Segunda, 08 Outubro 2018 14:59

"O Espírito Santo nos dá a capacidade de sonhar"

Escrito por

O Sínodo dos Bispos sobre a juventude começou num contexto difícil e aparentemente desfavorável para a Igreja, em meio a tensões, descrença, diminuição das vocações e contestações abertas em relação a ensinamentos da Igreja sobre questões importantes, como o direito à vida e o papel da fé cristã no tecido social e nos direitos humanos. Por outro lado, apesar das complexas circunstâncias que permeiam este evento, a presença de dois bispos da China continental, que pela primeira vez podem participar de um Sínodo, representa um sinal de comunhão e esperança.

 

A Inspetoria Salesiana do Nordeste do Brasil, através da Pastoral Juvenil Salesiana, realizou no último final de semana (29 e 30 de setembro de 2018) o Seminário sobre os “Oratórios/ Centros Juvenis e Família”, na Casa de Encontros em Jaboatão dos Guararapes, PE.

 

As eleições deste domingo, dia 7 de outubro, contarão com o auxílio de 160 alunos dos cursos de Engenharias do UniSALESIANO. Esse serviço é prestado desde 1992, quando a Instituição firmou convênio com a Justiça Eleitoral de Araçatuba, tendo como coordenador das atividades o Pró-reitor Acadêmico do UniSALESIANO, Profº. André Ornellas.

 

Para o padre Rossano Sala, SDB, secretário especial do Sínodo, a Igreja está em dívida com os jovens, no sentido de ouvi-los, porque a mesma fala pouco com Deus. Por isto ele recebeu com gosto a iniciativa do Santo Padre de pausar com frequência os trabalhos sinodais para alguns minutos de silêncio, para o discernimento.

 

Os alunos dos 6º anos A e B do Colégio Salesiano Aracaju, SE, participaram do projeto Masterchef, sob a coordenação da professora de inglês, Simone Rigo. Eles prepararam receitas, apresentaram seus custos e ingredientes, nas línguas portuguesa e inglesa, e os convidados experimentaram as diversas receitas.

 

O projeto Masterchef está em sua terceira edição e é uma forma de incentivar os alunos a conhecerem cada vez mais itens que fazem  parte do dia a dia de cada um, só que incrementando o aprendizado da língua inglesa. Não há um julgamento do melhor prato, mas a apresentação imita o programa de maneira que os garotos levam a sério a competição fictícia. O sucesso do programa é garantido e os alunos fazem de tudo para os convidados se deliciarem.

Pagina 4 de 672