Quinta, 14 Novembro 2013 11:45

Educar é preciso

Escrito por
Navegando pelas propostas  dos partidos políticos e  das organizações sociais e religiosas, encontramos uma unanimidade: educação é prioridade! Contudo, constatamos  que a escolha dessa prioridade, em muitos países, não gerou mudanças significativas para a vida das pessoas. A disponibilização dos assim chamados “bens de consumo” cresce cada vez mais e sempre acompanhada de inteligente e sedutora publicidade. O consumo e sua indústria publicitária oferecem tudo para que a pessoa possa saciar sua sede de felicidade. Entre tantas explicações, encontramos neste binômio “educação-consumismo” uma janela para enxergar/entender a contradição social em que vivemos. A prioridade educacional que não consegue ser traduzida em oferta concreta de sentido de vida acaba sendo apenas um produto a mais na diversificada e criativa prateleira dos “bens de consumo”. Muitas vezes, desejamos também identificar educação de qualidade com educação cara, reforçando, mais uma vez, que consumir esta educação gera status social. Os grandes educadores da história, entre os quais incluímos Dom Bosco com muita propriedade , apostaram na educação como uma importante estratégia de promoção, de evolução, de libertação e de felicidade. Neste sentido, podemos perceber que faltam em tantas comunidades educativas o prazer e a alegria de estudar. Estudar torna-se uma “tarefa” árdua, penosa e chata. Por outro lado, o horário de recreio e o horário de término das aulas são amplamente festejados e curtidos. Ciente dessa situação, a proposta salesiana de educação sempre valorizou o pátio e todas as demais atividades em que a aprendizagem seja algo prazeroso: o teatro, a banda, a fanfarra, a dança, a música, a poesia, o esporte! E mais: o protagonismo da educação fica por conta da comunidade, lugar onde todas as relações de desenvolvimento acontecem de modo natural e recíproco. Se na sala de aula privilegia-se a razão, nos demais ambientes podem ser valorizados a convivência, a solidariedade, a alegria e o entusiasmo de viver! Sem essa complementaridade entre razão, carinho, fé e fraternidade, nenhuma proposta educativa, por mais priorizada que seja, pode alcançar a mente e o coração humano. A felicidade continua morando ao lado! A vida, sendo um presente de Deus, pode se transformada por esta proposta educativa, como diria Dom Bosco, em um belo presente que cada educando pode oferecer ao Pai Criador!  
Domingo, 14 Julho 2013 18:18

Jovens, sempre jovens!

Escrito por
Escrevo estas linhas em junho, e dificilmente encontraremos uma pessoa de nosso país que não esteja se interrogando sobre o significado da movimentação juvenil, nascida neste mês e que se desdobra de maneira fulminante pelo país. Os jovens e suas originais maneiras de se expressar sempre foram os protagonistas das grandes mudanças: basta lembrar as movimentações estudantis de épocas e cores diferentes. Vivemos mais uma edição juvenil marcada por suas incontestáveis características: causas legítimas, expressões inovadoras, indignação e desejo de autenticidade. Não faltando, evidentemente, pretensões manipuladoras e oportunistas. Nas raízes, contudo, sempre encontramos muita vontade de mudar para melhor!
Quarta, 19 Fevereiro 2020 14:09

Vida: dom e compromisso

Escrito por
A vida é o dom mais valioso que Deus nos deu. Olhando ao nosso redor, percebemos e sentimos que nem todas as pessoas a valorizam como deveriam. Ainda existem muitas e muitas situações nas quais vemos tantos sinais negativos e, porque não dizer, de destruição da vida. Veja os recentes casos de jovens que mataram pais e irmãos...  
Na apresentação da Estreia deste novo ano, 2020, o Reitor-mor pede que ela seja como que “o fio condutor” da pastoral em todas as atividades que se realizam no mundo salesiano. Para a educação e a evangelização dos jovens e das jovens, a Família Salesiana de Dom Bosco herdou o binômio “bons cristãos e honestos cidadãos”. Se constata uma crescente fragilidade no sentido de que nem sempre somos apóstolos missionários e nem sempre educamos os jovens para a cidadania.  
Quinta, 12 Dezembro 2019 10:06

Um Menino Deus que nos ama!

Escrito por
“Veja, Cristo vem para nos procurar, a Igreja nos convida, para o acolher bem”. Assim falou São Francisco de Sales na pregação do 1º domingo do Advento de 1610. Por isso o Conselho Editorial e a Redação do Boletim Salesiano optaram por fazer uma edição dedicada a esta grande festa do cristianismo, que é o Natal.  
Fim de ano chegando e começam os preparativos para as festas do Natal e do Ano Novo, que procuramos celebrar com muita alegria. Neste ano, a Igreja nos convida novamente a preparar o Natal, para que seja celebrado como uma festa cristã, e não meramente como uma “festa pagã”, na qual sequer Jesus Cristo tem vez. Por isso o tema é este: “Reunidos em família, preparando a vinda do Senhor”. Será uma bela experiência que poderemos fazer: viver e conviver com as pessoas, estar na casa como irmãos e irmãs.  
Quarta, 16 Outubro 2019 16:04

Editorial: batizados e enviados

Escrito por
O Papa Francisco proclamou outubro de 2019 como Mês Missionário Extraordinário com o objetivo de “despertar em medida maior a consciência da "missio ad gentes" e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”. É um momento muito importante para a vida da Igreja, que atinge a todos nós.  
O padre João Mendonça escreve um artigo no presente Boletim Salesiano sobre “o corpo espiritual”. É uma reflexão muito atinente ao momento, quando alguns cultivam o corpo de uma maneira narcisista e ainda existe certa mentalidade de pessimismo em relação ao mesmo. Ao reconhecer a dignidade da perfeição da pessoa humana, São Francisco de Sales deixou na sua espiritualidade tudo aquilo que é humano, pois, dizia ele, existem no homem “mais coisas dignas de admiração do que de desprezo”. Esta é a visão otimista da vida e do mundo, que está no centro da nossa espiritualidade salesiana e que se expressa num conjunto de virtudes humanas, sinal de uma grande maturidade e de uma profundidade de vida espiritual.  
Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa, que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.  
Quarta, 12 Junho 2019 21:00

Boletim Salesiano: impresso ou digital?

Escrito por
“A Congregação Salesiana não seria a mesma, sem o Boletim Salesiano”, afirmou o conselheiro geral para a Comunicação Social, padre Filiberto Plasencia González, na abertura do Encontro Internacional dos Diretores do Boletim Salesiano, que aconteceu em Roma, nos dias 26 a 29 de maio, do qual participei.  
Página 5 de 5
Quinta, 14 Novembro 2013 11:45

Educar é preciso

Escrito por
Navegando pelas propostas  dos partidos políticos e  das organizações sociais e religiosas, encontramos uma unanimidade: educação é prioridade! Contudo, constatamos  que a escolha dessa prioridade, em muitos países, não gerou mudanças significativas para a vida das pessoas. A disponibilização dos assim chamados “bens de consumo” cresce cada vez mais e sempre acompanhada de inteligente e sedutora publicidade. O consumo e sua indústria publicitária oferecem tudo para que a pessoa possa saciar sua sede de felicidade. Entre tantas explicações, encontramos neste binômio “educação-consumismo” uma janela para enxergar/entender a contradição social em que vivemos. A prioridade educacional que não consegue ser traduzida em oferta concreta de sentido de vida acaba sendo apenas um produto a mais na diversificada e criativa prateleira dos “bens de consumo”. Muitas vezes, desejamos também identificar educação de qualidade com educação cara, reforçando, mais uma vez, que consumir esta educação gera status social. Os grandes educadores da história, entre os quais incluímos Dom Bosco com muita propriedade , apostaram na educação como uma importante estratégia de promoção, de evolução, de libertação e de felicidade. Neste sentido, podemos perceber que faltam em tantas comunidades educativas o prazer e a alegria de estudar. Estudar torna-se uma “tarefa” árdua, penosa e chata. Por outro lado, o horário de recreio e o horário de término das aulas são amplamente festejados e curtidos. Ciente dessa situação, a proposta salesiana de educação sempre valorizou o pátio e todas as demais atividades em que a aprendizagem seja algo prazeroso: o teatro, a banda, a fanfarra, a dança, a música, a poesia, o esporte! E mais: o protagonismo da educação fica por conta da comunidade, lugar onde todas as relações de desenvolvimento acontecem de modo natural e recíproco. Se na sala de aula privilegia-se a razão, nos demais ambientes podem ser valorizados a convivência, a solidariedade, a alegria e o entusiasmo de viver! Sem essa complementaridade entre razão, carinho, fé e fraternidade, nenhuma proposta educativa, por mais priorizada que seja, pode alcançar a mente e o coração humano. A felicidade continua morando ao lado! A vida, sendo um presente de Deus, pode se transformada por esta proposta educativa, como diria Dom Bosco, em um belo presente que cada educando pode oferecer ao Pai Criador!  
Domingo, 14 Julho 2013 18:18

Jovens, sempre jovens!

Escrito por
Escrevo estas linhas em junho, e dificilmente encontraremos uma pessoa de nosso país que não esteja se interrogando sobre o significado da movimentação juvenil, nascida neste mês e que se desdobra de maneira fulminante pelo país. Os jovens e suas originais maneiras de se expressar sempre foram os protagonistas das grandes mudanças: basta lembrar as movimentações estudantis de épocas e cores diferentes. Vivemos mais uma edição juvenil marcada por suas incontestáveis características: causas legítimas, expressões inovadoras, indignação e desejo de autenticidade. Não faltando, evidentemente, pretensões manipuladoras e oportunistas. Nas raízes, contudo, sempre encontramos muita vontade de mudar para melhor!
Quarta, 19 Fevereiro 2020 14:09

Vida: dom e compromisso

Escrito por
A vida é o dom mais valioso que Deus nos deu. Olhando ao nosso redor, percebemos e sentimos que nem todas as pessoas a valorizam como deveriam. Ainda existem muitas e muitas situações nas quais vemos tantos sinais negativos e, porque não dizer, de destruição da vida. Veja os recentes casos de jovens que mataram pais e irmãos...  
Na apresentação da Estreia deste novo ano, 2020, o Reitor-mor pede que ela seja como que “o fio condutor” da pastoral em todas as atividades que se realizam no mundo salesiano. Para a educação e a evangelização dos jovens e das jovens, a Família Salesiana de Dom Bosco herdou o binômio “bons cristãos e honestos cidadãos”. Se constata uma crescente fragilidade no sentido de que nem sempre somos apóstolos missionários e nem sempre educamos os jovens para a cidadania.  
Quinta, 12 Dezembro 2019 10:06

Um Menino Deus que nos ama!

Escrito por
“Veja, Cristo vem para nos procurar, a Igreja nos convida, para o acolher bem”. Assim falou São Francisco de Sales na pregação do 1º domingo do Advento de 1610. Por isso o Conselho Editorial e a Redação do Boletim Salesiano optaram por fazer uma edição dedicada a esta grande festa do cristianismo, que é o Natal.  
Fim de ano chegando e começam os preparativos para as festas do Natal e do Ano Novo, que procuramos celebrar com muita alegria. Neste ano, a Igreja nos convida novamente a preparar o Natal, para que seja celebrado como uma festa cristã, e não meramente como uma “festa pagã”, na qual sequer Jesus Cristo tem vez. Por isso o tema é este: “Reunidos em família, preparando a vinda do Senhor”. Será uma bela experiência que poderemos fazer: viver e conviver com as pessoas, estar na casa como irmãos e irmãs.  
Quarta, 16 Outubro 2019 16:04

Editorial: batizados e enviados

Escrito por
O Papa Francisco proclamou outubro de 2019 como Mês Missionário Extraordinário com o objetivo de “despertar em medida maior a consciência da "missio ad gentes" e retomar com novo impulso a transformação missionária da vida e da pastoral”. É um momento muito importante para a vida da Igreja, que atinge a todos nós.  
O padre João Mendonça escreve um artigo no presente Boletim Salesiano sobre “o corpo espiritual”. É uma reflexão muito atinente ao momento, quando alguns cultivam o corpo de uma maneira narcisista e ainda existe certa mentalidade de pessimismo em relação ao mesmo. Ao reconhecer a dignidade da perfeição da pessoa humana, São Francisco de Sales deixou na sua espiritualidade tudo aquilo que é humano, pois, dizia ele, existem no homem “mais coisas dignas de admiração do que de desprezo”. Esta é a visão otimista da vida e do mundo, que está no centro da nossa espiritualidade salesiana e que se expressa num conjunto de virtudes humanas, sinal de uma grande maturidade e de uma profundidade de vida espiritual.  
Dom Bosco escolheu São Francisco de Sales como padroeiro da sua Sociedade não somente porque era o santo da amabilidade, da doçura ou da paciência. O escolheu também porque, como escritor, Francisco de Sales era modelo do cristão que deseja propagar o Reino de Deus através do apostolado da boa imprensa. Atento ao seu tempo, ele percebeu na imprensa, que então surgia, uma grande oportunidade para fazer o bem.  
Quarta, 12 Junho 2019 21:00

Boletim Salesiano: impresso ou digital?

Escrito por
“A Congregação Salesiana não seria a mesma, sem o Boletim Salesiano”, afirmou o conselheiro geral para a Comunicação Social, padre Filiberto Plasencia González, na abertura do Encontro Internacional dos Diretores do Boletim Salesiano, que aconteceu em Roma, nos dias 26 a 29 de maio, do qual participei.  
Página 5 de 5