Celebração da 150ª Expedição Missionária Destaque

Segunda, 30 Setembro 2019 14:24 Escrito por  Agência Info Salesiana
O Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, presidiu no domingo, 29 de setembro, a celebração eucarística da 150ª Expedição Missionária. Confira no Boletim Salesiano!  


O momento foi marcado pela entrega da cruz missionária a 36 Salesianos de Dom Bosco e 13 Filhas de Maria Auxiliadora.

 

Participaram da celebração o vigário do Reitor-mor, padre Francesco Cereda, o conselheiro geral para as Missões, padre Guillermo Basañes, a superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora, madre Yvonne Reungoat, e a irmã Alaíde Deretti, conselheira para as Missões.

 

Durante a homilia, o Reitor-mor enfatizou se tratar de um dia de grande celebração para a Congregação, o Instituto e a Igreja, nesta 150ª Expedição Missionária, 144 anos após a primeira expedição, em 1875, sem interrupção, mesmo durante os dois terríveis conflitos mundiais.

 

Padre Artime destacou um ponto interessante. No gabinete do conselheiro para as Missões, está o Livro dos Missionários, que registra 9.542 missionários salesianos enviados pelos reitores maiores, por esta Basílica, nas 150 expedições ...Parece que o número total real de enviados é superior a 10.400. Nossas congregações são reconhecidas pela educação e evangelização dos jovens ... No entanto, com esses números, somos de fato um instituto e uma congregação missionária. O fogo do amor por Jesus não nos permitiu permanecer fechados dentro de quatro paredes.

 

O ponto mais importante é precisamente que Jesus está no centro de nossas vidas: Deus nos chama e nos envia ... para compartilhar a vida, para testemunhar Jesus com a vida, com o exemplo da caridade, com grande respeito pela diversidade de todos ...

 

A resposta salesiana ao extraordinário mês missionário - outubro de 2019, lançado pelo Papa Francisco, é este envio missionário, para enriquecer a presença de Jesus em todos os continentes, exceto na Austrália desta vez.

 

O Reitor-mor apresentou três exemplos de testemunhas particulares, já que o mundo quer testemunhas e não professores.

 

Monsenhor Marcello Melani: italiano de origem, missionário por muitos anos na Argentina. Depois de terminar seu serviço como bispo na Patagônia (diocese de Neuquén), retornou à inspetoria à qual pertencia e serviu como pároco e catequista. Ele se sentiu pronto para responder ao apelo do Papa e do Reitor-mor e sua disponibilidade foi aceita. Ele irá para o Peru.

 

Padre Bashir Souccar: sírio, 71 anos, especialista em oratória com muçulmanos. Da inspetoria do MOR, ficou disponível e irá para a Tunísia para levar a alegria do oratório, especialmente entre os jovens muçulmanos.

 

Padre Germain Plakoo-Mlapa: togolês, esteve presente no martírio do padre César Antonio Fernández (fevereiro de 2019) e do padre Fernando Hernández (em maio de 2019), que ocorreu em Burkina Faso, ele estava ao lado de ambos...Ele não sabe por que não o mataram. Agora ele está aqui, está se recuperando e seu coração está cheio de serenidade e paz, porque sabia perdoar e continua a viver com o coração cheio de Jesus e de seu amor.

 

Aqui está o testemunho da vida além das palavras.

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Quarta, 02 Outubro 2019 12:36

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Celebração da 150ª Expedição Missionária Destaque

Segunda, 30 Setembro 2019 14:24 Escrito por  Agência Info Salesiana
O Reitor-mor, padre Ángel Fernández Artime, presidiu no domingo, 29 de setembro, a celebração eucarística da 150ª Expedição Missionária. Confira no Boletim Salesiano!  


O momento foi marcado pela entrega da cruz missionária a 36 Salesianos de Dom Bosco e 13 Filhas de Maria Auxiliadora.

 

Participaram da celebração o vigário do Reitor-mor, padre Francesco Cereda, o conselheiro geral para as Missões, padre Guillermo Basañes, a superiora geral das Filhas de Maria Auxiliadora, madre Yvonne Reungoat, e a irmã Alaíde Deretti, conselheira para as Missões.

 

Durante a homilia, o Reitor-mor enfatizou se tratar de um dia de grande celebração para a Congregação, o Instituto e a Igreja, nesta 150ª Expedição Missionária, 144 anos após a primeira expedição, em 1875, sem interrupção, mesmo durante os dois terríveis conflitos mundiais.

 

Padre Artime destacou um ponto interessante. No gabinete do conselheiro para as Missões, está o Livro dos Missionários, que registra 9.542 missionários salesianos enviados pelos reitores maiores, por esta Basílica, nas 150 expedições ...Parece que o número total real de enviados é superior a 10.400. Nossas congregações são reconhecidas pela educação e evangelização dos jovens ... No entanto, com esses números, somos de fato um instituto e uma congregação missionária. O fogo do amor por Jesus não nos permitiu permanecer fechados dentro de quatro paredes.

 

O ponto mais importante é precisamente que Jesus está no centro de nossas vidas: Deus nos chama e nos envia ... para compartilhar a vida, para testemunhar Jesus com a vida, com o exemplo da caridade, com grande respeito pela diversidade de todos ...

 

A resposta salesiana ao extraordinário mês missionário - outubro de 2019, lançado pelo Papa Francisco, é este envio missionário, para enriquecer a presença de Jesus em todos os continentes, exceto na Austrália desta vez.

 

O Reitor-mor apresentou três exemplos de testemunhas particulares, já que o mundo quer testemunhas e não professores.

 

Monsenhor Marcello Melani: italiano de origem, missionário por muitos anos na Argentina. Depois de terminar seu serviço como bispo na Patagônia (diocese de Neuquén), retornou à inspetoria à qual pertencia e serviu como pároco e catequista. Ele se sentiu pronto para responder ao apelo do Papa e do Reitor-mor e sua disponibilidade foi aceita. Ele irá para o Peru.

 

Padre Bashir Souccar: sírio, 71 anos, especialista em oratória com muçulmanos. Da inspetoria do MOR, ficou disponível e irá para a Tunísia para levar a alegria do oratório, especialmente entre os jovens muçulmanos.

 

Padre Germain Plakoo-Mlapa: togolês, esteve presente no martírio do padre César Antonio Fernández (fevereiro de 2019) e do padre Fernando Hernández (em maio de 2019), que ocorreu em Burkina Faso, ele estava ao lado de ambos...Ele não sabe por que não o mataram. Agora ele está aqui, está se recuperando e seu coração está cheio de serenidade e paz, porque sabia perdoar e continua a viver com o coração cheio de Jesus e de seu amor.

 

Aqui está o testemunho da vida além das palavras.

 

Fonte: Agência Info Salesiana

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Quarta, 02 Outubro 2019 12:36

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.