Atualmente vivemos o contexto de uma crise sanitária e social que amplifica a crise ecológica e moral, destacada pela Encíclica Laudato Si. Estamos diante de um momento crítico da história em que a humanidade deve fazer a escolha sobre seu futuro.  
Quando estender a mão é uma extensão do coração, via de humanização e de transcendência: uma reflexão a partir da mensagem do Papa Francisco para o IV Dia Mundial dos Pobres.    
Neste Dia do Professor, compartilhamos o poema em homenagem a esta profissão, escrito por um ex-aluno salesiano e agora também professor.    
Em continuação ao artigo do BS de julho, seguem mais seis “lembranças aos jovens” publicadas por Dom Bosco em novembro de 1862 (Cf. Memórias Biográficas de Dom Bosco, volume 7, pg. 292-293 do texto italiano), seguidas de comentários.    
Que mundo queremos e devemos construir para que todos nós possamos viver com honestidade, alegria e socialmente juntos, com o suficiente e decente para toda a humanidade?  
Assim como Dom Bosco, que diante da ausência ou violação de direitos, possamos por meio do Sistema Preventivo apresentar respostas em prol da salvação da juventude.  
Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da nossa fé (Romanos 12: 5,6).
“Nosso Senhor mandou-me para os jovens. Então, é preciso que eu me poupe nas outras coisas e conserve minha saúde para eles” (Dom Bosco).  
A relação entre o Sistema Preventivo e a encíclica Laudato Si, sobre o cuidado para com a Casa Comum.  
O Papa Francisco costuma perguntar: que mundo deixaremos às crianças e aos jovens? Esta não é apenas uma questão ambiental, mas de Pastoral Juvenil. Ou melhor, ela confirma que as questões ambientais se tornaram um aspecto complementar da Pastoral Juvenil.  
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  3 
  •  4 
  •  5 
  •  6 
  •  7 
  •  Next 
  •  End 
Page 1 of 7
Atualmente vivemos o contexto de uma crise sanitária e social que amplifica a crise ecológica e moral, destacada pela Encíclica Laudato Si. Estamos diante de um momento crítico da história em que a humanidade deve fazer a escolha sobre seu futuro.  
Quando estender a mão é uma extensão do coração, via de humanização e de transcendência: uma reflexão a partir da mensagem do Papa Francisco para o IV Dia Mundial dos Pobres.    
Neste Dia do Professor, compartilhamos o poema em homenagem a esta profissão, escrito por um ex-aluno salesiano e agora também professor.    
Em continuação ao artigo do BS de julho, seguem mais seis “lembranças aos jovens” publicadas por Dom Bosco em novembro de 1862 (Cf. Memórias Biográficas de Dom Bosco, volume 7, pg. 292-293 do texto italiano), seguidas de comentários.    
Que mundo queremos e devemos construir para que todos nós possamos viver com honestidade, alegria e socialmente juntos, com o suficiente e decente para toda a humanidade?  
Assim como Dom Bosco, que diante da ausência ou violação de direitos, possamos por meio do Sistema Preventivo apresentar respostas em prol da salvação da juventude.  
Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros. De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da nossa fé (Romanos 12: 5,6).
“Nosso Senhor mandou-me para os jovens. Então, é preciso que eu me poupe nas outras coisas e conserve minha saúde para eles” (Dom Bosco).  
A relação entre o Sistema Preventivo e a encíclica Laudato Si, sobre o cuidado para com a Casa Comum.  
O Papa Francisco costuma perguntar: que mundo deixaremos às crianças e aos jovens? Esta não é apenas uma questão ambiental, mas de Pastoral Juvenil. Ou melhor, ela confirma que as questões ambientais se tornaram um aspecto complementar da Pastoral Juvenil.  
  •  Start 
  •  Prev 
  •  1 
  •  2 
  •  3 
  •  4 
  •  5 
  •  6 
  •  7 
  •  Next 
  •  End 
Page 1 of 7