Quinta, 09 Agosto 2018 14:28

Dom Bosco ilumina nova área missionária em Belém

Escrito por  Vívian Marler / Divulgação.
Classifique este artigo
(1 Voto)

O Papa Francisco nos fala da necessidade de "sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho". Assim, a Arquidiocese de Belém, PA, saiu a procura de ovelhas que estão fora dos cuidados diários, e no dia 5 passado, introduziu a imagem de Nossa Senhora Auxiliadora em uma nova comunidade, que leva o seu nome, na área missionária Canaã.

 

Localizada na BR136, entre os municípios de Marituba e Benevides, a área missionária Canaã (situada a 11km da capital Belém) conta hoje com uma comunidade que necessita ter um olhar especial sobre ela no contexto da religiosidade, da busca ou redescoberta de sua fé. Dentre seus membros, uma boa parte é composta de jovens em situação de risco, que não estudam e nem trabalham, estando a mercê da criminalidade, disseminando o medo entre os moradores.

 

Designado para cuidar desta área, o salesiano dom Antônio de Assis Ribeiro, bispo auxiliar de Belém, colocará em prática um dos pilares da proposta educativa de Dom Bosco: o oratório, levando jovens daquela área à prática de esporte e brincadeiras educativas.

 

Junto com dom Antônio de Assis, um grupo de voluntários está empenhado na criação da área missionária. Três diáconos irão coordenar com o apoio de ex-alunas salesianas que estão responsáveis pela implementação e realização do oratório, assim como o setor juventude da Arquidiocese, a Articulação da Juventude Salesiana (AJS) e membros da comunidade. Antes da introdução da imagem, toda a equipe de voluntários e pessoas engajadas no projeto percorreram as ruas do bairro, em carreata, divulgando e convidado todos a participarem da missa que foi celebrada por dom Antônio.

 

“É a Família Salesiana, a partir dos leigos, acolhendo o apelo da Igreja, dando a sua contribuição para dar resposta às novas fronteiras da missionariedade, indo às periferias”, disse o bispo salesiano, referindo-se ao trabalho missionário dos leigos na Igreja.

 

“Nós [os jovens] iremos levar um trabalho missionário, com a missão de levar o rosto de Cristo que é vida”, disse Henrique Carreira, que continuou falando sobre este desafio: “O nosso maior desafio estará na animação missionária das lideranças juvenis, uma vez que a área de Canaã está deslocada do centro metropolitano”. Henrique é um dos 35 jovens, membros do setor juventude da Arquidiocese de Belém e da AJS no Pará, que está envolvido no projeto.

 

A criação da área missionária Canaã irá formar novas lideranças, dando assim a contribuição católica para amenização dos problemas sociais naquela área através das pastorais atendendo crianças, adolescentes, jovens, doentes, mulheres e idosos.

Lido 940 vezes Modificado em Terça, 18 Setembro 2018 12:31

Deixe um comentário