Sexta, 26 Janeiro 2018 15:24

Dia Mundial da Vida Consagrada

Escrito por

São milhares os consagrados e consagradas no mundo inteiro que acolhem o dom da vocação com alegria e disponibilidade nos múltiplos carismas, que em sua vida buscam o rosto de Deus, comprometendo-se a construir a paz e a fraternidade, apesar das dificuldades, lê-se no comunicado.

 

A Pastoral Afro-brasileira da CNBB vai realizar de 18 a 21 de janeiro, em Maringá, PR, o IX Congresso Nacional das Entidades do movimento negro congênere. Para dom Zanoni Demettino Castro, arcebispo de Feira de Santana, BA, e bispo referencial da Pastoral Afro-brasileira, o IX Conenc se realiza no momento em que os afrodescendentes “emergem agora na sociedade”, “assumindo uma atitude mais protagonista”, conscientes do poder que têm nas mãos e da possibilidade de contribuírem na construção de uma nova sociedade, justa e solidária (Aparecida 75). Somos chamados a reinterpretar a história da salvação na perspectiva do Senhor libertador, que ouviu o clamor do seu povo e desceu para libertá-lo, que exalta os humilhados e derruba os poderosos de seus tronos, realçando a presença do povo negro e o seu protagonismo na construção do novo mundo de paz e de justiça.

 

Padre Tom Uzhunnalil, o salesiano sequestrado em 2016 em Aden, no Iêmen, e libertado em setembro graças à mediação do Sultão de Omã, recebeu o Prêmio Madre Teresa edição 2017. A cerimônia de entrega realizou-se no domingo, em Mumbai. Os nomes dos designados com o Prêmio haviam sido divulgados em outubro passado. O sacerdote foi escolhido pela “compaixão”, “compromisso e dedicação” com que cumpria sua missão, “em um local de perigo”.

 

Foi divulgada esta segunda-feira a mensagem do Santo Padre para o 55º Dia Mundial de Oração pelas Vocações a ser celebrado em 22 de abril de 2018, IV Domingo da Páscoa, e que tem por tema “Escutar, discernir, viver a chamada do Senhor”. Confira abaixo a íntegra da mensagem.

 “Um dos objetivos do Sínodo extraordinário para a região pan-amazônica é individualizar novos modos para a evangelização dos povos indígenas dessa extensa Região. (…) Com este Sínodo a Igreja assume um importante papel religioso, político, ético e moral para a defesa da biodiversidade, dos biomas, das florestas, das montanhas, dos lagos, dos seres viventes e das diferenças entre as populações”. É o que afirma o padre Justino Sarmento Rezende, primeiro salesiano indígena ordenado sacerdote, há 23 anos.

 

Pagina 3 de 21