Conheça no portal do Boletim Salesiano o trabalho que os Salesianos realizam com os ianomâmis no Brasil!
Para evitar que crianças trabalhem nos lixões com os seus pais, o Instituto Técnico Dom Bosco, de Henderson, nas Ilhas Salomão, iniciou um projeto para garantir a educação desses menores. Saiba mais no portal do Boletim Salesiano.
Em Angola, uma criança em cada seis não chega aos cinco anos e, na capital do país, Luanda, cidade de fortes conflitos, o número de menores que vivem nas ruas aumenta exponencialmente a cada mês. Fiéis ao carisma do seu fundador, os salesianos se põem a serviço dessas crianças mais necessitadas.  
À luz da Intenção de Oração do Santo Padre, a Intenção Missionária Salesiana de agosto de 2019 é pelas Famílias na Ásia. Para que as famílias, graças a uma vida de oração e amor, se tornem cada vez mais “laboratórios de humanização”.   A presença salesiana na Ásia foi abençoada por Deus. Trata-se de uma presença jovem, em 32 países, com quase 600 comunidades. Rezemos para que Dom Bosco na Ásia continue não só a difundir o espírito de família, mas também a promover sólidas Famílias quais fontes de humanização e de vida cristã.
A Igreja Mãe da Misericórdia, confiada aos salesianos quando eles chegaram à Buenos Aires, é apenas um dos inúmeros sinais do florescimento salesiano na área da capital argentina, na antiga Puerto de Santa María del Buen Ayre.  
A Cité Plateau III é uma zona de Lubumbáshi, área pobre e densamente povoada.  Ali, o trabalho infantojuvenil é considerado normal e a taxa de escolarização muito baixa.  Esse contexto desastroso é condicionado também por uma endêmica carência de água, o que vem alimentando um quadro de higiene sanitária de total emergência. Por isso, para começar, os salesianos pretendem construir um poço que dê água limpa a população do bairro.  
"Dom Bosco ama todos os jovens para além de raça, tribo e religião", afirma o padre Vincenzo Marrone, SDB, há 34 anos missionário na Nigéria.
Abobo, pequena cidade feita de cabanas, sorrisos e poeira, situa-se na estrada entre Gambella e Pugnido. Apesar de estar na Etiópia, a maior parte de sua população é de origem sudanesa, uma vez que a localidade fica próxima à fronteira e muitas pessoas buscaram refúgio ali para escapar da guerra e da fome. Em um país onde a pobreza rural é endêmica, os refugiados sudaneses sentem-se perdidos, sem pontos de referência e sem qualquer apoio, exceto nos campos de refugiados que surgiram ao redor de Gambella.  
Como parte do projeto da Jornada Vocacional, o Ícone do Bom Pastor percorre as obras, escolas e paróquias da Inspetoria São Pio X.     
Em seu relatório sobre as atividades de 2018, as Pontifícias Obras Missionárias apontam a presença de quase 11.000 missionários espanhóis ativos em 1.111 territórios de missão em todo o mundo. Entre eles, está o salesiano padre Manuel Jiménez Castro, que vive na África há 23 anos, antes no Togo e, atualmente, na República Democrática do Congo, onde atua como superior da nova Visitadoria "África Congo Congo" (ACC).  
Página 1 de 29
Conheça no portal do Boletim Salesiano o trabalho que os Salesianos realizam com os ianomâmis no Brasil!
Para evitar que crianças trabalhem nos lixões com os seus pais, o Instituto Técnico Dom Bosco, de Henderson, nas Ilhas Salomão, iniciou um projeto para garantir a educação desses menores. Saiba mais no portal do Boletim Salesiano.
Em Angola, uma criança em cada seis não chega aos cinco anos e, na capital do país, Luanda, cidade de fortes conflitos, o número de menores que vivem nas ruas aumenta exponencialmente a cada mês. Fiéis ao carisma do seu fundador, os salesianos se põem a serviço dessas crianças mais necessitadas.  
À luz da Intenção de Oração do Santo Padre, a Intenção Missionária Salesiana de agosto de 2019 é pelas Famílias na Ásia. Para que as famílias, graças a uma vida de oração e amor, se tornem cada vez mais “laboratórios de humanização”.   A presença salesiana na Ásia foi abençoada por Deus. Trata-se de uma presença jovem, em 32 países, com quase 600 comunidades. Rezemos para que Dom Bosco na Ásia continue não só a difundir o espírito de família, mas também a promover sólidas Famílias quais fontes de humanização e de vida cristã.
A Igreja Mãe da Misericórdia, confiada aos salesianos quando eles chegaram à Buenos Aires, é apenas um dos inúmeros sinais do florescimento salesiano na área da capital argentina, na antiga Puerto de Santa María del Buen Ayre.  
A Cité Plateau III é uma zona de Lubumbáshi, área pobre e densamente povoada.  Ali, o trabalho infantojuvenil é considerado normal e a taxa de escolarização muito baixa.  Esse contexto desastroso é condicionado também por uma endêmica carência de água, o que vem alimentando um quadro de higiene sanitária de total emergência. Por isso, para começar, os salesianos pretendem construir um poço que dê água limpa a população do bairro.  
"Dom Bosco ama todos os jovens para além de raça, tribo e religião", afirma o padre Vincenzo Marrone, SDB, há 34 anos missionário na Nigéria.
Abobo, pequena cidade feita de cabanas, sorrisos e poeira, situa-se na estrada entre Gambella e Pugnido. Apesar de estar na Etiópia, a maior parte de sua população é de origem sudanesa, uma vez que a localidade fica próxima à fronteira e muitas pessoas buscaram refúgio ali para escapar da guerra e da fome. Em um país onde a pobreza rural é endêmica, os refugiados sudaneses sentem-se perdidos, sem pontos de referência e sem qualquer apoio, exceto nos campos de refugiados que surgiram ao redor de Gambella.  
Como parte do projeto da Jornada Vocacional, o Ícone do Bom Pastor percorre as obras, escolas e paróquias da Inspetoria São Pio X.     
Em seu relatório sobre as atividades de 2018, as Pontifícias Obras Missionárias apontam a presença de quase 11.000 missionários espanhóis ativos em 1.111 territórios de missão em todo o mundo. Entre eles, está o salesiano padre Manuel Jiménez Castro, que vive na África há 23 anos, antes no Togo e, atualmente, na República Democrática do Congo, onde atua como superior da nova Visitadoria "África Congo Congo" (ACC).  
Página 1 de 29