Quinta, 18 Outubro 2018 12:16

Sínodo: arcebispo Buzon, SDB, aos jovens: "Qual é o seu desejo mais profundo?"

Escrito por  Australasia - ANS
Classifique este artigo
(0 votos)
O arcebispo Buzon e o Papa Francisco O arcebispo Buzon e o Papa Francisco

Além de dom Luc Van Looy, SDB, dom Patrick Buzon, salesiano bispo de Bacolod, nas Filipinas, também fez uma apresentação no Sínodo, centrada em duas questões dirigidas aos jovens:

 

Querido Santo Padre e amigos,

 

Sempre que encontro jovens, geralmente faço duas perguntas.

 

A primeira é: "Como você está?" Muitas vezes eu recebo respostas ambivalentes, como um animador jovem que costumava usar "emojis" para descrever seus sentimentos: risadas por fora e choro por dentro. Nesta sala e em outros documentos, chegamos muitas vezes a ouvir quantos deles sofrem por suas famílias disfuncionais, "idosos que julgam", insegurança, pressão por todos os lados ... Elementos que os tornam vulneráveis ​​à frustração, depressão e até ao suicídio.

 

Ao ouvi-los, não posso deixar de ser atingido e digo a mim mesmo: tudo isso é injusto. A juventude deveria ser o melhor momento da vida, o momento mais emocionante, quando tudo está se abrindo diante deles com todas as suas promessas. Que triste que hoje nossos jovens são roubados da alegria da vida!

 

A segunda questão é: "Qual é o seu desejo mais profundo?" Eles me dão várias respostas, tais como: "terminar seus estudos", "ter um bom trabalho, certezas, um sentido ..."Dizem isso de muitas maneiras, mas acho que a expressão que melhor exprime tudo isso veio de um outro jovem quando me disse: "Talvez eu não saiba o que a vida significa, mas sei que é a única que tenho e não quero perdê-la.

 

Isso me lembra o jovem rico do Evangelho que perguntou: "Bom mestre, o que devo fazer para obter a vida eterna?" (Mc 10, 17). "A vida eterna" pode não ser a expressão que nossos jovens usarão hoje (parece muito eclesial e distante). Mas se tivéssemos que traduzir esta questão para a linguagem deles, acho que seria algo como: "Bom professor, como posso viver a minha vida ao máximo?". Viver a vida ao máximo - é isso que todo jovem procura. Explorar a vida, experimentar, aproveitar  tudo o que ela tem para oferecer. Infelizmente, em sua busca ávida de alegria, eles frequentemente batem em portas erradas e acabam perdendo a própria vida.

 

Jesus não dá uma resposta direta à pergunta do jovem, mas simplesmente fornece as condições necessárias para encontrar a resposta: esvazie seu coração de si mesmo, de modo a deixar espaço para algo maior que você; cresça na capacidade de dar, porque é apenas dando a si mesmo, o que significa amar, que você encontrará a alegria de viver. Isso é possível graças ao encontro com Cristo e à aceitação de sua proposta de segui-lo (ver Documento de Trabalho Synodal, nº 84).

 

O Papa Bento XVI representa esta pesquisa perfeitamente quando diz: "Queridos jovens, a felicidade que estão buscando, a felicidade que têm o direito de desfrutar tem nome e rosto: é Jesus ..." (Discurso para a JMJ em Colônia, 2005). Este é o objetivo e o desafio da pastoral juvenil: acompanhar os jovens e levá-los a Jesus, o único que pode satisfazer seu desejo mais profundo, desde que veio "para ter vida e tê-la em abundância" (Jo. 10,10).

 

Fonte: AustraLasia - ANS

Lido 91 vezes
Logar para postar comentários

Busque por data

« Novembro 2018 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30    

Comentários