A equipe de ginástica artística feminina de Campinas conquistou no dia 25 de outubro o terceiro lugar nos Jogos Abertos do Interior do Estado de São Paulo.
Published in Nacionais
Muita emoção marcou a chegada da Cruz Peregrina e do Ícone Mariano da Jornada Mundial da Juventude, na Igreja São Sebastião, em Ponta Grossa, no Paraná, no dia 14 de fevereiro. Os símbolos vieram de Guarapuava e chegaram a Igreja de São Sebastião às 18h, sendo acolhidos por mais de 1000 pessoas, entre eles, alguns jovens salesianos, como Maria Larissa Pereira Andruchiw e  Gabi Sanches, que participará da JMJ Rio2013, em julho.   Depois da acolhida, os símbolos seguiram em procissão pelas principais ruas da cidade com destino à Catedral. No local, todos acompanharam a celebração da santa missa, presidida pelo bispo diocesano, Dom Sergio Arthur Braschi.   Durante o segundo dia em que os símbolos permaneceram em Ponta Grossa, 15 de fevereiro, Dom Sergio Arthur Braschi presidiu uma missa na Igreja do Rosário, no centro da cidade, a celebração contou com a presença dos padres salesianos. Às 13h os jovens andaram com os símbolos até o terminal central de ônibus, passando pelo calçadão da Coronel Claudio, região central da cidade. O ato contou com a presença de mais de 500 pessoas e chamou a atenção de muitos que passavam pelo local.   Dom Sergio Arthur ajudou a levar a Cruz em diversos momentos e no final do trajeto gravou um depoimento para os jovens salesianos da paróquia. Do terminal central os símbolos seguiram em visita às entidades da cidade como casas de proteção a menores em risco e penitenciárias. As 18 hs, os símbolos foram levados para o Centro de Eventos da cidade, cedido pela prefeitura, onde foi realizado um show com a Banda Dominus e a cantora Adriana. À meia-noite de sábado foi realizada uma vigília até o horário da entrega da cruz e do ícone aos jovens de Londrina, PR, próximo destino dos símbolos.   Inspetoria Salesiana São Pio X  
Published in Nacionais
  No início do século XX, ciente da importância de fazer chegar ao maior número possível de pessoas as notícias sobre a ação salesiana que já então se espalhava pelo mundo, padre Miguel Rua, primeiro sucessor de Dom Bosco, incentiva a publicação do Boletim Salesiano em outras línguas além do italiano. Data de 1902 a primeira edição do BS em língua portuguesa, dirigida aos Salesianos Cooperadores de Portugal e do Brasil. Na mensagem impressa na capa do BS, o reitor-mor afirma: “É com a maior satisfação que venho anunciar-vos, Benemeritos Senhores Cooperadores e Benemeritas Senhoras Cooperadoras, que com o entrar do novo anno daremos começo à publicação do Boletim Salesiano no vosso bello idioma. O Boletim Salesiano, orgam da Pia União dos Cooperadores Salesianos da Obra de D. Bosco, que já sahia na língua italiana, franceza, hspanhola, inglesa, polaca e allemã, tinha-se tornado necessário também na língua portugueza pelo augmento consolador dos amigos das obras de D. Bosco, que falam a harmoniosa língua de Vieira e de Camões, e por se terem as instituições salesianas desenvolvido extraordinariamente em Portugal e no Brasil”. Entre as matérias publicadas nesta primeira edição, impressa na Itália e enviada de navio ao Brasil, constam artigos que revelam a ação missionária salesiana na Patagônia, Argentina; em Gualaquiza, Equador; e no Mato Grosso, Brasil. O Boletim Salesiano traz ainda uma crônica da chegada dos primeiros salesianos ao Brasil, em Niterói, RJ: “Foi o dia 8 de Dezembro! [...] Este é o dia em que a Egreja comemora a Immaculada Conceição da Mãe de Deus; dia extraordinário, porque extraordinárias são as tradições que recorda! Maria, pura e immaculada mulher, esmaga a cabeça da serpente; D. Bosco, o nosso sempre lembrado Fundador, começa a grande obra da restauração social; os primeiros Missionários Salesianos, tendo deixado o majestoso Santuário de Maria SS. Auxiliadora, pisam pela primeira vez terras americanas na cidade do Rio de Janeiro [...]”.
Published in Comunicação
A equipe de ginástica artística feminina de Campinas conquistou no dia 25 de outubro o terceiro lugar nos Jogos Abertos do Interior do Estado de São Paulo.
Published in Nacionais
Muita emoção marcou a chegada da Cruz Peregrina e do Ícone Mariano da Jornada Mundial da Juventude, na Igreja São Sebastião, em Ponta Grossa, no Paraná, no dia 14 de fevereiro. Os símbolos vieram de Guarapuava e chegaram a Igreja de São Sebastião às 18h, sendo acolhidos por mais de 1000 pessoas, entre eles, alguns jovens salesianos, como Maria Larissa Pereira Andruchiw e  Gabi Sanches, que participará da JMJ Rio2013, em julho.   Depois da acolhida, os símbolos seguiram em procissão pelas principais ruas da cidade com destino à Catedral. No local, todos acompanharam a celebração da santa missa, presidida pelo bispo diocesano, Dom Sergio Arthur Braschi.   Durante o segundo dia em que os símbolos permaneceram em Ponta Grossa, 15 de fevereiro, Dom Sergio Arthur Braschi presidiu uma missa na Igreja do Rosário, no centro da cidade, a celebração contou com a presença dos padres salesianos. Às 13h os jovens andaram com os símbolos até o terminal central de ônibus, passando pelo calçadão da Coronel Claudio, região central da cidade. O ato contou com a presença de mais de 500 pessoas e chamou a atenção de muitos que passavam pelo local.   Dom Sergio Arthur ajudou a levar a Cruz em diversos momentos e no final do trajeto gravou um depoimento para os jovens salesianos da paróquia. Do terminal central os símbolos seguiram em visita às entidades da cidade como casas de proteção a menores em risco e penitenciárias. As 18 hs, os símbolos foram levados para o Centro de Eventos da cidade, cedido pela prefeitura, onde foi realizado um show com a Banda Dominus e a cantora Adriana. À meia-noite de sábado foi realizada uma vigília até o horário da entrega da cruz e do ícone aos jovens de Londrina, PR, próximo destino dos símbolos.   Inspetoria Salesiana São Pio X  
Published in Nacionais
  No início do século XX, ciente da importância de fazer chegar ao maior número possível de pessoas as notícias sobre a ação salesiana que já então se espalhava pelo mundo, padre Miguel Rua, primeiro sucessor de Dom Bosco, incentiva a publicação do Boletim Salesiano em outras línguas além do italiano. Data de 1902 a primeira edição do BS em língua portuguesa, dirigida aos Salesianos Cooperadores de Portugal e do Brasil. Na mensagem impressa na capa do BS, o reitor-mor afirma: “É com a maior satisfação que venho anunciar-vos, Benemeritos Senhores Cooperadores e Benemeritas Senhoras Cooperadoras, que com o entrar do novo anno daremos começo à publicação do Boletim Salesiano no vosso bello idioma. O Boletim Salesiano, orgam da Pia União dos Cooperadores Salesianos da Obra de D. Bosco, que já sahia na língua italiana, franceza, hspanhola, inglesa, polaca e allemã, tinha-se tornado necessário também na língua portugueza pelo augmento consolador dos amigos das obras de D. Bosco, que falam a harmoniosa língua de Vieira e de Camões, e por se terem as instituições salesianas desenvolvido extraordinariamente em Portugal e no Brasil”. Entre as matérias publicadas nesta primeira edição, impressa na Itália e enviada de navio ao Brasil, constam artigos que revelam a ação missionária salesiana na Patagônia, Argentina; em Gualaquiza, Equador; e no Mato Grosso, Brasil. O Boletim Salesiano traz ainda uma crônica da chegada dos primeiros salesianos ao Brasil, em Niterói, RJ: “Foi o dia 8 de Dezembro! [...] Este é o dia em que a Egreja comemora a Immaculada Conceição da Mãe de Deus; dia extraordinário, porque extraordinárias são as tradições que recorda! Maria, pura e immaculada mulher, esmaga a cabeça da serpente; D. Bosco, o nosso sempre lembrado Fundador, começa a grande obra da restauração social; os primeiros Missionários Salesianos, tendo deixado o majestoso Santuário de Maria SS. Auxiliadora, pisam pela primeira vez terras americanas na cidade do Rio de Janeiro [...]”.
Published in Comunicação