Quinta, 12 Julho 2018 15:02

Bolívia: “Em primeiro lugar um missionário deve saber transmitir a fé”

Escrito por  ANS
Classifique este artigo
(0 votos)

No dia 10 de julho, abriu-se em Santa Cruz, na Bolívia, o V Congresso Missionário Americano (CAM V), aberto com a apresentação do Cardeal Fernando Filoni, Delegado do Papa Francisco, que encorajou os mais de 3.000 participantes a serem “críveis através do testemunho”. Também os Salesianos da América Latina, e do mundo, participam desse grande evento: um deles, o faz em nome do Reitor-mor: é o padre Martín Lasarte, do Dicastério para as Missões Salesianas, de Roma.

 

“O Missionário é como uma vela: acende a luz e a passa adiante. Ser missionário, evangelizador, é ser portador da luz de Cristo: mas, para levá-la, deve-se antes tê-la acesa no próprio coração. Todo cristão há que irradiar o Evangelho em sua vida e difundir a alegria da Palavra de Deus aos outros”, afirmou o padre Lasarte.

 

“É uma grande alegria estar aqui nesta terra abençoada! É a primeira vez que chego à Bolívia”, afirmou o salesiano, um missionário uruguaio que já trabalhou muitos anos em Angola, África, e que atualmente serve a Congregação no Dicastério para as Missões Salesianas.

 

Durante a sua permanência na Bolívia, o padre Lasarte visitará também a Inspetoria Salesiana (BOL), as comunidades e obras salesianas, visando conhecer e encorajar ao espírito missionário: “A participação nesse grande evento me faz compreender que na Bolívia surgiu um grande movimento e que esta é, certamente, uma comunidade missionária, uma Inspetoria missionária, uma Inspetoria viva e que, por isso, terá um grande futuro”, acrescentou.

 

O padre Lasarte foi encarregado de visitar as comunidades salesianas, alentar as várias propostas pastorais e acompanhar o voluntariado missionário salesiano. Diz a respeito: “É maravilhoso apaixonar os jovens ao serviço e à missão; e quando isso se torna realidade, a Inspetoria, a missão, o carisma, têm pela frente um grande futuro”.

 

“A primeira coisa que um missionário deve fazer é aprender a transmitir a fé de modo natural, com alegria, testemunhando com palavras e amor. O missionário é chamado a evangelizar, distanciando-se até – alguma vez – da própria comunidade, deixando tudo em pós si, para ir semear a esperança e o Evangelho”, concluiu.

 

Este V Congresso Missionário Americano evidencia o desafio das comunidades eclesiais a criar grupos missionários que mantenham vivo nas comunidades, nas paróquias, nas famílias, o sentido de “sair ao encontro e levar o Evangelho”.

Fonte: ANS

Lido 78 vezes

Deixe um comentário

Receba nossa Newsletter

Busque por data

« Julho 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
            1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31          

Comentários