Quarta, 16 Janeiro 2013 16:21

Itália recebe conselheiros Salesianos e das FMA

Escrito por

Nesta terça-feira, 15 de janeiro,  a Casa Geral Via della Pisana, Itália, recebeu o  encontro semestral dos Conselhos Gerais dos Salesianos e das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA). Durante o encontro, que teve como tema central a nova Evangelização, o reitor-mor, padre Pascual Chávez e a madre geral das FMA, Yvonne Reungoat, compartilharam com todos a experiência vivida durante a recente participação no Sínodo dos Bispos. Os dois superiores gerais tiveram também a oportunidade de partilhar a própria satisfação por ver que algumas sensibilidades emersas durante o Sínodo já fazem parte da ação e do estilo salesiano; e que compartilhar com os padres sinodais dos temas da atenção à família, da proximidade aos jovens e aos pobres, requer uma constante conversão pastoral.

 

InfoANS

Faleceu nesta terça-feira, 15 de janeiro, em Campo Grande, MS, o padre Valério Utel, SDB. Há vários anos o sacerdote salesiano estava com a saúde debilitada, causada por mal de Parkinson e diabetes. Sua última moradia foi a Obra Social Paulo VI, onde recebia cuidados e realizava tratamentos. Na noite do último dia 14 de janeiro, seu estado de saúde  agravou-se e ele teve de ser internado com urgência, levado para a UTI (Unidade de Cuidados Intensivos), mas infelizmente não resistiu. Seu corpo foi velado na capela do Pós Noviciado do Paulo VI e sepultado nesta quarta-feira, 16 de janeiro, no Cemitério Santo Antônio, em Campo Grande.

 

Natural da região da Capodistia, Itália, padre Valério Utel veio para o Brasil na década de 1950, junto com os pais e irmãos. A vinda para o continente sulamericano foi viabilizada pelo irmão, o também sacerdote salesiano Carmelo Utel – falecido em 2002 – e que já morava no Brasil. Radicou-se na cidade paulista de Tupã e decidiu tornar-se salesiano. A comunidade religiosa e colaboradores da Missão Salesiana de Mato Grosso (MSMT) lamentam a morte e rezam pela alma de padre Valério.

 

Missão Salesiana de Mato Grosso

Quarta, 16 Janeiro 2013 13:17

Jovens da JMJ terão assistência médica integral

Escrito por

Cerca de 500 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos e acadêmicos de medicina e enfermagem, são esperados para trabalhar como voluntários na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em julho de 2013. Um núcleo de 10 pessoas, coordenado pelo médico e voluntário da saúde na JMJ, Pedro Pimenta de Mello Spinetti, já trabalha para garantir o bem estar de todos os participantes do evento.

Com o aumento das temperaturas e o acúmulo de pessoas em um só local, o risco da proliferação de bactérias e vírus é grande. Pedro explica que além da oração é preciso se preocupar com o estado de saúde dos voluntários e milhões de peregrinos que virão para o Rio de Janeiro.

 

 “Algumas ações estão sendo planejadas desde 2011 para capacitar os voluntários, não só da área da saúde, mas de todas, para garantir um evento sem riscos. Pequenas ações como distribuição de água potável em grande quantidade, lavar as mãos antes de distribuir alimentos, coleta e separação do lixo são atitudes fundamentais para reduzirmos o número de eventos adversos à saúde durante a JMJ”, explica o médico.

 

O número ideal de médicos e enfermeiros para atuar na saúde, segundo Pedro, seria de 600 voluntários, mas os peregrinos não deixarão de ser atendidos em qualquer emergência: “O Brasil é um dos poucos países do mundo com sistema de saúde com atendimento universal e até mesmo os estrangeiros têm direito a assistência nos Hospitais do SUS. Certamente, durante a JMJ, todo o sistema de saúde da cidade estará de prontidão para receber os peregrinos que dele necessitarem”, finaliza.

 

CNBB

Os salesianos padre Vicente Rigolon e padre Geraldo Magella Carvalho Chaves estão de volta ao Instituto São José, retomando a comunidade salesiana em Resende, RJ, após dois anos. Também vão para a escola dois jovens aspirantes que irão fazer uma experiência vocacional: Marcellus, de Belo Horizonte, MG, e Victor, do Rio de Janeiro, RJ, completando quatro pessoas, mínimo exigido pela Inspetoria São João Bosco para a formação de uma comunidade. Eles vêm com a missão de movimentar a pastoral da escola, com a força do carisma salesiano entre os jovens e a animação das missas na capela.

 

Padre Vicente deve chegar ainda nesta semana. Ele foi diretor do Instituto São José de 1987 a 1992 e estava dirigindo a Casa Inspetorial de Belo Horizonte. Ele confessa que mesmo antes de receber a notícia, havia comunicado à inspetoria o desejo de voltar. "Eu já tinha conversado com o meu superior sobre a vontade de retornar a Resende, mas achei que seria só no ano que vem. Estou muito feliz, as malas já estão prontas. É um lugar em que me sinto querido e acolhido”, disse padre Vicente, que destacou ainda a estrutura e a organização da escola, onde esteve em maio de 2012 para a novena de Nossa Senhora Auxiliadora e em outubro para comemorar o aniversário de 80 anos. Ele aproveitou para rever antigos amigos. Na ocasião, ficou hospedado na residência dos salesianos, sua nova casa a partir de agora. Padre Vicente está ansioso para conhecer os filhos dos ex-alunos que estudaram no colégio no período em que era o diretor, e já faz planos para 2013: “Nossa missão é reforçar o clima salesiano entre os jovens. Pais, alunos e educadores podem contar com a gente para qualquer assunto pastoral. Já tenho algumas ideias, mas vamos discutir tudo com a direção da escola nas reuniões de planejamento do início do ano".

 

Padre Geraldo Magella morou em Resende entre 1998 e 2003, quando fez parte da comunidade salesiana, marcando presença entre os alunos e ajudando no grupo de "Casais com Cristo" da Paróquia São Sebastião. No ano passado, também visitou o Instituto São José, onde celebrou uma missa como parte das comemorações pelos 25 anos de sacerdócio. Hoje com 72 anos, volta para servir aos jovens. "Como não ficar contente? Resende sempre me acolheu de braços abertos e o tempo em que fiquei no Instituto São José foi muito importante para mim. Retorno com alegria e estarei à disposição para o quer der e vier", afirmou o religioso. Padre Geraldo deve chegar à escola na segunda quinzena de janeiro e promete trazer os "joguinhos" que faziam a alegria dos estudantes nos intervalos das aulas. "Alguns a gente deixa pelo caminho, como presente para amigos, mas ainda tenho muitos, eles podem esperar que vão brincar bastante comigo".

 

Padre Nilson Farias, provincial da Inspetoria São João Bosco, explica que a decisão de retomar a comunidade salesiana em Resende amadureceu depois de perceber que era possível enviar dois religiosos para a obra. "Me pareceu ser desejo da direção e de toda a comunidade educativa uma presença salesiana mais fixa, já que para o padre Emidio era difícil acompanhar de perto por causa do trabalho no colégio de Riachuelo, no Rio de Janeiro. Quando vimos que o remanejamento do padre Vicente e do padre Geraldo era viável, providenciamos mais dois jovens para completar a comunidade e retomar essa presença salesiana em Resende", afirmou o inspetor, acreditando que o trabalho pastoral tem papel fundamental na formação dos alunos. "O serviço que eles vão desenvolver é, sem dúvida, muito significativo".

 

Para o diretor executivo do Instituto São José, professor Roberto Barbosa de Oliveira, o retorno da comunidade salesiana é um presente para pais, alunos e educadores. “É uma alegria e uma conquista expressiva. Apesar de todos nós procurarmos no dia a dia vivenciar a filosofia de São João Bosco, a presença de religiosos reforça e muito esse carisma e a espiritualidade salesiana", disse o diretor. Roberto destaca ainda a importância do trabalho pastoral. "A missão dos padres e dos aspirantes será essencial no nosso jeito de educar. Além disso, eles vão organizar e tomar a frente das missas na capela, o que vai nos dar mais tranquilidade e permitir uma comunhão ainda maior com a comunidade. Eu, particularmente, estou muito feliz e tenho certeza de que esse é o sentimento de todos por aqui. Estamos preparando tudo com muito carinho para a chegada deles, para que se sintam mais uma vez amados e acolhidos no Instituto São José", concluiu o diretor.

 

RSE Informa

 

A primeira semana do projeto missionário iniciado em Rio Grande, RS, já contabiliza a visita a cerca de 200 famílias da paróquia São Judas Tadeu. No último dia 08 de janeiro, após a missa, os missionários conduziram um encontro com os coordenadores e membros da comunidade, partilhando experiências sobre o compromisso e missão do coordenador de um grupo ou movimento pastoral.

No dia 09 os salesianos jovens, Magnus e Loacir, encontraram-se com jovens e crianças. Na ocasião falaram sobre Dom Bosco e apresentaram a proposta vocacional da vida consagrada salesiana. No final do encontro, os adolescentes e jovens foram convidados a retornar os encontros do grupo de jovens, até então desativado. No dia 10 de janeiro, no período da tarde, foi celebrada uma missa na comunidade Nossa Senhora Aparecida e à noite foi realizada uma adoração Eucarística com membros do grupo de oração da paróquia, na comunidade da matriz.

 

Inspetoria Salesiana São Pio X

Pagina 658 de 698