Terça, 04 Abril 2017 15:18

Alunos salesianos se destacam em concursos científicos

Escrito por 
Classifique este artigo
(0 votos)
Jaqueta para ciclistas, elaborada por alunos e professores na Espanha Jaqueta para ciclistas, elaborada por alunos e professores na Espanha

Quando a engenhosidade e a capacidade dos jovens encontram a competência e a guia atenta de bons mestres, podem ser obtidos grandes resultados. “Sapiência e ciência, prever e prover”, dizia Dom Bosco. Vejamos alguns exemplos, em várias partes do mundo, de alunos de institutos salesianos.

Da Itália, por exemplo, assinala-se o sucesso registrado pelos rapazes Mattia Borgia, Andrea Domenico Mourglia, Filippo Patriotti, do Instituto Salesiano Internazionale Edoardo Agnelli, de Turim. Eles foram os vencedores da 29ª seleção italiana para o concurso da União Europeia dos jovens cientistas “Eucys”, promovido pela Comissão Europeia, com o projeto intitulado “CardioID: diga-me como bate o seu coração e eu lhe direi quem você é!”. Na prática os três rapazes desenvolveram um dispositivo em condições de tornar a batida cardíaca (de qualquer pessoa) uma senha de acesso a dispositivos como smartphone e tablet, e assim proteger-lhes os dados sensíveis dos ataques de rackers.

Na Espanha, a jaqueta esportiva para ciclistas, suscitou grande interesse, tanto científico quanto comercia. Ela foi, produzida pelos alunos Mark Andrés Sanegre e Aníbal Oreja com os professores Juanjo López e Sergi Llinares, do Instituto Salesiano João XIII, de Alcoy, na Inspetoria da Espanha-Sevilha. O seu produto, apresentado também no concurso nacional Prêmio Dom Bosco, é uma “jaqueta inteligente”, que, embora muito leve:

 

  • oferece segurança e visibilidade ao ciclista, porque é dotada de um sistema que sinaliza automaticamente ao exterior, simplesmente monitorando os gestos do ciclista, eventuais freadas, viradas ou mudanças de direção;
  • registra velocidade, temperatura, umidade e os parâmetros de uso da bicicleta;
  • e, em caso de queda, ativa um sinal para a localização do ciclista e encaminha mediante ‘bluetooth’ uma chamada automática aos serviços de emergência.

 

Para terminar, na Colômbia, os alunos do Instituto Técnico Salesiano Eloy Valenzuela, de Bucaramanga, Inspetoria da Colômbia-Bogotá, conseguiram garantir que a iluminação de todo o seu Instituto seja totalmente alimentada pela energia solar: “Não há de que se admirar: o Instituto Salesiano é uma das poucas escolas do país que forma os futuros técnicos eletricistas e eletrônicos com atenção especial às fontes alternativas e, entre estas, à energia solar”, disse o padre Deogracias Veloza, diretor do Centro.

 

Fonte: Info ANS

Lido 1637 vezes Modificado em Terça, 04 Abril 2017 21:20
Ana Cosenza

Editora do Boletim Salesiano - Brasil

e-mail: imprensabs@gmail.com

 

Deixe um comentário