Aos cristãos inseridos no hoje da história cabe a responsabilidade de viver uma ética da comunicação baseada no Evangelho e capaz de dialogar com a atual realidade.

 

Nos dias de hoje, percebe-se uma forte tendência para o individualismo, que, aliado à cada vez maior fragilidade da vida comunitária, gera não apenas o isolamento, mas também a indiferença e o fortalecimento do ódio e da divisão.

 

 

“Possa cada ambiente educativo ser lugar de abertura ao transcendente e aos outros; lugar de diálogo, coesão e escuta, onde o jovem se sinta valorizado nas suas capacidades e riquezas interiores e aprenda a apreciar os irmãos”. (Papa Bento XVI)

 

 

Tarde de domingo, clima agraciado por uma brisa leve anunciando o crepúsculo vespertino. Parei para apreciar e ouvir a sinfonia e a beleza dos pássaros que povoam o nosso recinto educativo, o Colégio Dom Bosco da Paralela. Moramos aqui neste recanto de paz, do bairro São Marcos, em Salvador, BA.

 

 

A cada ano, a Inspetoria Salesiana do Nordeste acompanha os sinais de crescimento das Colônias de Férias, destacando como elementos positivos o protagonismo juvenil dos animadores que, comprometidos com a proposta, exercem a liderança em nível local; e o compromisso da Articulação da Juventude Salesiana nas comunidades.

 

O vínculo entre educação e comunicação é permeado pelo desejo comum de uma sociedade mais justa e fraterna. Na educação para a cidadania encontra-se um espaço significativo de intervenção na sociedade.

 

Considerando que vivemos em um mundo marcado pela comunicação, em que as novas gerações já nascem e se desenvolvem no ambiente digital, é uma necessidade educar para e na comunicação. Em um contexto de escola, isto é fácil de visualizar, mas e no contexto de paróquia, isso é possível?

 

Veja a seguir os principais resultados da pesquisa de opinião realizada pelo Boletim Salesiano em parceria com o Laboratório de Avaliação e Pesquisa da RSB.

 

Em um tempo no qual a lógica da rede se instaura no cotidiano e determina o estilo e a forma como se desenvolvem os processos relacionais, a educação precisa estar alicerçada em uma concepção e uma prática comunicacional capazes de serem um diferencial.

Neste sentido, “comunicar” vai muito além de uma definição técnica, como transmissão de uma mensagem entre emissor e receptor, mas diz respeito a todos os processos relacionais que perpassam a prática educativa. A comunicação é uma dimensão carismática salesiana, é uma preocupação que se revela desde as origens da prática educativa de Dom Bosco e Maria Domingas Mazzarello. Essa dimensão é hoje fortalecida pela prática da educomunicação, que expressa com muita clareza o estilo de educação e comunicação que acontece nos ambientes salesianos, sejam escolas, obras sociais, paróquias ou outros ainda.

 

O tema para o Dia Mundial das Comunicações deste ano é “Não tenhas medo, que Eu estou contigo (Is 43,5): Comunicar esperança e confiança, no nosso tempo”, e é um apelo para que os comunicadores ultrapassem a visão de comunicação como mero espetáculo e possam, de fato, trazer luz e esperança ao mundo.

Pagina 1 de 3