próximo.

Quarta, 17 Julho 2013 22:15

Dom Bosco em Bangladesh

Escrito por

A realidade e os sonhos: as duas casas salesianas em Bangladesh são novas, partem do zero. Têm muitas carências e nutrem sonhos grandiosos. Nós, salesianos, ousamos sonhar para as nossas crianças e nossos jovens pobres e para as pessoas que são aprisionados pela miséria.

 

Os Salesianos de Dom Bosco chegaram ao território denominado Bangladesh entre 1928 e 1952. Depois da subdivisão da Índia e do Paquistão, ocorrida em 1947, essas áreas foram inseridas no atual Paquistão oriental. Por ser difícil deslocar-se livremente de um país ao outro, os salesianos deixaram esses territórios depois da criação da Diocese de Khulna, que foi confiada pela Santa Sé aos Missionários Xaverianos.

Quatro professores de Educação Física da Rede Salesiana de Escolas (RSE) iniciaram uma importante missão: em 1º de julho, eles embarcaram para o Haiti, um dos países mais pobres da América e que ainda sofre as consequências do violento terremoto que afetou a região em 2010. Os educadores participam do projeto “Professores Sem Fronteiras”, uma iniciativa da RSE para compartilhar as práticas esportivas e educacionais do Brasil com os alunos das escolas e obras sociais salesianas daquele país. 

Veja como foi a despedida no aeroporto e a mensagem deixada pelos professores do projeto.

 

O padre salesiano Piero Gavioli, diretor do Centro Dom Bosco Ngangi, enviou informações sobre a situação no Norte Kivu, província da República Democrática do Congo que foi novamente atingida pela guerra civil do país no final de maio. Como porta-voz da população, o padre salesiano faz um apelo comovente para que as pessoas de boa vontade voltem seus olhos e suas orações para a região.

 

Os bombardeios flagelam o Norte Kivu, na República Democrática do Congo: morrem os inocentes, a população espaventada deixa os campos de refugiados e o Centro Dom Bosco abre mais uma vez suas portas.

Na quarta-feira, 22 de maio, ouvimos, muitas vezes e mais perto, da manhã até o início da tarde, o troar dos canhões. Depois, o silêncio, difícil de interpretar. Uma bomba caiu no bairro Ndosho, perto da Paróquia São Francisco Xavier. Uma menininha de 4 anos foi morta; um garotinho perdeu uma perna e outro, um braço; outros ficaram feridos. De tarde explode mais uma bomba perto do mesmo bairro: morto um menino de 11 anos e muitos os feridos... Entre os combatentes, dezenas e dezenas de mortos e de feridos.

As bombas caídas perto dos campos de Mugunga provocaram a fuga de muitos habitantes: segundo a France Presse, seriam 30.000 os refugiados que deixaram os campos. Achamos que muitos destes virão em busca de refúgio no Centro Dom Bosco.

Pagina 25 de 27