Sexta, 14 Julho 2017 17:08

Celebrações pelo 40° aniversário de morte da Bv. Ir. Maria Romero

Escrito por  Info ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

“Os santos não são super-homens nem nasceram perfeitos. Quando descobriram o amor de Deus, seguiram-nO, servindo os Outros”, explicou certa vez o Papa Francisco. Essa mensagem bem se adapta à figura da Bv. Ir. Maria Romero, religiosa das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), que por 46 anos se dedicou ao serviço dos pobres na Costa Rica: nos consultórios médicos; entre os asilos para jovens e com a associação de Auxílio aos Necessitados, composta por famílias que anteriormente viviam em condições desumanas. Passados 40 anos de sua morte, sua vida continua um validíssimo testemunho.

 

As FMA, da Costa Rica, celebraram no mês de julho o aniversário de sua morte: morreu de fato no dia 7 de julho de 1977, quando foi para Casa do Pai a fim de estar com “o seu Rei e sua Rainha”, como ela costumava chamar Jesus e Maria. As celebrações iniciaram uma semana antes, com uma procissão à Paróquia “La Merced”, de San José, recordando o amor filial que a religiosa nutria pela Igreja, e rezando pela paz na Costa Rica e na Nicarágua, pelos migrantes e refugiados, pelos pobres e desabrigados.

 

Nos dias seguintes celebrou-se o simpósio “O carisma salesiano na Bv. Ir. Maria Romero”. Emergiu uma figura, que – entre silêncio, oração, obediência, sacrifício – ofereceu o melhor de si aos prediletos de Deus e os pobres, e que se distinguia por sua fé inabalável na Divina Providência, a qual ainda hoje acompanha as suas obras.

 

No dia 7 de julho, durante todo o dia, foram oficiadas várias celebrações eucarísticas, deu-se a bênção aos enfermos e foram expostas as relíquias da Bem-Aventurada.

 

Desde a chegada das FMA ao país em 1917, foram centenas as religiosas que doaram sua vida a Deus no serviço às crianças e aos jovens no estilo da Ir. Maria Romero Meneses, a qual foi inserida junto com São João Bosco entre os patronos da próxima Jornada Mundial da Juventude do Panamá 2019.

Fonte Info ANS

Lido 438 vezes

Deixe um comentário