Cem anos sob a proteção de Maria Destaque

Quarta, 25 Setembro 2019 14:31 Escrito por  Camila Santos
Cem anos sob a proteção de Maria Foto: Divulgação
Mantido pelas Filhas de Maria Auxiliadora (FMA – Irmãs Salesianas), o Hospital Auxiliadora de Três Lagoas, MS, completa seu centenário de fundação e destaca-se pela qualidade e pelo atendimento humanizado.  

Neste ano o Hospital Auxiliadora de Três Lagoas, MS, completa seu centenário de fundação. Mais que referência na área da saúde, a instituição se tornou um lugar onde o carisma salesiano se faz presente, tanto pelo atendimento humanizado e acolhedor, quanto pelo testemunho de vida e fé das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA – Irmãs Salesianas) que atuam no local.

 

O trabalho que as FMA desenvolvem no hospital é amplo. Elas acompanham os setores administrativos e as questões decisórias, promovem e participam de reuniões a fim de integrar os setores e zelar para que os valores da instituição sejam vivenciados. Também assistem os voluntários da Pastoral da Saúde do Hospital, visitam os doentes e transmitem mensagens de fé e esperança para aqueles que necessitam. “Tendo já vivido por muitos anos, elas escutam as pessoas, falam de Deus, de Maria, das vivências e partilham as alegrias e angústias características da realidade de um hospital”, conta a irmã Aurelia Brioschi, diretora geral do Hospital.

 

Atendimento humanizado

Atualmente, o Auxiliadora realiza em média cinco mil atendimentos por mês, somando as internações, atendimento ambulatorial, pronto-atendimento e pronto-socorro. As internações são cerca de 200 por mês e os atendimentos ambulatoriais chegam a 2.393, sendo que mais de 92% destes são feitos pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

 

Com 163 leitos e 26 especialidades, como Cirurgia Geral, Ginecologia/Obstetrícia e Neurologia, entre outras, o hospital é considerado hoje referência no bolsão sul-matogrossense. Para ter ideia, dez municípios são amparados pela instituição: além de Três Lagoas, também Água Clara, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo e Selvíria.

 

Maria, presença viva!

Se a amplitude do hospital fica evidente pelos números, é pelo cuidado nas relações que o carisma salesiano e a presença de Maria se manifestam. “Há um desejo e empenho para que se estabeleçam relações saudáveis e solidárias no local, seja por meio de formações continuadas imbuídas de valores humano-cristãos, ou pelas comemorações mensais que criam um clima de alegria, família e proximidade”, afirma irmã Aurelia.

 

Segundo ela, a transparência nas múltiplas relações com o município, estado e poderes públicos também “expressa o carisma no aspecto de ‘ser honestos cidadãos’ como instituiu Dom Bosco”. Além disso, o hospital tem um número significativo de colaboradores jovens, uma forma de favorecer o amadurecimento e crescimento profissional para que eles sejam cidadãos responsáveis.

 

A História

O Hospital Santíssima Auxiliadora, hoje Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, foi construído em 1919 com recursos levantados pela própria comunidade. Por algum tempo a instituição foi mantida com doações e trabalho voluntário, mas fechou posteriormente por falta de recursos.

 

Com o clamor da população pela reorganização da instituição, a Câmara de Vereadores doou o Hospital à Diocese de Corumbá. Foi então que o bispo diocesano, dom Antônio de Almeida Lustosa, SDB, destinou o hospital ao instituto das FMA.

 

As Irmãs Salesianas passaram a administrar o Hospital em 1929, como fazem até hoje. Junto à chegada das irmãs veio o carisma salesiano, que tem a razão como exercício da ciência, a religião como exercício da espiritualidade, a fé e o amor como o exercício da humanização, sendo essa a essência que norteia o Hospital Auxiliadora.

 

Um novo Centro para celebrar

Para celebrar o centenário da instituição foi inaugurado, em maio, o novo Centro Avançado de Diálise. A área de 250 metros quadrados conta com 20 cadeiras e atende 100 pacientes que realizam as terapias renais substitutivas, em três turnos. No futuro, o objetivo é ampliar ainda mais o setor para que até 180 pacientes possam ser atendidos no local. Já o antigo departamento de hemodiálise será transformado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

Amigo da criança

Desde 2003, o Auxiliadora é credenciado como Hospital Amigo da Criança, selo que é conferido pelo Ministério da Saúde aos hospitais que cumprem os dez passos para o sucesso do aleitamento materno, instituídos pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para ser amigo da criança, o hospital deve atender também a outros critérios, como o cuidado respeitoso e humanizado à mulher durante o pré-parto, parto e pós-parto, garantia de livre acesso à mãe e ao pai e permanência deles 24 horas junto ao recém-nascido internado. Também precisa cumprir a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças na Primeira Infância (NBCAL).

 

Assista AQUI ao vídeo sobre os 100 anos do Hospital Auxiliadora

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Cem anos sob a proteção de Maria Destaque

Quarta, 25 Setembro 2019 14:31 Escrito por  Camila Santos
Cem anos sob a proteção de Maria Foto: Divulgação
Mantido pelas Filhas de Maria Auxiliadora (FMA – Irmãs Salesianas), o Hospital Auxiliadora de Três Lagoas, MS, completa seu centenário de fundação e destaca-se pela qualidade e pelo atendimento humanizado.  

Neste ano o Hospital Auxiliadora de Três Lagoas, MS, completa seu centenário de fundação. Mais que referência na área da saúde, a instituição se tornou um lugar onde o carisma salesiano se faz presente, tanto pelo atendimento humanizado e acolhedor, quanto pelo testemunho de vida e fé das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA – Irmãs Salesianas) que atuam no local.

 

O trabalho que as FMA desenvolvem no hospital é amplo. Elas acompanham os setores administrativos e as questões decisórias, promovem e participam de reuniões a fim de integrar os setores e zelar para que os valores da instituição sejam vivenciados. Também assistem os voluntários da Pastoral da Saúde do Hospital, visitam os doentes e transmitem mensagens de fé e esperança para aqueles que necessitam. “Tendo já vivido por muitos anos, elas escutam as pessoas, falam de Deus, de Maria, das vivências e partilham as alegrias e angústias características da realidade de um hospital”, conta a irmã Aurelia Brioschi, diretora geral do Hospital.

 

Atendimento humanizado

Atualmente, o Auxiliadora realiza em média cinco mil atendimentos por mês, somando as internações, atendimento ambulatorial, pronto-atendimento e pronto-socorro. As internações são cerca de 200 por mês e os atendimentos ambulatoriais chegam a 2.393, sendo que mais de 92% destes são feitos pelo Sistema Único de Saúde – SUS.

 

Com 163 leitos e 26 especialidades, como Cirurgia Geral, Ginecologia/Obstetrícia e Neurologia, entre outras, o hospital é considerado hoje referência no bolsão sul-matogrossense. Para ter ideia, dez municípios são amparados pela instituição: além de Três Lagoas, também Água Clara, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo e Selvíria.

 

Maria, presença viva!

Se a amplitude do hospital fica evidente pelos números, é pelo cuidado nas relações que o carisma salesiano e a presença de Maria se manifestam. “Há um desejo e empenho para que se estabeleçam relações saudáveis e solidárias no local, seja por meio de formações continuadas imbuídas de valores humano-cristãos, ou pelas comemorações mensais que criam um clima de alegria, família e proximidade”, afirma irmã Aurelia.

 

Segundo ela, a transparência nas múltiplas relações com o município, estado e poderes públicos também “expressa o carisma no aspecto de ‘ser honestos cidadãos’ como instituiu Dom Bosco”. Além disso, o hospital tem um número significativo de colaboradores jovens, uma forma de favorecer o amadurecimento e crescimento profissional para que eles sejam cidadãos responsáveis.

 

A História

O Hospital Santíssima Auxiliadora, hoje Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, foi construído em 1919 com recursos levantados pela própria comunidade. Por algum tempo a instituição foi mantida com doações e trabalho voluntário, mas fechou posteriormente por falta de recursos.

 

Com o clamor da população pela reorganização da instituição, a Câmara de Vereadores doou o Hospital à Diocese de Corumbá. Foi então que o bispo diocesano, dom Antônio de Almeida Lustosa, SDB, destinou o hospital ao instituto das FMA.

 

As Irmãs Salesianas passaram a administrar o Hospital em 1929, como fazem até hoje. Junto à chegada das irmãs veio o carisma salesiano, que tem a razão como exercício da ciência, a religião como exercício da espiritualidade, a fé e o amor como o exercício da humanização, sendo essa a essência que norteia o Hospital Auxiliadora.

 

Um novo Centro para celebrar

Para celebrar o centenário da instituição foi inaugurado, em maio, o novo Centro Avançado de Diálise. A área de 250 metros quadrados conta com 20 cadeiras e atende 100 pacientes que realizam as terapias renais substitutivas, em três turnos. No futuro, o objetivo é ampliar ainda mais o setor para que até 180 pacientes possam ser atendidos no local. Já o antigo departamento de hemodiálise será transformado em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

Amigo da criança

Desde 2003, o Auxiliadora é credenciado como Hospital Amigo da Criança, selo que é conferido pelo Ministério da Saúde aos hospitais que cumprem os dez passos para o sucesso do aleitamento materno, instituídos pelo Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para ser amigo da criança, o hospital deve atender também a outros critérios, como o cuidado respeitoso e humanizado à mulher durante o pré-parto, parto e pós-parto, garantia de livre acesso à mãe e ao pai e permanência deles 24 horas junto ao recém-nascido internado. Também precisa cumprir a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos para Lactentes e Crianças na Primeira Infância (NBCAL).

 

Assista AQUI ao vídeo sobre os 100 anos do Hospital Auxiliadora

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.