No próximo dia 18 de maio, pessoas e entidades de todo o Brasil estarão mobilizadas pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data marca a luta pelos direitos humanos de crianças e adolescentes no país e será celebrada pelo 13º ano.   Serão realizadas caminhadas, audiências públicas, debates, seminários, oficinas temáticas, campanhas e uma série de outras ações, para atentar a população sobre a importância do assunto.   O dia 18 de maio foi instituído como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 2000, por meio da Lei Federal nº 9970/00. Tal data foi escolhida, porque no dia 18 de maio de 1973, em Vitória, ES, uma menina de oito anos foi abusada e assassinada por jovens de classe média alta da cidade. Apesar da natureza hedionda do crime, ele prescreveu sem que os culpados fossem responsabilizados.    A proposta da data é mobilizar, sensibilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É fundamental que as pessoas participem das atividades realizadas em suas cidades e também entrem nessa batalha.   A Inspetoria São João Bosco (ISJB) participa nesta quinta-feira, 16 de maio, às 13h30, de uma audiência pública, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, representada pela articuladora institucional e conselheira do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Miriam Santos. A sessão discutirá medidas de enfrentamento à exploração sexual no estado durante os grandes eventos que serão realizados em Minas, como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.    Inspetoria São João Bosco   Leia também: Educandos do Parque Dom Bosco realizam pedágio de conscientização ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes
Published in Nacionais
  A partir da pergunta: “Qual é, em sua opinião, a maior contribuição da Família Salesiana ao Brasil nestes 130 anos de presença no País?”, jovens e educadores; religiosos e leigos falam sobre como percebem e propagam o carisma salesiano:   Boa Nova “É ter oportunizado chegar aos lugares com a Boa Nova do Evangelho, traduzida em um sistema educacional cujos pilares: razão, religião e amorevolezza (bondade) perpassam toda a vida da criança e do jovem, ajudando-os a abrir-se para Deus, para si e para o outro. Isso implica em pessoas muito mais felizes, seguras e conscientes de seu papel na sociedade. Percebo isso quando ex-alunos deixam claro que, além do aprendizado acadêmico de qualidade, as experiências vividas deixaram marcas profundas em suas vidas. Não consigo imaginar a educação sem a proposta salesiana.” Ilza Léa Nascimento Professora do 5º ano no Instituto Maria Imaculada, Barbacena, MG   Juventude “O foco na juventude é, sem sombra de dúvida, o maior legado da Família Salesiana, inspirado nos valores cristãos e marcado pelo paradigma de educar pelo amor. Consiste, pois, em oferecer aos jovens o evangelho da alegria mediante a pedagogia da bondade. A presença da Família Salesiana é a esperança de termos na juventude, porção mais delicada e preciosa da sociedade humana, um futuro onde as pessoas sejam “sempre jovens” exatamente por estar e viver no meio deles.” Beatriz Lopes Prudente Professora de Língua Portuguesa no Instituto Maria Auxiliadora, Goiânia, GO  
Published in Salesianidade
    O Papa Francisco concedeu que o rito de beatificação do servo de Deus, Estêvão Sándor, irmão leigo da Sociedade de São Francisco de Sales (Salesianos), seja feita na cidade de Budapeste, Hungria, no dia 19 de outubro deste ano. Nascido em Szolnok , Hungria, no dia 26 de outubro de 1914, Estêvão foi morto em ódio à Fé em Budapeste, no dia 8 de junho de 1953.   “Demos graças a Deus por este dom especial à Igreja e à Família Salesiana, neste Ano da Fé e em nossa caminhada rumo ao Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco. Tal evento é especialmente motivo de alegria para a Congregação Salesiana, da Hungria, que neste ano celebra seu centenário de presença salesiana”, disse o padre Pierluigi Cameroni, postulador Geral da Família Salesiana, quando recebeu a notícia. “Acolhamos esta notícia também como um presente da Auxiliadora no início da sua Novena: Estêvão Sándor foi, de fato, um grande devoto de Maria, Mãe de Deus, cujo amor difundiu entre os jovens com grande fervor e entusiasmo”.   O mártir Estêvão Sándor, salesiano irmão, ofereceu sua vida pela salvação da juventude húngara e para defender os direitos da Santa Igreja.   InfoANS   Outras notícias Promulgação do decreto do martírio de Estêvão Sándor Simpósio na Hungria relembra centenário e salesiano mártir
Published in Salesianidade
O III Encontro das Mantenedoras e Direções das Escolas Católicas da Arquidiocese de Porto Alegre foi realizado na manhã do dia 08 de maio, na Cúria Metropolitana de Porto Alegre. O evento, que ocorre anualmente, tem o objetivo de reunir as coordenações e administrações das diversas escolas e universidades católicas.   O encontro reuniu cerca de 60 representantes das escolas católicas (apenas de ensino básico) da Arquidiocese. A Família Salesiana estava presente e foi representada pelos padres Orestes Fistarol, inspetor provincial dos Salesianos de Dom Bosco, Marcos Sandrini, diretor da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, e Gilson Marcos da Silva, diretor do Colégio Dom Bosco.   No encontro os participantes refletiram a identidade da Escola Católica e a mútua colaboração entre as escolas e a Arquidiocese de Porto Alegre.   Inspetoria Salesiana São Pio X
Published in Nacionais
    “Aprender a ler é antes de tudo aprender a ler o mundo e compreender o seu contexto”. Com esse lema o Grupo de Leitores e Contadores de Histórias do Colégio São Paulo está motivando alunos das escolas municipais de Ascurra, SC, para cultivar o hábito da leitura por meio da Jornada Literária. O projeto é uma parceria entre o Colégio São Paulo, a Articulação da Juventude Salesiana (AJS), o grupo Sintonia de Leitores e Contadores de Histórias e a Secretaria de Educação de Ascurra.   O grupo lançou o projeto no dia 29 de abril, nas escolas do município de Ascurra e no próprio Colégio São Paulo. A programação conta com atividades de leituras diversas, encenações teatrais, momentos interativos de leitura no baú de histórias e incentivo ao hábito da leitura pelo conhecimento dos diferentes gêneros literários. Dentre os vários gêneros literários trabalhados, há um destaque para a fábula, o mito e o conto de fadas.   Segundo a equipe do projeto, “quando os jovens convivem com uma variedade de linguagens, entrelaçam os significados de suas histórias de mundo com os vários significados contidos nas histórias de um livro e desenvolvem significativamente as etapas da leitura, transformam-se em leitores competentes”.   O projeto Jornada Literária será desenvolvido durante todo ano letivo de 2013 para atingir as suas finalidades de proporcionar uma leitura prazerosa e cultivar o hábito da leitura na rede municipal de ensino de Ascurra.   RSE Informa
Published in Nacionais
A 11ª Semana Nacional de Museus será realizada entre os dias 12 e 18 de maio, mas o Museu de História dos Salesianos no Brasil - MHSB, já deu início à sua participação no circuito com a abertura da exposição “Sem Memória”, realizada no dia 7 de maio em seu Espaço Expográfico Mário Quilici, que fica no complexo do Liceu Coração de Jesus, em São Paulo, SP. A proposta da exposição, que estará aberta a visitação agendada entre os dias 13 e 17 de maio (Dia Internacional dos Museus), tem como proposta discutir de maneira criativa a importância de se preservar a memória do indivíduo, seja este quem for. Nas instalações, grande parte das ações e objetos é desconhecida, sem tempo e sem história definidos. São exploradas as lacunas que a falta de registros deixa e como elas podem ser preenchidas erroneamente por causa da falta de informação. Dividida em espaços expositivos, ações e oficinas, “Sem Memória”, que é direcionada ao público infanto-juvenil, promete aguçar a curiosidade e a reflexão dos seus visitantes. “Todo processo comunicacional é um processo interativo. Então temos trabalhado em um processo solitário que é a museografia, que se completa com a museologia. A exposição da Semana Nacional de Museus é muito importante para que se veja o que estamos fazendo”, ressaltou a Dra. Dulcilia Lucia de Oliveira, co-organizadora da exposição. “Foi uma sensação instigante, chamou a atenção do pessoal à visitação das vitrines. De certa forma cada um colocou um pouco de si, um conhecimento mútuo”, contou ela se referindo por último ao espaço “Memória Tangível”, em que alguns salesianos foram convidados a participar cedendo objetos pessoais. O evento de lançamento, aberto apenas a convidados, teve a participação de salesianos ilustres, como os bispos Dom Hilário Moser e Dom Fernando Legal, o inspetor, Pe. Edson Donizetti Castilho, o vice-inspetor, Pe. Roque Luiz Sibioni, o ex-diretor do MHSB, Pe. Mário Quilici, homenageado com o nome do espaço, o reitor magnífico do Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL, Pe. Ronaldo Zacharias, o ex-inspetor, Pe. Marco Biaggi, além de diversos padres que fazem parte da história da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora. “Quero parabenizar a organização e o trabalho com tanta dedicação para a montagem do museu. Merecem os parabéns não só pela exposição mas por organizar tantas coisas sobre a Congregação Salesiana”, disse Dom Hilário Moser. “Quando ignoramos as coisas do passado é a mesma coisa que uma árvore cortar as próprias raízes: fatalmente vai secar. A valorização do passado faz o presente mais rico e traz lições para o futuro”, complementou. Além dos salesianos, a abertura da exposição contou também com a presença de Ambra Triolo, restauradora e ex-produtora do SBT, Dinah Piotrowski, da Associação de Moradores de Campos Elíseos, Marcos Galvão, da CPTM – Estação Julio Prestes e representantes da Carrara Arte Sacra, empresa parceira do MHSB.   Memória Datada “Memória Datada” é o nicho da exposição que compreende as fotografias da exposição “Campos Elíseos: Quem te viu quem te vê”. Estas são as únicas fotografias expostas que carregam consigo datas. Espaço para discussão sobre como uma memória preservada de maneira correta nos permite fazer comparações com o presente, entender como o cenário atual foi montado, levando a questionar a evolução – nesse caso degradação – pela qual o bairro passou e mais profundamente, pela qual todos passam ao longo da vida e como é importante registrar os passos dados até alcançarmos essa evolução.   Histórias Esquecidas Utilizando projetores do acervo, o espaço “Histórias Esquecidas” tem objetivo semelhante ao primeiro. Os aparelhos funcionam como elo de transmissão da memória, porém, esta em alguns momentos é vazia, sem dados que a definam no espaço e tempo. Diante de uma história esquecida, os questionamentos baseiam-se na curiosidade. Por que esta fotografia foi tirada? Quem está representado na foto? Onde e quando? Suas memórias (fotografias, filmes, escritos) estão bem organizadas?   Aqui tem Memória “Aqui tem memória” trata-se de uma câmara escura, onde entram de dois a três visitantes por vez. No espaço são projetados vídeos de dois minutos da série “Ser Cultural” sobre temas como literatura, artesanato, dança, música e teatro. Com isso, questiona-se como os temas assistidos podem conduzir a memória para outros indivíduos descrevendo épocas e dissipando fronteiras, fazendo com que o visitante perceba que a memória está em tudo que ele presencia, muitas vezes de maneira indireta por meio de inspirações e releituras.   Memória Tangível O espaço “Memória Tangível” é composto por três estantes-colmeias que fazem a divisão entre exposição e ações teatrais. Nos 48 vácuos que compõe a ‘vitrine’ estão expostos objetos pertencentes a salesianos ilustres, intercalando-se com peças do que a organização da exposição chama de “anônimos”, indivíduos sem destaque na sociedade. A proposta é apresentar aos visitantes que um objeto, quando se conhece sua procedência, também é uma maneira de transmitir memória, o que acontece de modo mais usual em museus. Também é abordada a importância da preservação da memória de qualquer indivíduo, pertencente a qualquer localidade, de qualquer tempo, qualquer religião e costume.  No espaço “Memória Tangível” a valorização da trajetória de vida de cada um toma forma.   Procura-se a memória O museu possui uma enorme quantidade de fotografias não identificadas. São imagens de pessoas, lugares, trabalhos, edifícios. Uma parte destas imagens estará exposta no espaço “Procura-se a memória” de modo aleatório em estruturas disformes, sem a valorização de nenhuma das imagens. A curiosidade é despertada nesse momento assim como no espaço “Histórias Esquecidas”. Por que esta fotografia foi tirada? Quem está na foto? Onde e quando? Será que esse personagem é importante? Qual o conceito de importância que você utiliza para fazer a definição? Além das nichos já descritos,a exposição “Sem Memória” possui ações interessantes. O “Memocenário”, inspirado em uma das ações da Virada Cultural Paulistana de 2010, é uma delas e, com o auxílio de um retroprojetor, permite que os visitantes montem cenários diversificados que são projetados na parede e que se fotografem com eles para que a fotografia eternize.   Ausência No centro dos salão expositivo está uma instalação com molduras de quadros, sem as telas: Ausência. O título explica-se por si só. Outra atração da exposição é a ação “Curte aí minha memória”, onde os visitantes podem interagir em um grande painel que representa uma das redes sociais mais utilizadas, o Facebook. Os questionamentos feitos nesse espaço se referem às novas maneiras de compartilhamento de memórias, o quão seguras essas ferramentas são, os constrangimentos que um compartilhamento de uma fotografia ou vídeo antigo pode causar, a privacidade desse veículo e sobre quais os legados que se pretende deixar com eles. De maneira ainda mais lúdica, os visitantes podem assistir ainda a um teatro de marionetes, apresentado pelo ator Leonel Benatti, que tem como personagens pessoas e elementos retirados das fotografias do espaço “Procura-se a memória”, ou mesmo ouvir uma história contada pelo mesmo autor, baseada no mito grego “Caixa de Pandora”. Ambas as ações contam com oficinas onde os visitantes aprenderão as técnicas apresentadas pelo ator.   Capacitação de professores Antes da visita dos alunos, os professores são convidados para uma visita especial, onde conhecerão toda a exposição, ações e oficinas, estando aptos a conduzirem seus alunos pelos espaços expositivos e tornando a visita mais harmoniosa e proveitosa. Os professores participantes receberão certificados.   Serviço: Exposição “Sem Memória” De 13 a 17 de Maio Museu de História dos Salesianos no Brasil       Largo Coração de Jesus, 140 – Campos Elíseos – São Paulo - SP Entrada gratuita mediante agendamento pelo telefone 11 3337-2916   Anderson Bueno com informações do MHSB
Published in Nacionais
    A Inspetoria Laura Vicuña (ILV), com sede em Manaus, AM, comemorou a Festa da Gratidão à Madre Yvonne Reungoat, superiora geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), no domingo, 28 de abril. A programação festiva ocorreu no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora (CNSA) e incluiu também um encontro da inspetora da ILV, irmã Francisca Dias Pereira, com as irmãs da Presença Salesiana de Manaus.   Neste ano, o momento de agradecimento das FMA iniciou às 7h30, com uma celebração eucarística. Em clima de festa, as irmãs cantaram e participaram da celebração eucarística presidida pelo padre Sinval Marques (SDB), que ressaltou a importância do carisma salesiano com os jovens e a obediência da Congregação perante a Igreja. “Colocamos o nome do nosso superior na Festa da Gratidão por questão de obediência e isso é muito particular em nós salesianos. Nosso carisma é ser Pai e Mãe dos jovens e os capítulos inspetoriais que estamos trabalhando devem mostrar um caminho voltado a obras que expressem isso”, afirmou.   A Festa da Gratidão em Manaus teve a presença das aspirantes da Casa de Formação São José, que foram responsáveis pela Animação Litúrgica, e se uniram às irmãs do CNSA, da Escola Santa Maria Mazzarello, da Casa Mamãe Margarida, do Oásis São José e da Casa Inspetorial.   RSE Informa   Outras notícias Alegria e entusiasmo marcam Festa da Gratidão na Índia Madre Yvonne Reungoat chega a Índia para a Festa da Gratidão
Published in Nacionais
Em homenagem a São Domingos Sávio, os núcleos Santa Rita (SR) e São Domingos Sávio (SDS) da Obra Social São João Bosco de Campinas (OSSJB), no estado de São Paulo, promoveram nesta segunda-feira, 6 de maio, uma celebração com músicas, orações e um cortejo. A celebração contou com a participação de cerca de 100 alunos da Obra Social e teve como objetivo relembrar alguns aspectos da vida deste santo que ensinou que a Santidade está nas coisas mais simples da vida.   O cortejo teve início às 07h30  e foi animado por um carro de som e pela banda de percussão ECOSOUL, composta pelos educandos da Obra Social São João Bosco. Com instrumentos musicais elaborados com materiais recicláveis, a banda garantiu a alegria dos moradores dos bairros pelos quais cortejo passou. A celebração foi encerrada às 11h  com a benção final do diretor da OSSJB, padre Tetuo Koga.   Para José Pereira de Castro, 54 anos, morador do bairro Campo Belo, um dos locais pelos quais o cortejo passou, a iniciativa foi muito importante para ajudar a relembrar a história dos santos que dedicaram sua vida a Jesus Cristo.   Histórico São Domingos Sávio Domingos nasceu dia 2 de abril de 1842, na província de Turim, em uma família humilde mas ao mesmo tempo, muito fervorosa. Desde a mais tenra idade, decidiu imitar fielmente Jesus Cristo aproximando-se dele tanto quanto podia. Com sete anos fez a primeira comunhão, e com 12, entrou no Oratório de São João Bosco. Sob direção pessoal deste grande santo salesiano, transformou-se em modelo e exemplo de amor a Deus e ao próximo.   Aline Figueiredo  
Published in Ação Social
  A Pontifícia Universidade Católica de Campinas, SP, ( PUC- Campinas) realizará o I Encontro de Marketing das Universidades Católicas nos dias 15 e 16 de maio das 09 às 18h. O encontro é direcionado a gestores de comunicação e marketing das universidades católicas. A programação dos dois dias de evento conta com uma palestra de abertura: O perfil do universitário brasileiro; apresentação de cases de sucesso das universidades, mesa redonda com debate acerca do cenário da comunicação e o fortalecimento da imagem das universidades católicas.   O I Encontro de Marketing das Universidades Católicas tem o apoio da Associação Nacional de Educação católica (ANEC), não tem custo para a inscrição. Para participar, basta enviar um email para This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it..   O evento será na PUC-Campinas, Campus 1 – que fica na Rod. Dom Pedro I, KM 136 – em Campinas-SP.   A organização do evento sugere a hospedagem no hotel Sleep Inn Galleria, que oferece estadia no valor de R$ 255,00 ( +5% ISS). Informações e reservas com Flávia ou Aline pelo e-mail:This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it..   ANEC
Published in Nacionais
  Li recentemente dois artigos que me chamaram a atenção. Um no Boletim Salesiano das Antilhas, de janeiro/fevereiro deste ano, escrito pelo padre Humberto Perdomo, com título provocador: “Tiene 14 años y bebe para divertirse”. O outro estava no portal G1, que falava de trabalhos acadêmicos que abordam a relação entre as letras do gênero musical “sertanejo” e o consumo de álcool no Brasil. Com a morte do Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr. e ídolo de milhares de jovens e adolescentes do nosso país, a discussão sobre drogas veio novamente à tona. A partir daí, resolvi abordar a temática das drogas no seu sentido ‘não terapêutico’.  
Published in Juventude
Page 6 of 10
No próximo dia 18 de maio, pessoas e entidades de todo o Brasil estarão mobilizadas pelo Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data marca a luta pelos direitos humanos de crianças e adolescentes no país e será celebrada pelo 13º ano.   Serão realizadas caminhadas, audiências públicas, debates, seminários, oficinas temáticas, campanhas e uma série de outras ações, para atentar a população sobre a importância do assunto.   O dia 18 de maio foi instituído como Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, em 2000, por meio da Lei Federal nº 9970/00. Tal data foi escolhida, porque no dia 18 de maio de 1973, em Vitória, ES, uma menina de oito anos foi abusada e assassinada por jovens de classe média alta da cidade. Apesar da natureza hedionda do crime, ele prescreveu sem que os culpados fossem responsabilizados.    A proposta da data é mobilizar, sensibilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. É fundamental que as pessoas participem das atividades realizadas em suas cidades e também entrem nessa batalha.   A Inspetoria São João Bosco (ISJB) participa nesta quinta-feira, 16 de maio, às 13h30, de uma audiência pública, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, representada pela articuladora institucional e conselheira do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Miriam Santos. A sessão discutirá medidas de enfrentamento à exploração sexual no estado durante os grandes eventos que serão realizados em Minas, como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.    Inspetoria São João Bosco   Leia também: Educandos do Parque Dom Bosco realizam pedágio de conscientização ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes
Published in Nacionais
  A partir da pergunta: “Qual é, em sua opinião, a maior contribuição da Família Salesiana ao Brasil nestes 130 anos de presença no País?”, jovens e educadores; religiosos e leigos falam sobre como percebem e propagam o carisma salesiano:   Boa Nova “É ter oportunizado chegar aos lugares com a Boa Nova do Evangelho, traduzida em um sistema educacional cujos pilares: razão, religião e amorevolezza (bondade) perpassam toda a vida da criança e do jovem, ajudando-os a abrir-se para Deus, para si e para o outro. Isso implica em pessoas muito mais felizes, seguras e conscientes de seu papel na sociedade. Percebo isso quando ex-alunos deixam claro que, além do aprendizado acadêmico de qualidade, as experiências vividas deixaram marcas profundas em suas vidas. Não consigo imaginar a educação sem a proposta salesiana.” Ilza Léa Nascimento Professora do 5º ano no Instituto Maria Imaculada, Barbacena, MG   Juventude “O foco na juventude é, sem sombra de dúvida, o maior legado da Família Salesiana, inspirado nos valores cristãos e marcado pelo paradigma de educar pelo amor. Consiste, pois, em oferecer aos jovens o evangelho da alegria mediante a pedagogia da bondade. A presença da Família Salesiana é a esperança de termos na juventude, porção mais delicada e preciosa da sociedade humana, um futuro onde as pessoas sejam “sempre jovens” exatamente por estar e viver no meio deles.” Beatriz Lopes Prudente Professora de Língua Portuguesa no Instituto Maria Auxiliadora, Goiânia, GO  
Published in Salesianidade
    O Papa Francisco concedeu que o rito de beatificação do servo de Deus, Estêvão Sándor, irmão leigo da Sociedade de São Francisco de Sales (Salesianos), seja feita na cidade de Budapeste, Hungria, no dia 19 de outubro deste ano. Nascido em Szolnok , Hungria, no dia 26 de outubro de 1914, Estêvão foi morto em ódio à Fé em Budapeste, no dia 8 de junho de 1953.   “Demos graças a Deus por este dom especial à Igreja e à Família Salesiana, neste Ano da Fé e em nossa caminhada rumo ao Bicentenário de Nascimento de Dom Bosco. Tal evento é especialmente motivo de alegria para a Congregação Salesiana, da Hungria, que neste ano celebra seu centenário de presença salesiana”, disse o padre Pierluigi Cameroni, postulador Geral da Família Salesiana, quando recebeu a notícia. “Acolhamos esta notícia também como um presente da Auxiliadora no início da sua Novena: Estêvão Sándor foi, de fato, um grande devoto de Maria, Mãe de Deus, cujo amor difundiu entre os jovens com grande fervor e entusiasmo”.   O mártir Estêvão Sándor, salesiano irmão, ofereceu sua vida pela salvação da juventude húngara e para defender os direitos da Santa Igreja.   InfoANS   Outras notícias Promulgação do decreto do martírio de Estêvão Sándor Simpósio na Hungria relembra centenário e salesiano mártir
Published in Salesianidade
O III Encontro das Mantenedoras e Direções das Escolas Católicas da Arquidiocese de Porto Alegre foi realizado na manhã do dia 08 de maio, na Cúria Metropolitana de Porto Alegre. O evento, que ocorre anualmente, tem o objetivo de reunir as coordenações e administrações das diversas escolas e universidades católicas.   O encontro reuniu cerca de 60 representantes das escolas católicas (apenas de ensino básico) da Arquidiocese. A Família Salesiana estava presente e foi representada pelos padres Orestes Fistarol, inspetor provincial dos Salesianos de Dom Bosco, Marcos Sandrini, diretor da Faculdade Dom Bosco de Porto Alegre, e Gilson Marcos da Silva, diretor do Colégio Dom Bosco.   No encontro os participantes refletiram a identidade da Escola Católica e a mútua colaboração entre as escolas e a Arquidiocese de Porto Alegre.   Inspetoria Salesiana São Pio X
Published in Nacionais
    “Aprender a ler é antes de tudo aprender a ler o mundo e compreender o seu contexto”. Com esse lema o Grupo de Leitores e Contadores de Histórias do Colégio São Paulo está motivando alunos das escolas municipais de Ascurra, SC, para cultivar o hábito da leitura por meio da Jornada Literária. O projeto é uma parceria entre o Colégio São Paulo, a Articulação da Juventude Salesiana (AJS), o grupo Sintonia de Leitores e Contadores de Histórias e a Secretaria de Educação de Ascurra.   O grupo lançou o projeto no dia 29 de abril, nas escolas do município de Ascurra e no próprio Colégio São Paulo. A programação conta com atividades de leituras diversas, encenações teatrais, momentos interativos de leitura no baú de histórias e incentivo ao hábito da leitura pelo conhecimento dos diferentes gêneros literários. Dentre os vários gêneros literários trabalhados, há um destaque para a fábula, o mito e o conto de fadas.   Segundo a equipe do projeto, “quando os jovens convivem com uma variedade de linguagens, entrelaçam os significados de suas histórias de mundo com os vários significados contidos nas histórias de um livro e desenvolvem significativamente as etapas da leitura, transformam-se em leitores competentes”.   O projeto Jornada Literária será desenvolvido durante todo ano letivo de 2013 para atingir as suas finalidades de proporcionar uma leitura prazerosa e cultivar o hábito da leitura na rede municipal de ensino de Ascurra.   RSE Informa
Published in Nacionais
A 11ª Semana Nacional de Museus será realizada entre os dias 12 e 18 de maio, mas o Museu de História dos Salesianos no Brasil - MHSB, já deu início à sua participação no circuito com a abertura da exposição “Sem Memória”, realizada no dia 7 de maio em seu Espaço Expográfico Mário Quilici, que fica no complexo do Liceu Coração de Jesus, em São Paulo, SP. A proposta da exposição, que estará aberta a visitação agendada entre os dias 13 e 17 de maio (Dia Internacional dos Museus), tem como proposta discutir de maneira criativa a importância de se preservar a memória do indivíduo, seja este quem for. Nas instalações, grande parte das ações e objetos é desconhecida, sem tempo e sem história definidos. São exploradas as lacunas que a falta de registros deixa e como elas podem ser preenchidas erroneamente por causa da falta de informação. Dividida em espaços expositivos, ações e oficinas, “Sem Memória”, que é direcionada ao público infanto-juvenil, promete aguçar a curiosidade e a reflexão dos seus visitantes. “Todo processo comunicacional é um processo interativo. Então temos trabalhado em um processo solitário que é a museografia, que se completa com a museologia. A exposição da Semana Nacional de Museus é muito importante para que se veja o que estamos fazendo”, ressaltou a Dra. Dulcilia Lucia de Oliveira, co-organizadora da exposição. “Foi uma sensação instigante, chamou a atenção do pessoal à visitação das vitrines. De certa forma cada um colocou um pouco de si, um conhecimento mútuo”, contou ela se referindo por último ao espaço “Memória Tangível”, em que alguns salesianos foram convidados a participar cedendo objetos pessoais. O evento de lançamento, aberto apenas a convidados, teve a participação de salesianos ilustres, como os bispos Dom Hilário Moser e Dom Fernando Legal, o inspetor, Pe. Edson Donizetti Castilho, o vice-inspetor, Pe. Roque Luiz Sibioni, o ex-diretor do MHSB, Pe. Mário Quilici, homenageado com o nome do espaço, o reitor magnífico do Centro Universitário Salesiano de São Paulo - UNISAL, Pe. Ronaldo Zacharias, o ex-inspetor, Pe. Marco Biaggi, além de diversos padres que fazem parte da história da Inspetoria Salesiana de Nossa Senhora Auxiliadora. “Quero parabenizar a organização e o trabalho com tanta dedicação para a montagem do museu. Merecem os parabéns não só pela exposição mas por organizar tantas coisas sobre a Congregação Salesiana”, disse Dom Hilário Moser. “Quando ignoramos as coisas do passado é a mesma coisa que uma árvore cortar as próprias raízes: fatalmente vai secar. A valorização do passado faz o presente mais rico e traz lições para o futuro”, complementou. Além dos salesianos, a abertura da exposição contou também com a presença de Ambra Triolo, restauradora e ex-produtora do SBT, Dinah Piotrowski, da Associação de Moradores de Campos Elíseos, Marcos Galvão, da CPTM – Estação Julio Prestes e representantes da Carrara Arte Sacra, empresa parceira do MHSB.   Memória Datada “Memória Datada” é o nicho da exposição que compreende as fotografias da exposição “Campos Elíseos: Quem te viu quem te vê”. Estas são as únicas fotografias expostas que carregam consigo datas. Espaço para discussão sobre como uma memória preservada de maneira correta nos permite fazer comparações com o presente, entender como o cenário atual foi montado, levando a questionar a evolução – nesse caso degradação – pela qual o bairro passou e mais profundamente, pela qual todos passam ao longo da vida e como é importante registrar os passos dados até alcançarmos essa evolução.   Histórias Esquecidas Utilizando projetores do acervo, o espaço “Histórias Esquecidas” tem objetivo semelhante ao primeiro. Os aparelhos funcionam como elo de transmissão da memória, porém, esta em alguns momentos é vazia, sem dados que a definam no espaço e tempo. Diante de uma história esquecida, os questionamentos baseiam-se na curiosidade. Por que esta fotografia foi tirada? Quem está representado na foto? Onde e quando? Suas memórias (fotografias, filmes, escritos) estão bem organizadas?   Aqui tem Memória “Aqui tem memória” trata-se de uma câmara escura, onde entram de dois a três visitantes por vez. No espaço são projetados vídeos de dois minutos da série “Ser Cultural” sobre temas como literatura, artesanato, dança, música e teatro. Com isso, questiona-se como os temas assistidos podem conduzir a memória para outros indivíduos descrevendo épocas e dissipando fronteiras, fazendo com que o visitante perceba que a memória está em tudo que ele presencia, muitas vezes de maneira indireta por meio de inspirações e releituras.   Memória Tangível O espaço “Memória Tangível” é composto por três estantes-colmeias que fazem a divisão entre exposição e ações teatrais. Nos 48 vácuos que compõe a ‘vitrine’ estão expostos objetos pertencentes a salesianos ilustres, intercalando-se com peças do que a organização da exposição chama de “anônimos”, indivíduos sem destaque na sociedade. A proposta é apresentar aos visitantes que um objeto, quando se conhece sua procedência, também é uma maneira de transmitir memória, o que acontece de modo mais usual em museus. Também é abordada a importância da preservação da memória de qualquer indivíduo, pertencente a qualquer localidade, de qualquer tempo, qualquer religião e costume.  No espaço “Memória Tangível” a valorização da trajetória de vida de cada um toma forma.   Procura-se a memória O museu possui uma enorme quantidade de fotografias não identificadas. São imagens de pessoas, lugares, trabalhos, edifícios. Uma parte destas imagens estará exposta no espaço “Procura-se a memória” de modo aleatório em estruturas disformes, sem a valorização de nenhuma das imagens. A curiosidade é despertada nesse momento assim como no espaço “Histórias Esquecidas”. Por que esta fotografia foi tirada? Quem está na foto? Onde e quando? Será que esse personagem é importante? Qual o conceito de importância que você utiliza para fazer a definição? Além das nichos já descritos,a exposição “Sem Memória” possui ações interessantes. O “Memocenário”, inspirado em uma das ações da Virada Cultural Paulistana de 2010, é uma delas e, com o auxílio de um retroprojetor, permite que os visitantes montem cenários diversificados que são projetados na parede e que se fotografem com eles para que a fotografia eternize.   Ausência No centro dos salão expositivo está uma instalação com molduras de quadros, sem as telas: Ausência. O título explica-se por si só. Outra atração da exposição é a ação “Curte aí minha memória”, onde os visitantes podem interagir em um grande painel que representa uma das redes sociais mais utilizadas, o Facebook. Os questionamentos feitos nesse espaço se referem às novas maneiras de compartilhamento de memórias, o quão seguras essas ferramentas são, os constrangimentos que um compartilhamento de uma fotografia ou vídeo antigo pode causar, a privacidade desse veículo e sobre quais os legados que se pretende deixar com eles. De maneira ainda mais lúdica, os visitantes podem assistir ainda a um teatro de marionetes, apresentado pelo ator Leonel Benatti, que tem como personagens pessoas e elementos retirados das fotografias do espaço “Procura-se a memória”, ou mesmo ouvir uma história contada pelo mesmo autor, baseada no mito grego “Caixa de Pandora”. Ambas as ações contam com oficinas onde os visitantes aprenderão as técnicas apresentadas pelo ator.   Capacitação de professores Antes da visita dos alunos, os professores são convidados para uma visita especial, onde conhecerão toda a exposição, ações e oficinas, estando aptos a conduzirem seus alunos pelos espaços expositivos e tornando a visita mais harmoniosa e proveitosa. Os professores participantes receberão certificados.   Serviço: Exposição “Sem Memória” De 13 a 17 de Maio Museu de História dos Salesianos no Brasil       Largo Coração de Jesus, 140 – Campos Elíseos – São Paulo - SP Entrada gratuita mediante agendamento pelo telefone 11 3337-2916   Anderson Bueno com informações do MHSB
Published in Nacionais
    A Inspetoria Laura Vicuña (ILV), com sede em Manaus, AM, comemorou a Festa da Gratidão à Madre Yvonne Reungoat, superiora geral do Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), no domingo, 28 de abril. A programação festiva ocorreu no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora (CNSA) e incluiu também um encontro da inspetora da ILV, irmã Francisca Dias Pereira, com as irmãs da Presença Salesiana de Manaus.   Neste ano, o momento de agradecimento das FMA iniciou às 7h30, com uma celebração eucarística. Em clima de festa, as irmãs cantaram e participaram da celebração eucarística presidida pelo padre Sinval Marques (SDB), que ressaltou a importância do carisma salesiano com os jovens e a obediência da Congregação perante a Igreja. “Colocamos o nome do nosso superior na Festa da Gratidão por questão de obediência e isso é muito particular em nós salesianos. Nosso carisma é ser Pai e Mãe dos jovens e os capítulos inspetoriais que estamos trabalhando devem mostrar um caminho voltado a obras que expressem isso”, afirmou.   A Festa da Gratidão em Manaus teve a presença das aspirantes da Casa de Formação São José, que foram responsáveis pela Animação Litúrgica, e se uniram às irmãs do CNSA, da Escola Santa Maria Mazzarello, da Casa Mamãe Margarida, do Oásis São José e da Casa Inspetorial.   RSE Informa   Outras notícias Alegria e entusiasmo marcam Festa da Gratidão na Índia Madre Yvonne Reungoat chega a Índia para a Festa da Gratidão
Published in Nacionais
Em homenagem a São Domingos Sávio, os núcleos Santa Rita (SR) e São Domingos Sávio (SDS) da Obra Social São João Bosco de Campinas (OSSJB), no estado de São Paulo, promoveram nesta segunda-feira, 6 de maio, uma celebração com músicas, orações e um cortejo. A celebração contou com a participação de cerca de 100 alunos da Obra Social e teve como objetivo relembrar alguns aspectos da vida deste santo que ensinou que a Santidade está nas coisas mais simples da vida.   O cortejo teve início às 07h30  e foi animado por um carro de som e pela banda de percussão ECOSOUL, composta pelos educandos da Obra Social São João Bosco. Com instrumentos musicais elaborados com materiais recicláveis, a banda garantiu a alegria dos moradores dos bairros pelos quais cortejo passou. A celebração foi encerrada às 11h  com a benção final do diretor da OSSJB, padre Tetuo Koga.   Para José Pereira de Castro, 54 anos, morador do bairro Campo Belo, um dos locais pelos quais o cortejo passou, a iniciativa foi muito importante para ajudar a relembrar a história dos santos que dedicaram sua vida a Jesus Cristo.   Histórico São Domingos Sávio Domingos nasceu dia 2 de abril de 1842, na província de Turim, em uma família humilde mas ao mesmo tempo, muito fervorosa. Desde a mais tenra idade, decidiu imitar fielmente Jesus Cristo aproximando-se dele tanto quanto podia. Com sete anos fez a primeira comunhão, e com 12, entrou no Oratório de São João Bosco. Sob direção pessoal deste grande santo salesiano, transformou-se em modelo e exemplo de amor a Deus e ao próximo.   Aline Figueiredo  
Published in Ação Social
  A Pontifícia Universidade Católica de Campinas, SP, ( PUC- Campinas) realizará o I Encontro de Marketing das Universidades Católicas nos dias 15 e 16 de maio das 09 às 18h. O encontro é direcionado a gestores de comunicação e marketing das universidades católicas. A programação dos dois dias de evento conta com uma palestra de abertura: O perfil do universitário brasileiro; apresentação de cases de sucesso das universidades, mesa redonda com debate acerca do cenário da comunicação e o fortalecimento da imagem das universidades católicas.   O I Encontro de Marketing das Universidades Católicas tem o apoio da Associação Nacional de Educação católica (ANEC), não tem custo para a inscrição. Para participar, basta enviar um email para This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it..   O evento será na PUC-Campinas, Campus 1 – que fica na Rod. Dom Pedro I, KM 136 – em Campinas-SP.   A organização do evento sugere a hospedagem no hotel Sleep Inn Galleria, que oferece estadia no valor de R$ 255,00 ( +5% ISS). Informações e reservas com Flávia ou Aline pelo e-mail:This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it..   ANEC
Published in Nacionais
  Li recentemente dois artigos que me chamaram a atenção. Um no Boletim Salesiano das Antilhas, de janeiro/fevereiro deste ano, escrito pelo padre Humberto Perdomo, com título provocador: “Tiene 14 años y bebe para divertirse”. O outro estava no portal G1, que falava de trabalhos acadêmicos que abordam a relação entre as letras do gênero musical “sertanejo” e o consumo de álcool no Brasil. Com a morte do Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr. e ídolo de milhares de jovens e adolescentes do nosso país, a discussão sobre drogas veio novamente à tona. A partir daí, resolvi abordar a temática das drogas no seu sentido ‘não terapêutico’.  
Published in Juventude
Page 6 of 10