Terça, 30 Julho 2013 13:20

O encantamento da Palavra na Missa do Envio

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)

“Vão”, “sem medo”,” para servir”, esta é a síntese da mensagem que o bispo de Roma deixou para os jovens na manhã do domingo dia 28, na missa de envio, encerramento da 28° Jornada Mundial da Juventude.

O Papa fez questão de presidir a celebração utilizando a língua portuguesa. Na liturgia da palavra, a primeira e a segunda leituras foram feitas em inglês e espanhol, respectivamente, mas o  salmo foi lindamente cantado em português. Com refrão simples, a multidão parecia um grande coral ressoando por toda orla.  Na homilia, o Santo Padre retomou o tema da Jornada: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações”. Retomando a missão continental e compromissos do Documento de Aparecida, deixou clara, mais uma vez, a importância do serviço e do desprendimento, que todos devem estar dispostos e sentirem-se enviados a todos os povos e lugares, e não apenas àqueles mais próximos, mais acolhedores e que somos portadores da misericórdia de Cristo.

 

Recebeu muitos aplausos quando exclamou: “O melhor instrumento para evangelizar o jovem é outro jovem”.  Destacou a importância do acompanhamento dos jovens e chamou os padres e leigos para esta responsabilidade. E finalizou: “A Igreja conta com vocês, Jesus Cristo conta com vocês, o papa conta com vocês”

 

A missa reuniu os grandes nomes da musica católica do Brasil, que se mostraram bem entrosados e ensaiados, cantando inclusive em outras línguas, favorecendo o clima de união e uma liturgia mais participativa. Segundo a CNBB, foram feitas 4 milhões de hóstias para consagração eucarística. Com voluntários distribuídos por toda orla, o momento da comunhão ocorreu com tranquilidade. Ao final, o esperado anúncio do local da próxima Jornada Mundial da Juventude: Cracóvia,Polônia, 2016.

 

O jovem diácono salesiano, Volnei Sevenhani,  da Inspetoria São Pio X, do Sul, em poucas palavras resumiu o sentimento de vários jovens  após a celebração e toda a JMJ: “Como não se emocionar com milhões de jovens que se alegravam, pulavam, rezavam, ajoelhavam-se, silenciavam jutos com as palavras do papa ou de outros jovens, diante do Santíssimo ou durante a celebração da eucaristia? Como não sentir o amor de jovens que amam e com certeza, se sentem amados pela Igreja?”

 

E este clima de alegria permaneceu, mesmo diante das dificuldades de voltar para casa (ou para os alojamentos).. milhões de jovens espalhados por restaurantes, estações de metrô, paradas de ônibus, ruas... via-se peregrinos para todos os lados, todos felizes, na santa paz. Nem durante o réveillon ou em outra festa, o famoso bairro carioca viu tanta gente ao mesmo tempo.

 

Apesar dos diversos transtornos, falta de sinalização e infra-estrutura, eles ficaram pequenos diante do essencial. E não só o santo padre, mas também os participantes demonstraram gratidão para com as pessoas que trabalharam com empenho para que a JMJ pudesse se realizar com tranquilidade.

Fonte: Jakeline Lira - Boletim Salesiano

Foto: Flickr oficial JMJ Rio 2013

 

Lido 10614 vezes Modificado em Domingo, 04 Agosto 2013 18:42
Logar para postar comentários

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários