Quarta, 08 Agosto 2018 16:03

Em BH e Brasília, padre Ángel prossegue a visita ao Brasil

Escrito por  Isabella Cristina Ferreira - Comunicação ISJB
Classifique este artigo
(0 votos)

O Reitor-mor dos Salesianos, padre Ángel Artime, chegou nessa segunda-feira, 6 de agosto, a Belo Horizonte. Ele foi recebido no Aeroporto de Confins por educandos e educadores das unidades da Inspetoria São João Bosco (ISJB) de Belo Horizonte e Pará de Minas, MG. Também participam da recepção o inspetor, padre Orestes Fistarol, o ex-inspetor e bispo de Santos, dom Tarcísio Scaramussa, e o delegado para a Pastoral Juvenil Salesiana, padre José Ricardo Mole.

 

Na parte da tarde, padre Ángel se reuniu, no Centro Inspetorial, com os noviços e pré-noviços que realizam essas etapas formativas na ISJB. Foi um momento de conversa e reflexão.  O encontro contou também com a participação do inspetor padre Orestes Fistarol e do conselheiro para a América Cone Sul, padre Natale Vitali.

 

O segundo dia do Reitor-mor na Inspetoria São João Bosco foi repleto de atividades. Na parte da manhã, padre Ángel participou do Congresso Salesiano Internacional de Educação, evento que reúne educadores e gestores para discussões sobre Educação, Gestão, Empreendedorismo e Inovação.

 

O Reitor-mor presidiu a Celebração Eucarística que abriu as atividades do dia e foi concelebrada por diversos sacerdotes da Inspetoria São João Bosco. Em sua homilia, ele destacou a importância de se buscar a felicidade autêntica e profunda e do desejo que todo educador salesiano deve ter de fazer a diferença na história dos jovens.  “Se ao menos um jovem passou por uma mudança de vida, construímos uma história de salvação”, destacou.

 

Após a missa, padre Ángel concedeu entrevista a uma equipe de reportagem da TV Canção Nova, um dos grupos componentes da Família Salesiana no Brasil. Ele falou sobre sua visita à ISJB e sobre sua participação no Congresso.

 

Em seguida, o Reitor-mor ministrou a palestra magna “A arte de escutar e acompanhar na ação educativo-pastoral salesiana”, instigando os educadores presentes a refletir sobre o tema. “Tantos jovens precisam de nós, mas às vezes não sabem como ou não têm coragem de dizer: ‘eu preciso de ajuda’. Por isso, salesianos e educadores devem estar sempre de olhos e ouvidos atentos, assim como faziam Dom Bosco e Madre Mazzarello”, disse.

 

Nesse processo de escuta e acompanhamento, padre Ángel afirmou ser fundamental construir um relacionamento de amizade com os jovens. “Nós temos que ser amigos dos jovens. Às vezes, eles precisam de uma palavra que tenha sabor da palavra de um pai ou de uma mãe. Em muitas ocasiões da minha vida salesiana, pude ver jovens que precisavam da minha ajuda com pai. Esta é a arte de escutar e acompanhar”, explicou.

 

Ao final do Congresso, padre Ángel foi homenageado pelos alunos e educadores do Colégio Salesiano de Belo Horizonte, que sediou o Congresso, recebendo uma placa comemorativa.

 

Na parte da tarde, ele visitou a Casa Dom Bosco, abrigo que realiza o trabalho de acolhimento institucional e atende jovens do sexo masculino de 12 a 17 anos. Bem as estilo salesiano, padre Ángel conversou e brincou com os jovens garotos, ouviu um pouco de suas histórias, falou palavras de animação e lanchou com os garotos. Estavam presentes também, educadores, familiares dos jovens e voluntários da Casa.

 

À noite, o Reitor retornou ao Congresso onde participou de uma Noite Cultural, que contou com apresentações de música, dança e teatro, realizadas pelos adolescentes e jovens das unidades salesianas das cidades de Belo Horizonte e Pará de Minas.

 

Nesta quarta-feira, padre Ángel encerra sua visita a Belo Horizonte com uma Celebração Eucarística para os salesianos da Inspetoria São João Bosco. Ainda hoje, ele segue para Brasília, onde participará do Encontro com os Jovens.

Lido 531 vezes Modificado em Segunda, 24 Setembro 2018 09:14

Deixe um comentário