Sábado, 09 Julho 2016 22:59

Presença alegre no pátio escolar

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)

Crianças se encantam com o diabolô e a caça ao tesouro, brincadeiras introduzidas no Instituto Auxiliadora de São João Del Rei, MG, pela irmã Maria Carolina Ribas, 90 anos.

Você sabe brincar de diabolô? Pois saiba que essa brincadeira, de nome pouco comum, é bem conhecida entre os alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental I do Instituto Auxiliadora, em São João Del Rei, MG. Introduzido pela irmã salesiana Maria Carolina Ribas, 90 anos, o diabolô (brinquedo de origem chinesa) é um instrumento de malabar, feito com uma corda presa por duas hastes, que possibilita várias acrobacias. “Assim que cheguei a São João Del Rei pensei em oferecer algo novo para os alunos menores, do ensino fundamental I. Então, levei os meus diabolôs, que carrego sempre comigo, e apresentei às crianças, fazendo algumas acrobacias...”, conta irmã Carolina. A novidade logo atraiu os alunos, que quiseram aprender a manusear o brinquedo.

Segundo a salesiana, desde 2013 a brincadeira faz parte da formação de valores que o Instituto Auxiliadora oferece aos alunos de todos os anos do ensino fundamental I e II. Hoje, são muitos que brincam e realizam proezas com o diabolô – um jogo que exige coordenação visual e motora, postura ereta, equilíbrio e domínio dos movimentos, além de estimular que os alunos brinquem em parceria.

 

Alegria de educadora

Irmã Carolina tem 90 anos de idade e 68 de profissão religiosa. Natural de Curitiba, PR, ela teve o seu primeiro contato com a comunidade salesiana quando ficou hospedada por seis meses no Colégio de Santa Inês, em São Paulo, com a bolsa de estudos do governo do Paraná para alunas de Serviço Social. “Encantei-me ao ver as irmãs brincando com as internas. Em minha cidade nunca havia visto isto. Decidi que queria ser uma irmã assim: alegre, no meio de alunos de qualquer faixa etária”.

Irmã Carolina fez cursou Pedagogia pela Universidade Católica de Belo Horizonte, depois realizou um curso de Orientação Educacional pela Faculdade de Lins, em São Paulo, e fez pós-graduação em Filosofia pela Universidade Católica de Brasília. Em 2013, após anos de vida intensa nas escolas como professora, coordenadora, diretora e provincial, irmã Carolina chegou a São João Del Rei.

 

Hora da brincadeira

Todos os dias, das 15h às 15h25, ocorrem as brincadeiras do diabolô no pátio da escola. Nesse período, irmã Carolina – com a ajuda de outros alunos que já dominam as técnicas do diabolô – ensina a brincadeira aos iniciantes. Em 2015, a escola realizou o 1º Festival do Diabolô, aberto a todos os pais e educadores. “Foi um sucesso. Só pudemos apresentar 40 alunos inscritos dentre os 80 praticantes do diabolô, por questão de tempo”, relembra a religiosa.

Outro projeto implantado por irmã Carolina no Instituto Auxiliadora é o Caça ao Tesouro, que estimula os alunos a procurarem mensagens de Dom Bosco e Madre Mazzarello escondidas no pátio da escola ou pelos corredores externos. Quem encontra a mensagem deve lê-la, dizer como a entendeu e, em seguida, recebe um brinde. “No início era preciso ter os brindes para dar aos alunos do fundamental I. Depois, diversas mães, animadas pelo entusiasmo dos seus filhos, começaram a colaborar com brinquedos, balas, livros infantis e coisas que toda criança gosta”, afirma irmã Carolina.

Atualmente, além dos projetos de recreação, a religiosa é orientadora educacional de encontros com jovens do ensino médio, faz parte da equipe de Pastoral do Instituto e contribui com a presença diária como assistente, nos períodos da manhã e da tarde – momentos em que aproveita para orientar os alunos a viverem uma vida feliz, na presença de Deus, no amor a Nossa Senhora Auxiliadora. “Crio situações de amizade com essas atividades. Os pais são sensíveis ao trabalho que realizo e ajudam muito com doações para o bazar dos funcionários e famílias carentes. Vivo o meu dia a dia de salesiana como se fosse uma juniorista, entusiasmada pelo carisma de Dom Bosco e Madre Mazzarello”, conclui irmã Carolina.

Lido 1101 vezes

Deixe um comentário