Domingo, 21 Outubro 2018 15:31

Jovens e escolhas de vida: perspectivas educacionais

Escrito por  Com informações: ANS e Portal FMA
Classifique este artigo
(0 votos)

Congresso Internacional, realizado de 20 a 23 de setembro, reuniu educadores salesianos de vários países para refletir sobre juventude, projeto de vida e educação. Entre os diversos trabalhos acadêmicos apresentados, dois eram brasileiros.

 

 

Realizou-se de 20 a 23 de setembro de 2018, em Roma, na Itália, o Congresso Internacional “Jovens e escolhas de vida: perspectivas educacionais”, promovido pela Universidade Pontifícia Salesiana (UPS) e Pontifícia Faculdade de Ciências da Educação “Auxilium”. O encontro contou com cerca de 600 participantes, entre religiosos e leigos, provenientes dos cinco continentes.

 

O objetivo do congresso foi oferecer uma contribuição ao estudo do mundo juvenil, com respeito às escolhas e projetos de vida, a partir do ponto de vista da pesquisa universitária. Mais especificamente, das ciências da educação na perspectiva do humanismo pedagógico cristão e do sistema preventivo de Dom Bosco.

 

Além das palestras feitas por especialistas convidados de 18 países, os três dias do evento abriram espaço para a apresentação de exemplos da prática educativa salesiana em várias partes do mundo. Duas experiências brasileiras foram apresentadas como “boas práticas” durante o evento, que contou com representantes das presenças dos Salesianos e das FMA no Brasil.

 

Em consonância com o Sínodo

O Congresso foi aberto na quinta-feira, 20 de setembro, com uma mensagem enviada pelo Papa Francisco aos participantes. O Pontífice disse esperar que o evento, ao partir da contribuição original do carisma educativo salesiano, representasse “um passo significativo de reflexão e ajuda prática nas diversas questões relacionadas aos jovens, tendo em conta as mais profundas exigências relacionadas com o seu crescimento humano e espiritual”.

 

O reitor da UPS, padre Mauro Mantovan, retomou as palavras do Papa em sua fala de boas-vindas, reiterando a “urgência de não perder o trem dos jovens e alimentar sonhos e esperança”. A irmã Pina del Core, diretora da Faculdade Auxilium, enfatizou a dificuldade que os jovens de hoje têm em escolher, o que inevitavelmente nos obriga a “deixar-nos levar pela escuta e entrar em contato com a experiência para poder ajudá-los a descobrir a vocação educativa que está neles”.

 

Em seguida, foi realizada a conferência introdutória, apresentando o Sínodo dos Bispos, que neste mês de outubro aborda o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, e sua relação com as reflexões propostas no Congresso. A apresentação foi feita por dom Raúl Biord Castillo, bispo de La Guaíra (Venezuela).

 

O estudante de teologia Wellington Abreu, da Inspetoria São Domingos Sávio (Manaus) comentou sua impressão sobre o evento como parte das reflexões propostas pelo Sínodo sobre os Jovens: “Rogo e penso que devemos rezar pedindo ao Espírito Santo que ilumine todos aqueles que estão trabalhando neste importante Sínodo e por todos nós salesianos e leigos a fim de que, com muita disponibilidade e atenção aos tempos, possamos nos atualizar e acompanhar com qualidade os nossos destinatários, como fizeram muito bem Dom Bosco e Madre Mazzarello”.

 

Diálogo e escuta

As sessões de sexta feira, 21 de setembro, foram dedicadas às temáticas “Na escuta dos jovens” e “Em diálogo para discernir”, intervenções sobre a condição juvenil e sobre como o mundo dos educadores adultos a considera, em relação a vários contextos culturais. O Painel “A vida dos jovens: modelos, estilos, valores e escolhas”, organizado pelo Observatório Internacional da Juventude, da UPS, e pela Faculdade de Ciências da Educação Auxilium, contou com a participação de alguns estudiosos dos continentes europeu, americano, africano e asiático.

 

À tarde, foram realizadas as sessões paralelas com os temas: “Para uma releitura antropológica da dinâmica da escolha livre dos jovens”; “Os dinamismos psicológicos implicados nas escolhas dos jovens”; “Como formar os jovens para escolhas livres e responsáveis: dinamismos motivacionais, afetivos e volitivos”; “Os desafios da Pastoral Juvenil hoje”.

 

O padre Dirceu Fernando Belotto, proveniente da Inspetoria São Pio X, está em Roma para os estudos do mestrado em Filosofia, e participou do Congresso. Ao avaliar os trabalhos, ele ressaltou que “a segunda sessão teve como tema o diálogo para o discernimento. Nessa sessão foram tratados temas como a liberdade de escolha, as influências do mundo contemporâneo, o dinamismo psicológico afetivo-racional, concluindo com uma reflexão sobre a importância de formar os jovens à uma escolha livre e responsável, dando-se atenção às motivações, à afetividade e à vontade”.

 

Boas práticas salesianas

A primeira parte do programa de 22 de setembro foi dedicada às perspectivas educacionais em chave eclesial e salesiana, primeiro, confrontando com a experiência de formação de São João Bosco e de Santa Maria Domingas Mazzarello e depois, desenvolvendo as propostas para a educação atual.

 

À tarde foram apresentadas 18 “boas práticas” de caminhos para educar os jovens nas escolhas a fazer nos diferentes âmbitos de vida, com referência a experiências em andamento na Argentina, Brasil, Canadá, Colômbia, Filipinas, França, Itália, Madagascar, Eslováquia, Espanha e Suíça.

 

O Brasil esteve representado com duas boas práticas: “Processos educativos com jovens de ocupações urbanas”, apresentada por Wellington de Oliveira, do Centro Universitário Teresa D’Ávila – UNIFATEA – de Lorena, SP; e “Juventude e mercado de trabalho numa perspectiva humano-cristã: programa de capacitação e inserção do jovem universitário”, apresentada por Carmelita Leonilda Agrizzi, Ana Cristina Zenha Lousada e Sílvia Cecília Campos Lourenço, da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora de Macaé, RJ.

 

Olhar para o futuro

“Nós humanizamos, evangelizamos, educamos e somos corajosos em nossos desafios e propostas, porque a Igreja nos convida hoje a olharmos para o futuro com os jovens”. Com estas palavras, transmitidas por meio de uma mensagem de vídeo, o Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, apontou o caminho principal a ser seguido pelos participantes após a finalização do Congresso Internacional “Jovens e escolhas de vida”.

 

Na última sessão do evento, na manhã do domingo, dia 23, a presidente da Faculdade Auxilium, irmã Pina Del Core, enfatizou os desafios abertos pelo Congresso e lembrou que educar para a escolha envolve inevitavelmente “acolher o mistério que acompanha cada decisão, uma arriscada entrega para algo ou alguém”. O padre Mauro Mantovani, reitor da UPS, concluiu que: “Somos Igreja, somos família, somos para os jovens e esta é precisamente a nossa missão”.

 

O congresso terminou ao som da música “Dom Bosco, Pai, Mestre e Amigo” e com uma indispensável selfie, a assinatura distintiva da cultura de hoje, deixando aos participantes a tarefa de transmitir uma mensagem: mudar a linguagem, desacelerar o ritmo e planejar o futuro junto com os jovens.

 

Com informações: Portal FMA, Inspetoria São Domingos Sávio, Sintonia Online (Inspetoria São Pio X) e ANS.

Lido 166 vezes Modificado em Segunda, 22 Outubro 2018 16:37
Logar para postar comentários

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários