Segunda, 20 Fevereiro 2017 16:12

De mãos dadas

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)
Amós Santiago Amós Santiago

Por meio das semanas missionárias e das colônias de férias salesianas, jovens voluntários levam alegria, oração e solidariedade a quem mais precisa.

Janeiro é o mês das férias escolares de verão. Tempo para atividades esportivas e de lazer a céu aberto, para descansar, se divertir com os amigos, passear e... participar das iniciativas de voluntariado missionário. Isso mesmo: o primeiro mês do ano é, para muitos jovens em diversas presenças salesianas em todo o País, uma oportunidade de ajudar a quem mais precisa recebendo em troca “apenas” uma experiência que será inesquecível para o resto da vida.

As atividades variam em cada região: as Colônias de Férias para crianças e adolescentes organizadas pela Articulação da Juventude Salesiana (AJS) no Nordeste; a Ação Missionária, realizada na capital e interior de São Paulo; o Projeto Missionário Juvenil (PMJ) com a participação de leigos e religiosos no Rio Grande do Sul, entre muitas outras iniciativas. Em todas, duas características sobressaem: o protagonismo dos jovens missionários e a alegria no “jeito salesiano” de levar o Evangelho a outros jovens, adolescentes e crianças.

 

Ação Missionária

Entre os dias 7 e 15 de janeiro, jovens dos GAMs (Grupos de Ação Missionária) de toda a Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora deram andamento a mais uma edição da Ação Missionária, atividade coordenada pelo Serviço de Animação Missionária, vinculado à Pastoral Juvenil Salesiana. Nesse período, eles estiveram nas cidades de Caieiras, Suzano e São Paulo, todas no Estado de São Paulo, e foram acolhidos pelas comunidades locais.

A atividade é realizada tradicionalmente na segunda semana de janeiro e propõe aos jovens que participam da AJS ir ao encontro do próximo em comunidades carentes. Para esse ano, as comunidades escolhidas foram a Paróquia Santa Rita de Cássia, em Caieiras; a Paróquia Cristo Ressuscitado, localizada no bairro do Itaim Paulista, zona leste da capital, e a Paróquia São José, em Suzano.

“Sempre gostei de viver em comunidade e a missão me completa nesse sentido: de viver em comunidade, pregar o Evangelho, sair do meu cotidiano e fazer o que o Papa pede. Isso me anima muito e me completa como pessoa e como cristão”, conta Anderson da Silva, de São José dos Campos. Ilana Zago, de São Paulo, destaca: “Eu já havia pensado em seguir a vida religiosa, procurei conhecer muitas congregações… mas quando conheci os Salesianos, esse contato com os jovens, essa alegria que você leva e conquista na missão, me contagiou e a gente vive isso na Ação Missionária”.

Os jovens participaram de celebrações junto com as comunidades, visitaram residências, fazendo orações com as famílias e abençoando as casas, e também promoveram atividades de recreação com as crianças e oficinas com os adultos.

Danielle Favalio, de Sorocaba, faz um balanço positivo da Ação Missionária: “As crianças foram demais, extremamente cativantes, a comunidade participando intensamente das celebrações. Foi uma ótima forma de começar o ano”. “Vou levar muita alegria, gratidão e Deus no meu coração. Também levo as experiências de encontro com Cristo e com as pessoas daqui”, conclui Larissa Cascaldi, de Campinas.

 

Projeto Missionário Juvenil

A cidade de Três de Maio, RS, recebeu em janeiro 42 missionários salesianos. Entre eles, padres, formandos e jovens leigos, incluindo as presenças salesianas do Equador. Eles desenvolveram os trabalhos de visita às famílias e atividades com os jovens e as crianças durante 15 dias.

O Projeto Missionário Juvenil (PMJ) teve início dia 8 de janeiro, no período da manhã, com a celebração eucarística, na qual os jovens foram apresentados à comunidade e receberam as cruzes que são o símbolo de seu comprometimento missionário. No período da tarde os jovens deram início aos trabalhos junto à comunidade São Francisco e na Matriz Imaculada Conceição.

Também na região Sul, um projeto semelhante foi realizado junto às comunidades católicas na cidade de Campos Novos, SC. A missão conjunta reuniu jovens e educadores provenientes do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Nos dias 6 a 20 de janeiro, eles realizaram momentos de oração, participaram de celebrações nas comunidades e trocaram experiências com outros missionários e com a população local.

 

Colônias de Férias no Nordeste

A Pastoral Juvenil Salesiana da Inspetoria Salesiana do Nordeste iniciou suas atividades educativo-pastorais em janeiro com as já tradicionais colônias de férias. Este ano, mais de mais de 25 cidades viveram um itinerário de educação à fé por meio das colônias, entre elas: Petrolina, Gravatá e Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco; Grossos, Tibau e Areia Branca, no Rio Grande do Norte; Aracajú, em Sergipe; Fortaleza, no Ceará; João Pessoa, na Paraíba; e Picos, no Piauí (veja na próxima matéria como foi a colônia de férias em Picos).

Com o tema “No pátio da vida, nascemos como família”, as colônias reuniram centenas de crianças e adolescentes em atividades educativas, de recreação e pastorais. Todas foram realizadas voluntariamente pelos jovens das presenças locais e pelos membros das comunidades.

 

Portadores do amor de Deus

Outras colônias de férias foram realizadas no Brasil salesiano, sempre buscando levar, junto das atividades de lazer e recreação, a proposta de uma Igreja “em saída” e voltada para os mais carentes, como recomenda o Papa Francisco. Um exemplo foi a colônia de férias do ISAS Curitiba, no Paraná, realizada no PROVIM – Projeto Vida Melhor.

De 4 a 19 de janeiro, a colônia, que teve seu funcionamento no período da tarde, atendeu aproximadamente 100 educandos, entre crianças e adolescentes, que participaram de diversas atividades. Teve caçador, vôlei às cegas, bingo, soletrando, gincanas, baladinha, atividades no computador e muitas outras. Além disso, no último dia foi realizado o sorteio de um skate entre os educandos mais assíduos, seguido da tão esperada gincana de brincadeiras com água, na qual a galerinha se divertiu fechando a colônia de férias com chave de ouro.

Em Pará de Minas, MG, salesianos, vocacionados e educadores viveram intensamente a colônia de férias promovida pelos formandos com as crianças e os adolescentes do Centro Juvenil Salesiano São Domingos Sávio. Na parte da manhã, os voluntários se reuniam para preparar as atividades da tarde e avaliar o que fora realizado no dia anterior. À tarde, colocando em prática o carisma de Dom Bosco, foram oferecidos momentos de lazer e oficinas, sempre buscando ser “sinais e portadores do amor de Deus aos jovens, especialmente aos mais pobres” (Const. art. 2).

 

Colaboraram: Anderson Bueno - Inspetoria de N. Sra. Auxiliadora (São Paulo), Inspetoria Salesiana do Nordeste (Recife) e Inspetoria São Pio X (Porto Alegre). 

Lido 1958 vezes
Ana Cosenza

Editora do Boletim Salesiano - Brasil

e-mail: imprensabs@gmail.com

 

Deixe um comentário