As obras para a montagem das estruturas dos Atos Centrais já começaram. Os palcos do Campus Fidei, em Guaratiba, e de Copacabana estão em fase inicial com a construção da base e foram planejados de forma que o Papa Francisco esteja sempre no ponto mais alto, garantindo a boa visibilidade para os participantes.   No palco central de Copacabana serão celebradas a Missa de Abertura, as Boas Vindas ao Papa e a Via-Sacra. Além deste, a orla da praia terá mais 13 palcos, cada um com 100 m², onde serão encenadas as estações dos mistérios da Paixão de Cristo na sexta-feira, 26 de julho. Estes palcos-estações começam a ser montados na próxima semana.   O projeto dos palcos dos Atos de Copacabana é do diretor artístico da JMJ, Abel Gomes. Ele conta que a inspiração foi o contorno irregular das montanhas do Rio de Janeiro.  “Eu diria que este altar (central) é uma grande escultura de 4mil m²”, disse.   São quatro plataformas circulares de alturas diversas unidas por uma bela escadaria. No meio, uma rampa de acesso que permite a entrada de papamóvel do Sumo Pontífice. E atrás um grande telão de 15m de altura e 61m de largura. O palco, de 70m de largura, 60m de profundidade e 30m de altura, tem capacidade para até 1.000 pessoas.   Já o palco central do Campus Fidei, onde serão presididas pelo Papa a Vigília de Oração e a Missa de Envio, tem 3.000 m². O arquiteto João Uchôa explica que o projeto foi inspirado nas catedrais góticas. De acordo com ele, as catedrais foram construídas no final da Idade Média e marcaram um novo tempo na Igreja.   “As catedrais têm peças lindas. Como a JMJ é um movimento jovem, a gente achou que seria uma boa imagem para expressá-la. É um elemento plástico e simbólico”, explicou.   A estrutura conta com uma grande cruz de ferro revestida de dourado de 33 m de altura, que faz referência à idade de Cristo.  Duas torres frontais de 14 m formam a imagem de duas mãos postas em oração. Atrás da estrutura foram dispostas 360 torres brancas em forma de ciclorama que remete à imagem de um grande órgão, semelhante aos que eram tocados nas antigas igrejas.   Abaixo do palco, que tem capacidade para 750 pessoas, fica as sacristias do Papa e do arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, e os camarins dos artistas e autoridades convidadas.   As estruturas serão finalizadas na primeira quinzena de julho.   JMJ Rio2013   Outras notícias RCR e Rádio Catedral transmitirão a JMJ Rio2013
Published in Nacionais
O primeiro dia de aula de Bergamim Tsipta'awe Tsuwate foi marcante. Ao entrar, no dia 30 de janeiro, nas dependências da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, MS, o jovem acredita ter dado “o passo mais importante de sua vida”. “Estou realizando um sonho”, diz o Xavante de 23 anos, um dos doze indígenas que integram projeto iniciado neste ano pela Missão Salesiana de Mato Grosso (MSMT). Pelos próximos anos, as turmas de Enfermagem, Direito, Serviço Social, Administração, Pedagogia, Fisioterapia, Nutrição, Zootecnia e Agronomia da UCDB terão entre seus acadêmicos índios vindos de Mato Grosso – a instituição já conta com alunos indígenas, das etnias de Mato Grosso do Sul, principalmente Terena. Do grupo que desembarcou em Campo Grande no dia 29 de janeiro, oito são Xavante e quatro são Bororo – divididos em oito homens e quatro mulheres com idades entre 18 e 29 anos. Além de bolsa de estudos na UCDB, a Missão Salesiana também está garantindo moradia (em duas casas próximas à universidade), emprego e acompanhamento. A alimentação foi custeada nos primeiros dois meses de permanência na capital sul-mato-grossense. “Agora, eles deram início a uma nova fase, que é de manter a alimentação com o salário que já estão recebendo”, diz mestre Antônio Teixeira, ecônomo inspetorial que acompanha de perto cada um dos jovens. A coordenação é do inspetor, padre Lauro Takaki Shinohara, da Inspetoria Salesiana de Campo Grande.
Published in Educação
  A Comissão de preparação da celebração do centenário da presença salesiana na Amazônia escolheu, no dia 10 de junho, o tema e o lema para a comemoração do centenário da presença salesiana no estado amazonense. A escolha foi realizada durante uma reunião entre os integrantes da Comissão, no Centro Inspetorial em Manaus, AM.   O tema vencedor, de autoria do salesiano pós-noviço Augusto Rodrigues de Sousa foi: “Salesianos na Amazônia: 100 anos de missão!” e o lema premiado é de autoria do padre Tiago Corrado: “A semente produziu bons frutos!”. A partir desse tema e lema a marca do Centenário será preparada. A grande abertura das comemorações do centenário, já aprovada pelo inspetor e seu conselho, está prevista para o dia 16 de agosto, em Manaus, e em todas as áreas salesianas da Amazônia serão realizadas programações especiais.    Treze pessoas, entre salesianos e leigos, participaram do concurso. Três áreas da Inspetoria São Domingos Sávio se fizeram presentes: área do Pará, área do Rio Negro e área de Manaus. A participação foi significativa e o conteúdo das propostas foram bem consideradas, o que  exigiu da Comissão um sério processo de discernimento de acordo com os critérios propostos no regulamento do concurso.   Antes da escolha oficial, o padre Antônio de Assis Ribeiro, coordenador da Comissão, apresentou a todos os presentes as sugestões aprovadas pelo Conselho Inspetorial, durante a primeira reunião, realizada no mês de maio. Todas as sugestões, em breve deverão ser apresentadas oficialmente à  Família Salesiana presente na Amazônia.   Inspetoria Salesiana do Amazonas
Published in Nacionais
  Igrejas, salões, ginásios, quadras e auditórios já estão reservados para os momentos de Catequese, durante a JMJ Rio2013. São 273 locais espalhados em 10 regiões do Rio de Janeiro, e dioceses vizinhas, chamadas subsedes, como Niterói, Nova Iguaçu e Duque de Caxias.   De acordo com o padre Leandro Lenin, diretor executivo do Setor Preparação Pastoral e Catequese, o número de locais pode crescer para 300, divulgados inicialmente pela organização, caso as inscrições de peregrinos aumentem nesta reta final da Jornada. “Os nossos jovens, respondendo ao pedido de inscrição, vão mostrar para gente que eles estão querendo participar e a nossa postura é a de oferecer também catequese para eles. A gente quer que eles tenham participação neste momento da Jornada”, afirmou padre Leandro.   Os locais serão chamados “sedes de Catequese” e estão organizados nas seguintes regiões: Jacarepaguá, Norte, Suburbano, Urbano, Sul, Leopoldina, Oeste, Nova Iguaçu, Niterói e Caxias. Uma paróquia pode ter mais de uma sede. E a mescla de diferentes línguas em uma mesma paróquia tem por objetivo promover a diversidade cultural dos peregrinos e ajudar na distribuição dos participantes entre as sedes e paróquias.   Em todas as regiões haverá oferta de catequese em português e espanhol, línguas utilizadas pela maioria dos peregrinos. Serão 133 sedes em língua portuguesa e 50, em espanhol. As outras línguas principais do evento estarão distribuídas da seguinte forma: 25 locais para a catequese em inglês, 15 em italiano, 15 em francês, oito em alemão e cinco em polonês. Ao todo, haverá catequese em cerca de 20 idiomas, entre eles árabe, croata, dinamarquês, esloveno, grego, tcheco, russo. As regiões Sul, Urbano, Norte e Niterói terão maior concentração de locais para os peregrinos dessas línguas.  Segundo padre Leandro, isso facilita a assistência dos jovens estrangeiros aos seus consulados, caso haja necessidade.    Os peregrinos serão direcionados às catequeses próximas aos seus locais de hospedagem. Nos locais também haverá a distribuição dos kits de café da manhã para os peregrinos que optaram pela alimentação da JMJ na hora da inscrição.   As pessoas com deficiência terão uma Catequese especial, reunidos em um só local, o único com tradução simultânea para as sete línguas oficiais.   Curiosidades   Os locais que vão receber o maior número de peregrinos será a Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro do Rio de Janeiro, e um dos pavilhões do Riocentro, centro de convenções localizado no bairro de Jacarepaguá, ambos com capacidade para cinco mil peregrinos de língua portuguesa.   A região com maior número de sedes é a Oeste, com 49 locais, que receberá peregrinos de língua portuguesa e espanhola. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição, nesta mesma região, em Santa Cruz, é a que vai receber o maior número de sedes em sua região paroquial: nove. Outro dado curioso fica na região Sul. Apenas nos bairros do Recreio e da Barra, 10 línguas estarão presentes em diversas sedes de catequeses. “Será um Pentecostes”, aposta padre Leandro.   Acesse o portal da JMJ Rio 2013 para conferir o mapa por regiões e por idiomas.   JMJ Rio2013   Leia também: Feira vocacional terá cerca de 150 comunidades e congregações
Published in Nacionais
    O Papa Francisco concedeu que o rito de beatificação do servo de Deus, Estêvão Sándor, irmão leigo da Sociedade de São Francisco de Sales (Salesianos), seja feita na cidade de Budapeste, Hungria, no dia 19 de outubro deste ano. Nascido em Szolnok , Hungria, no dia 26 de outubro de 1914, Estêvão foi morto em ódio à Fé em Budapeste, no dia 8 de junho de 1953.   “Demos graças a Deus por este dom especial à Igreja e à Família Salesiana, neste Ano da Fé e em nossa caminhada rumo ao Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco. Tal evento é especialmente motivo de alegria para a Congregação Salesiana, da Hungria, que neste ano celebra seu centenário de presença salesiana”, disse o padre Pierluigi Cameroni, postulador Geral da Família Salesiana, quando recebeu a notícia. “Acolhamos esta notícia também como um presente da Auxiliadora no início da sua Novena: Estêvão Sándor foi, de fato, um grande devoto de Maria, Mãe de Deus, cujo amor difundiu entre os jovens com grande fervor e entusiasmo”.   O mártir Estêvão Sándor, salesiano irmão, ofereceu sua vida pela salvação da juventude húngara e para defender os direitos da Santa Igreja.   InfoANS   Outras notícias Promulgação do decreto do martírio de Estêvão Sándor Simpósio na Hungria relembra centenário e salesiano mártir
Published in Salesianidade
Ex-aluna do Centro Educacional Maria Auxiliadora de Brasília, DF, Nayara Azevedo venceu a fase nacional do International Public Speaking Competition, e segue nesta semana para Londres, onde representará o Brasil na etapa final, a ser realizada entre os dias 13 e 17 de maio. O concurso tem o objetivo de reunir os melhores oradores de todo o mundo para uma semana de intercâmbio cultural e competição de oratória, em que terão a oportunidade de conhecer e interagir com outros jovens entre 16 e 20 anos. Outro objetivo da iniciativa é estimular a fluência na língua inglesa e a autoconfiança dos jovens para falar em público.   A programação da semana conta com debates e oficinas sobre falar em público, ministradas pelos treinadores e mentores dos candidatos, uma série de passeios e excursões educacionais e culturais em Londres, e, como atividade principal, as eliminatórias, semifinais e a grande final da competição. “As ideias são nossas maiores armas” é o principal tema a ser discutido.   Quando estava no colégio da RSE, onde se formou em 2012, Nayara sempre participou de eventos relacionados à oratória e, por muitas vezes, atuou como mestra de cerimônias e apresentadora de festivais e mostras. Segundo a Equipe Pedagógica do CEMA, ela é uma aluna dedicada e exemplar que coleciona conquistas como, por exemplo, o 1º lugar no concurso de redação promovido no ano passado pelo Sinep do DF e o ingresso no curso de Química Tecnológica da Universidade Nacional de Brasília. “Nayara tem excelente domínio da língua, segurança e domínio de palco, ou seja, não lhe falta talento para alcançar êxito”, afirma a educadora Débora Iglesias Maia.   Nayara, por sua vez, está motivada e ansiosa pela experiência internacional: “Ter a oportunidade de conhecer pessoas de culturas tão diferentes da minha foi uma das coisas que me motivaram a participar da competição. Acho que será um momento de muito aprendizado, troca de ideias e culturas. Só de pensar em representar o Brasil inteiro já dá um frio na barriga enorme! Essa é uma grande responsabilidade e uma grande honra, eu espero representá-lo bem”, afirma.   Sobre o concurso   O International Public Speaking Competition (IPSC) tem 32 anos de história. Quando começou, era um torneio internacional entre a Inglaterra e a Austrália. Hoje, a competição chega a mais de 40 mil jovens em cerca de 50 países em todo o globo. Entre os vencedores do torneio, estão oradores de Maurício, Filipinas, Iêmen, Líbano e Coreia.   RSE Informa
Published in Internacionais
  Padre Luigi Favero, diretor Geral do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium – UniSALESIANO de Araçatuba, será homenageado neste domingo, dia 21 de abril, às 20 horas, na Capela São Domingos Sávio, do Colégio Salesiano. O reconhecimento será prestado em função dos seus 40 anos de sacerdócio. A capela deve receber grande público, composto tanto pelas pessoas que habitualmente participam das tradicionais missas celebradas por ele, aos domingos, quanto por amigos, religiosos e funcionários do Colégio Salesiano e do UniSALESIANO.   Padre Luigi Favero nasceu em Veneza, Itália, no dia 5 de maio de 1944. Ele veio para o Brasil em 1966, onde se naturalizou. Entre 1962 e 1973 formou-se nos cursos de Filosofia e Teologia, na Itália. Em 1973 concluiu o bacharelado em Teologia e em 1974 o de Filosofia, ambos em Roma, na Universidade Pontifícia Salesiana. A sua ordenação ocorreu no dia 18 de abril de 1973, em Caselli Santa Maria di Sala, cidade localizada próxima a Veneza, na região Norte da Itália.   Na volta ao Brasil concluiu o curso de Pedagogia, em 1978, nas Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso. Em 1981 bacharelou-se em Direito. Em 1994 concluiu o Mestrado em Teologia Pastoral na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma.   Exerceu diversas funções educacionais e religiosas de importância e desde 2001 é diretor geral do UniSALESIANO de Araçatuba.   ANEC  
Published in Nacionais
  Celebra-se neste domingo, 21 de abril, o 50º Dia Mundial de Oração pelas Vocações. O tema para 2013 – “As vocações sinal da esperança fundada na fé” – insere-se no contexto do Ano da Fé e no 50° aniversário do início do Concílio Ecumênico Vaticano II. A última carta do reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez, relembra que a oração deve ter também como finalidade a qualidade e a autenticidade da fidelidade vocacional.   O que levou Paulo VI a criar este dia, celebrado no Quarto Domingo do Tempo de Páscoa, foi a preocupação em garantir “o futuro religioso da sociedade cristã”, lembrando que os frutos vocacionais são “o concreto e inexorável indicador da vitalidade de fé e amor de cada comunidade paroquial e diocesana, e o testemunho da saúde moral das famílias cristãs. Onde desabrocham numerosas as vocações para o estado eclesiástico e religioso, vive-se generosamente segundo o Evangelho (Paulo VI, Radiomensagem, 11 de abril de 1964)”.   Desenvolvendo o binômio “Fé e Esperança”, o Papa Emérito recorda que é “precisamente o amor de Deus, manifestado plenamente em Jesus Cristo, que interpela a nossa existência, pedindo a cada qual uma resposta a propósito do que quer fazer da sua vida e do quanto está disposto a apostar para a realizar plenamente”.   “Também hoje, como aconteceu durante a sua vida terrena, Jesus, o Ressuscitado, passa pelas estradas da nossa vida e vê-nos imersos nas nossas atividades, com os nossos desejos e necessidades. É precisamente no nosso dia a dia que Ele continua a dirigir-nos a sua palavra; chama-nos a realizar a nossa vida com Ele, o único capaz de saciar a nossa sede de esperança. [….].  Jesus repete também hoje: “Vem e segue-Me!”.   O dinamismo vocacional é assim brevemente descrito por Bento XVI: “As vocações sacerdotais e religiosas nascem da experiência do encontro pessoal com Cristo, do diálogo sincero e familiar com Ele, para entrar na sua vontade. Por isso, é necessário crescer na experiência de fé, entendida como profunda relação com Jesus, como escuta interior da sua voz que ressoa dentro de nós. Este itinerário, que torna uma pessoa capaz de acolher a chamada de Deus, é possível no âmbito de comunidades cristãs que vivem uma intensa atmosfera de fé, um generoso testemunho de adesão ao Evangelho, uma paixão missionária que induza a pessoa à doação total de si mesma pelo Reino de Deus, alimentada pela recepção dos sacramentos, especialmente a Eucaristia, e por uma fervorosa vida de oração”.   Concluindo a sua mensagem reafirma o Sumo Pontífice: “A oração constante e profunda faz crescer a fé da comunidade cristã, na certeza sempre renovada de que Deus nunca abandona o seu povo e que o sustenta suscitando vocações especiais, para o sacerdócio e para a vida consagrada, que sejam sinais de esperança para o mundo”.   À oração pelas vocações, visando a fidelidade e a autenticidade, exorta igualmente o reitor-mor, padre Pascual Chávez. Ao concluir a sua última Carta – “Vocação e Formação: dom e tarefa” (ACG 416) – confia a Maria a qualidade e a formação dos novos salesianos: “Ó Maria, Mãe e Mestra de todos os discípulos do teu Filho, nós olhamos para ti e te contemplamos como a primeira Consagrada, que soube responder com coração indiviso e com entrega incondicional ao chamado do Pai”.   InfoANS
Published in Internacionais
  O piloto de kart potiguar Nilo Matheus, aluno do Colégio Salesiano Dom Bosco de Parnamirim, RN, conquistou o 2º lugar na etapa de abertura do Campeonato Pernambucano de Kart Profissional. A competição, realizada em 24 de março, no Kartódromo do Tamboril, em Paulista, PE, foi a primeira do ano na categoria. Após a largada, Nilo Matheus pulou de sexto para terceiro lugar. Faltando cinco voltas para o final da corrida, o aluno aproveitou a abertura dada pelo pernambucano Bernardo Oliveira e conseguiu a ultrapassagem, passando a andar na segunda posição. “Mesmo sem ter onde treinar, pois em Natal não temos mais Kartódromo, Nilo Mateus iniciou a temporada 2013 disputando, neste domingo, a 1ª Etapa do Campeonato Pernambucano de Kart. E com muita determinação e vontade conquistou o 2º lugar", declarou o pai do atleta, Inácio Souza. Nilo Mateus é patrocinado pelo Colégio Salesiano Dom Bosco.   RSE Informa  
Published in Nacionais
O Santo Padre Francisco, atendendo a uma sugestão advinda no decorrer das Congregações Gerais antes do Conclave, constituiu um grupo de cardeais para o aconselhar no governo da Igreja e para estudar um projeto de revisão da Constituição Apostólica Pastor Bonus, do Papa João Paulo II, sobre a Cúria Romana.   O grupo tem o salesiano Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga, cardeal-arcebispo de Tegucigalpa (Honduras), com a função de coordenador, e é formado pelos cardeais: Giuseppe Bertello, presidente do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano; Francisco Javier Errazuriz Ossa, arcebispo emérito de Santiago do Chile; Oswald Gracias, arcebispo de Mumbai (Índia); Reinhard Marx, arcebispo de Munique e Fresinga (Alemanha);Laurent Monsengwo Pasinya, arcebispo de Kinshasa (República Democrática do Congo); Sean Patrick O’Malley. O.F.M. Cap., arcebispo de Boston (EUA); George Pell, arcebispo de Sidney (Austrália); e o o bispo de Albano (Itália), Dom Marcello Semeraro, com a função de secretário.   A primeira reunião coletiva do grupo foi marcada para os dias 1º, 2 e 3 de outubro de 2013. Todavia, desde já, Sua Santidade está em contato com os integrantes do mencionado grupo.   O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, disse na coletiva realizada no sábado, 13 de abril, que o Papa mostrou ter recebido as sugestões que o Colégio Cardinalício manifestou durante as Congregações Gerais em preparação do Conclave. "Este é um grupo convocado para aconselhar. Quem realmente ajuda o Papa a governar a Igreja todos os dias com suas diferentes competências é a Cúria Romana, ou seja, os colaboradores estáveis e permanentes no governo da Igreja que acompanham o Papa. Parece-me importante ressaltar isso a fim de evitar discursos não pertinentes de colocar em segundo plano o serviço da Cúria ou a diminuição de suas responsabilidades. A Cúria permanece com todas as suas competências e com todas as suas responsabilidades", destacou padre Lombardi.   "Fala-se da primeira reunião em outubro, então não é um grupo que deve se reunir de maneira acelerada, com a sensação de emergência. Faltam ainda muitos meses para a primeira reunião. Provavelmente passarão meses entre uma reunião e outra. No entanto, isso deve ser decidido pelo Papa no primeiro encontro", frisou ainda o jesuíta.   Padre Lombardi disse que o Papa, neste momento, está fazendo seu trabalho de conhecimento da Cúria Romama, de seus colaboradores. Estão previstas audiências com os prefeitos das Congregações e vários organismos vaticanos. (MJ/RB).   Rádio Vaticano
Published in Internacionais
Page 2 of 3
  As obras para a montagem das estruturas dos Atos Centrais já começaram. Os palcos do Campus Fidei, em Guaratiba, e de Copacabana estão em fase inicial com a construção da base e foram planejados de forma que o Papa Francisco esteja sempre no ponto mais alto, garantindo a boa visibilidade para os participantes.   No palco central de Copacabana serão celebradas a Missa de Abertura, as Boas Vindas ao Papa e a Via-Sacra. Além deste, a orla da praia terá mais 13 palcos, cada um com 100 m², onde serão encenadas as estações dos mistérios da Paixão de Cristo na sexta-feira, 26 de julho. Estes palcos-estações começam a ser montados na próxima semana.   O projeto dos palcos dos Atos de Copacabana é do diretor artístico da JMJ, Abel Gomes. Ele conta que a inspiração foi o contorno irregular das montanhas do Rio de Janeiro.  “Eu diria que este altar (central) é uma grande escultura de 4mil m²”, disse.   São quatro plataformas circulares de alturas diversas unidas por uma bela escadaria. No meio, uma rampa de acesso que permite a entrada de papamóvel do Sumo Pontífice. E atrás um grande telão de 15m de altura e 61m de largura. O palco, de 70m de largura, 60m de profundidade e 30m de altura, tem capacidade para até 1.000 pessoas.   Já o palco central do Campus Fidei, onde serão presididas pelo Papa a Vigília de Oração e a Missa de Envio, tem 3.000 m². O arquiteto João Uchôa explica que o projeto foi inspirado nas catedrais góticas. De acordo com ele, as catedrais foram construídas no final da Idade Média e marcaram um novo tempo na Igreja.   “As catedrais têm peças lindas. Como a JMJ é um movimento jovem, a gente achou que seria uma boa imagem para expressá-la. É um elemento plástico e simbólico”, explicou.   A estrutura conta com uma grande cruz de ferro revestida de dourado de 33 m de altura, que faz referência à idade de Cristo.  Duas torres frontais de 14 m formam a imagem de duas mãos postas em oração. Atrás da estrutura foram dispostas 360 torres brancas em forma de ciclorama que remete à imagem de um grande órgão, semelhante aos que eram tocados nas antigas igrejas.   Abaixo do palco, que tem capacidade para 750 pessoas, fica as sacristias do Papa e do arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani João Tempesta, e os camarins dos artistas e autoridades convidadas.   As estruturas serão finalizadas na primeira quinzena de julho.   JMJ Rio2013   Outras notícias RCR e Rádio Catedral transmitirão a JMJ Rio2013
Published in Nacionais
O primeiro dia de aula de Bergamim Tsipta'awe Tsuwate foi marcante. Ao entrar, no dia 30 de janeiro, nas dependências da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, MS, o jovem acredita ter dado “o passo mais importante de sua vida”. “Estou realizando um sonho”, diz o Xavante de 23 anos, um dos doze indígenas que integram projeto iniciado neste ano pela Missão Salesiana de Mato Grosso (MSMT). Pelos próximos anos, as turmas de Enfermagem, Direito, Serviço Social, Administração, Pedagogia, Fisioterapia, Nutrição, Zootecnia e Agronomia da UCDB terão entre seus acadêmicos índios vindos de Mato Grosso – a instituição já conta com alunos indígenas, das etnias de Mato Grosso do Sul, principalmente Terena. Do grupo que desembarcou em Campo Grande no dia 29 de janeiro, oito são Xavante e quatro são Bororo – divididos em oito homens e quatro mulheres com idades entre 18 e 29 anos. Além de bolsa de estudos na UCDB, a Missão Salesiana também está garantindo moradia (em duas casas próximas à universidade), emprego e acompanhamento. A alimentação foi custeada nos primeiros dois meses de permanência na capital sul-mato-grossense. “Agora, eles deram início a uma nova fase, que é de manter a alimentação com o salário que já estão recebendo”, diz mestre Antônio Teixeira, ecônomo inspetorial que acompanha de perto cada um dos jovens. A coordenação é do inspetor, padre Lauro Takaki Shinohara, da Inspetoria Salesiana de Campo Grande.
Published in Educação
  A Comissão de preparação da celebração do centenário da presença salesiana na Amazônia escolheu, no dia 10 de junho, o tema e o lema para a comemoração do centenário da presença salesiana no estado amazonense. A escolha foi realizada durante uma reunião entre os integrantes da Comissão, no Centro Inspetorial em Manaus, AM.   O tema vencedor, de autoria do salesiano pós-noviço Augusto Rodrigues de Sousa foi: “Salesianos na Amazônia: 100 anos de missão!” e o lema premiado é de autoria do padre Tiago Corrado: “A semente produziu bons frutos!”. A partir desse tema e lema a marca do Centenário será preparada. A grande abertura das comemorações do centenário, já aprovada pelo inspetor e seu conselho, está prevista para o dia 16 de agosto, em Manaus, e em todas as áreas salesianas da Amazônia serão realizadas programações especiais.    Treze pessoas, entre salesianos e leigos, participaram do concurso. Três áreas da Inspetoria São Domingos Sávio se fizeram presentes: área do Pará, área do Rio Negro e área de Manaus. A participação foi significativa e o conteúdo das propostas foram bem consideradas, o que  exigiu da Comissão um sério processo de discernimento de acordo com os critérios propostos no regulamento do concurso.   Antes da escolha oficial, o padre Antônio de Assis Ribeiro, coordenador da Comissão, apresentou a todos os presentes as sugestões aprovadas pelo Conselho Inspetorial, durante a primeira reunião, realizada no mês de maio. Todas as sugestões, em breve deverão ser apresentadas oficialmente à  Família Salesiana presente na Amazônia.   Inspetoria Salesiana do Amazonas
Published in Nacionais
  Igrejas, salões, ginásios, quadras e auditórios já estão reservados para os momentos de Catequese, durante a JMJ Rio2013. São 273 locais espalhados em 10 regiões do Rio de Janeiro, e dioceses vizinhas, chamadas subsedes, como Niterói, Nova Iguaçu e Duque de Caxias.   De acordo com o padre Leandro Lenin, diretor executivo do Setor Preparação Pastoral e Catequese, o número de locais pode crescer para 300, divulgados inicialmente pela organização, caso as inscrições de peregrinos aumentem nesta reta final da Jornada. “Os nossos jovens, respondendo ao pedido de inscrição, vão mostrar para gente que eles estão querendo participar e a nossa postura é a de oferecer também catequese para eles. A gente quer que eles tenham participação neste momento da Jornada”, afirmou padre Leandro.   Os locais serão chamados “sedes de Catequese” e estão organizados nas seguintes regiões: Jacarepaguá, Norte, Suburbano, Urbano, Sul, Leopoldina, Oeste, Nova Iguaçu, Niterói e Caxias. Uma paróquia pode ter mais de uma sede. E a mescla de diferentes línguas em uma mesma paróquia tem por objetivo promover a diversidade cultural dos peregrinos e ajudar na distribuição dos participantes entre as sedes e paróquias.   Em todas as regiões haverá oferta de catequese em português e espanhol, línguas utilizadas pela maioria dos peregrinos. Serão 133 sedes em língua portuguesa e 50, em espanhol. As outras línguas principais do evento estarão distribuídas da seguinte forma: 25 locais para a catequese em inglês, 15 em italiano, 15 em francês, oito em alemão e cinco em polonês. Ao todo, haverá catequese em cerca de 20 idiomas, entre eles árabe, croata, dinamarquês, esloveno, grego, tcheco, russo. As regiões Sul, Urbano, Norte e Niterói terão maior concentração de locais para os peregrinos dessas línguas.  Segundo padre Leandro, isso facilita a assistência dos jovens estrangeiros aos seus consulados, caso haja necessidade.    Os peregrinos serão direcionados às catequeses próximas aos seus locais de hospedagem. Nos locais também haverá a distribuição dos kits de café da manhã para os peregrinos que optaram pela alimentação da JMJ na hora da inscrição.   As pessoas com deficiência terão uma Catequese especial, reunidos em um só local, o único com tradução simultânea para as sete línguas oficiais.   Curiosidades   Os locais que vão receber o maior número de peregrinos será a Catedral Metropolitana de São Sebastião, no centro do Rio de Janeiro, e um dos pavilhões do Riocentro, centro de convenções localizado no bairro de Jacarepaguá, ambos com capacidade para cinco mil peregrinos de língua portuguesa.   A região com maior número de sedes é a Oeste, com 49 locais, que receberá peregrinos de língua portuguesa e espanhola. A Paróquia Nossa Senhora da Conceição, nesta mesma região, em Santa Cruz, é a que vai receber o maior número de sedes em sua região paroquial: nove. Outro dado curioso fica na região Sul. Apenas nos bairros do Recreio e da Barra, 10 línguas estarão presentes em diversas sedes de catequeses. “Será um Pentecostes”, aposta padre Leandro.   Acesse o portal da JMJ Rio 2013 para conferir o mapa por regiões e por idiomas.   JMJ Rio2013   Leia também: Feira vocacional terá cerca de 150 comunidades e congregações
Published in Nacionais
    O Papa Francisco concedeu que o rito de beatificação do servo de Deus, Estêvão Sándor, irmão leigo da Sociedade de São Francisco de Sales (Salesianos), seja feita na cidade de Budapeste, Hungria, no dia 19 de outubro deste ano. Nascido em Szolnok , Hungria, no dia 26 de outubro de 1914, Estêvão foi morto em ódio à Fé em Budapeste, no dia 8 de junho de 1953.   “Demos graças a Deus por este dom especial à Igreja e à Família Salesiana, neste Ano da Fé e em nossa caminhada rumo ao Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco. Tal evento é especialmente motivo de alegria para a Congregação Salesiana, da Hungria, que neste ano celebra seu centenário de presença salesiana”, disse o padre Pierluigi Cameroni, postulador Geral da Família Salesiana, quando recebeu a notícia. “Acolhamos esta notícia também como um presente da Auxiliadora no início da sua Novena: Estêvão Sándor foi, de fato, um grande devoto de Maria, Mãe de Deus, cujo amor difundiu entre os jovens com grande fervor e entusiasmo”.   O mártir Estêvão Sándor, salesiano irmão, ofereceu sua vida pela salvação da juventude húngara e para defender os direitos da Santa Igreja.   InfoANS   Outras notícias Promulgação do decreto do martírio de Estêvão Sándor Simpósio na Hungria relembra centenário e salesiano mártir
Published in Salesianidade
Ex-aluna do Centro Educacional Maria Auxiliadora de Brasília, DF, Nayara Azevedo venceu a fase nacional do International Public Speaking Competition, e segue nesta semana para Londres, onde representará o Brasil na etapa final, a ser realizada entre os dias 13 e 17 de maio. O concurso tem o objetivo de reunir os melhores oradores de todo o mundo para uma semana de intercâmbio cultural e competição de oratória, em que terão a oportunidade de conhecer e interagir com outros jovens entre 16 e 20 anos. Outro objetivo da iniciativa é estimular a fluência na língua inglesa e a autoconfiança dos jovens para falar em público.   A programação da semana conta com debates e oficinas sobre falar em público, ministradas pelos treinadores e mentores dos candidatos, uma série de passeios e excursões educacionais e culturais em Londres, e, como atividade principal, as eliminatórias, semifinais e a grande final da competição. “As ideias são nossas maiores armas” é o principal tema a ser discutido.   Quando estava no colégio da RSE, onde se formou em 2012, Nayara sempre participou de eventos relacionados à oratória e, por muitas vezes, atuou como mestra de cerimônias e apresentadora de festivais e mostras. Segundo a Equipe Pedagógica do CEMA, ela é uma aluna dedicada e exemplar que coleciona conquistas como, por exemplo, o 1º lugar no concurso de redação promovido no ano passado pelo Sinep do DF e o ingresso no curso de Química Tecnológica da Universidade Nacional de Brasília. “Nayara tem excelente domínio da língua, segurança e domínio de palco, ou seja, não lhe falta talento para alcançar êxito”, afirma a educadora Débora Iglesias Maia.   Nayara, por sua vez, está motivada e ansiosa pela experiência internacional: “Ter a oportunidade de conhecer pessoas de culturas tão diferentes da minha foi uma das coisas que me motivaram a participar da competição. Acho que será um momento de muito aprendizado, troca de ideias e culturas. Só de pensar em representar o Brasil inteiro já dá um frio na barriga enorme! Essa é uma grande responsabilidade e uma grande honra, eu espero representá-lo bem”, afirma.   Sobre o concurso   O International Public Speaking Competition (IPSC) tem 32 anos de história. Quando começou, era um torneio internacional entre a Inglaterra e a Austrália. Hoje, a competição chega a mais de 40 mil jovens em cerca de 50 países em todo o globo. Entre os vencedores do torneio, estão oradores de Maurício, Filipinas, Iêmen, Líbano e Coreia.   RSE Informa
Published in Internacionais
  Padre Luigi Favero, diretor Geral do Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium – UniSALESIANO de Araçatuba, será homenageado neste domingo, dia 21 de abril, às 20 horas, na Capela São Domingos Sávio, do Colégio Salesiano. O reconhecimento será prestado em função dos seus 40 anos de sacerdócio. A capela deve receber grande público, composto tanto pelas pessoas que habitualmente participam das tradicionais missas celebradas por ele, aos domingos, quanto por amigos, religiosos e funcionários do Colégio Salesiano e do UniSALESIANO.   Padre Luigi Favero nasceu em Veneza, Itália, no dia 5 de maio de 1944. Ele veio para o Brasil em 1966, onde se naturalizou. Entre 1962 e 1973 formou-se nos cursos de Filosofia e Teologia, na Itália. Em 1973 concluiu o bacharelado em Teologia e em 1974 o de Filosofia, ambos em Roma, na Universidade Pontifícia Salesiana. A sua ordenação ocorreu no dia 18 de abril de 1973, em Caselli Santa Maria di Sala, cidade localizada próxima a Veneza, na região Norte da Itália.   Na volta ao Brasil concluiu o curso de Pedagogia, em 1978, nas Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso. Em 1981 bacharelou-se em Direito. Em 1994 concluiu o Mestrado em Teologia Pastoral na Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma.   Exerceu diversas funções educacionais e religiosas de importância e desde 2001 é diretor geral do UniSALESIANO de Araçatuba.   ANEC  
Published in Nacionais
  Celebra-se neste domingo, 21 de abril, o 50º Dia Mundial de Oração pelas Vocações. O tema para 2013 – “As vocações sinal da esperança fundada na fé” – insere-se no contexto do Ano da Fé e no 50° aniversário do início do Concílio Ecumênico Vaticano II. A última carta do reitor-mor dos salesianos, padre Pascual Chávez, relembra que a oração deve ter também como finalidade a qualidade e a autenticidade da fidelidade vocacional.   O que levou Paulo VI a criar este dia, celebrado no Quarto Domingo do Tempo de Páscoa, foi a preocupação em garantir “o futuro religioso da sociedade cristã”, lembrando que os frutos vocacionais são “o concreto e inexorável indicador da vitalidade de fé e amor de cada comunidade paroquial e diocesana, e o testemunho da saúde moral das famílias cristãs. Onde desabrocham numerosas as vocações para o estado eclesiástico e religioso, vive-se generosamente segundo o Evangelho (Paulo VI, Radiomensagem, 11 de abril de 1964)”.   Desenvolvendo o binômio “Fé e Esperança”, o Papa Emérito recorda que é “precisamente o amor de Deus, manifestado plenamente em Jesus Cristo, que interpela a nossa existência, pedindo a cada qual uma resposta a propósito do que quer fazer da sua vida e do quanto está disposto a apostar para a realizar plenamente”.   “Também hoje, como aconteceu durante a sua vida terrena, Jesus, o Ressuscitado, passa pelas estradas da nossa vida e vê-nos imersos nas nossas atividades, com os nossos desejos e necessidades. É precisamente no nosso dia a dia que Ele continua a dirigir-nos a sua palavra; chama-nos a realizar a nossa vida com Ele, o único capaz de saciar a nossa sede de esperança. [….].  Jesus repete também hoje: “Vem e segue-Me!”.   O dinamismo vocacional é assim brevemente descrito por Bento XVI: “As vocações sacerdotais e religiosas nascem da experiência do encontro pessoal com Cristo, do diálogo sincero e familiar com Ele, para entrar na sua vontade. Por isso, é necessário crescer na experiência de fé, entendida como profunda relação com Jesus, como escuta interior da sua voz que ressoa dentro de nós. Este itinerário, que torna uma pessoa capaz de acolher a chamada de Deus, é possível no âmbito de comunidades cristãs que vivem uma intensa atmosfera de fé, um generoso testemunho de adesão ao Evangelho, uma paixão missionária que induza a pessoa à doação total de si mesma pelo Reino de Deus, alimentada pela recepção dos sacramentos, especialmente a Eucaristia, e por uma fervorosa vida de oração”.   Concluindo a sua mensagem reafirma o Sumo Pontífice: “A oração constante e profunda faz crescer a fé da comunidade cristã, na certeza sempre renovada de que Deus nunca abandona o seu povo e que o sustenta suscitando vocações especiais, para o sacerdócio e para a vida consagrada, que sejam sinais de esperança para o mundo”.   À oração pelas vocações, visando a fidelidade e a autenticidade, exorta igualmente o reitor-mor, padre Pascual Chávez. Ao concluir a sua última Carta – “Vocação e Formação: dom e tarefa” (ACG 416) – confia a Maria a qualidade e a formação dos novos salesianos: “Ó Maria, Mãe e Mestra de todos os discípulos do teu Filho, nós olhamos para ti e te contemplamos como a primeira Consagrada, que soube responder com coração indiviso e com entrega incondicional ao chamado do Pai”.   InfoANS
Published in Internacionais
  O piloto de kart potiguar Nilo Matheus, aluno do Colégio Salesiano Dom Bosco de Parnamirim, RN, conquistou o 2º lugar na etapa de abertura do Campeonato Pernambucano de Kart Profissional. A competição, realizada em 24 de março, no Kartódromo do Tamboril, em Paulista, PE, foi a primeira do ano na categoria. Após a largada, Nilo Matheus pulou de sexto para terceiro lugar. Faltando cinco voltas para o final da corrida, o aluno aproveitou a abertura dada pelo pernambucano Bernardo Oliveira e conseguiu a ultrapassagem, passando a andar na segunda posição. “Mesmo sem ter onde treinar, pois em Natal não temos mais Kartódromo, Nilo Mateus iniciou a temporada 2013 disputando, neste domingo, a 1ª Etapa do Campeonato Pernambucano de Kart. E com muita determinação e vontade conquistou o 2º lugar", declarou o pai do atleta, Inácio Souza. Nilo Mateus é patrocinado pelo Colégio Salesiano Dom Bosco.   RSE Informa  
Published in Nacionais
O Santo Padre Francisco, atendendo a uma sugestão advinda no decorrer das Congregações Gerais antes do Conclave, constituiu um grupo de cardeais para o aconselhar no governo da Igreja e para estudar um projeto de revisão da Constituição Apostólica Pastor Bonus, do Papa João Paulo II, sobre a Cúria Romana.   O grupo tem o salesiano Oscar Andrés Rodríguez Maradiaga, cardeal-arcebispo de Tegucigalpa (Honduras), com a função de coordenador, e é formado pelos cardeais: Giuseppe Bertello, presidente do Governatorato do Estado da Cidade do Vaticano; Francisco Javier Errazuriz Ossa, arcebispo emérito de Santiago do Chile; Oswald Gracias, arcebispo de Mumbai (Índia); Reinhard Marx, arcebispo de Munique e Fresinga (Alemanha);Laurent Monsengwo Pasinya, arcebispo de Kinshasa (República Democrática do Congo); Sean Patrick O’Malley. O.F.M. Cap., arcebispo de Boston (EUA); George Pell, arcebispo de Sidney (Austrália); e o o bispo de Albano (Itália), Dom Marcello Semeraro, com a função de secretário.   A primeira reunião coletiva do grupo foi marcada para os dias 1º, 2 e 3 de outubro de 2013. Todavia, desde já, Sua Santidade está em contato com os integrantes do mencionado grupo.   O diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, padre Federico Lombardi, disse na coletiva realizada no sábado, 13 de abril, que o Papa mostrou ter recebido as sugestões que o Colégio Cardinalício manifestou durante as Congregações Gerais em preparação do Conclave. "Este é um grupo convocado para aconselhar. Quem realmente ajuda o Papa a governar a Igreja todos os dias com suas diferentes competências é a Cúria Romana, ou seja, os colaboradores estáveis e permanentes no governo da Igreja que acompanham o Papa. Parece-me importante ressaltar isso a fim de evitar discursos não pertinentes de colocar em segundo plano o serviço da Cúria ou a diminuição de suas responsabilidades. A Cúria permanece com todas as suas competências e com todas as suas responsabilidades", destacou padre Lombardi.   "Fala-se da primeira reunião em outubro, então não é um grupo que deve se reunir de maneira acelerada, com a sensação de emergência. Faltam ainda muitos meses para a primeira reunião. Provavelmente passarão meses entre uma reunião e outra. No entanto, isso deve ser decidido pelo Papa no primeiro encontro", frisou ainda o jesuíta.   Padre Lombardi disse que o Papa, neste momento, está fazendo seu trabalho de conhecimento da Cúria Romama, de seus colaboradores. Estão previstas audiências com os prefeitos das Congregações e vários organismos vaticanos. (MJ/RB).   Rádio Vaticano
Published in Internacionais
Page 2 of 3