Jovens, sempre jovens!

Sunday, 14 July 2013 18:18 Written by 
Escrevo estas linhas em junho, e dificilmente encontraremos uma pessoa de nosso país que não esteja se interrogando sobre o significado da movimentação juvenil, nascida neste mês e que se desdobra de maneira fulminante pelo país. Os jovens e suas originais maneiras de se expressar sempre foram os protagonistas das grandes mudanças: basta lembrar as movimentações estudantis de épocas e cores diferentes. Vivemos mais uma edição juvenil marcada por suas incontestáveis características: causas legítimas, expressões inovadoras, indignação e desejo de autenticidade. Não faltando, evidentemente, pretensões manipuladoras e oportunistas. Nas raízes, contudo, sempre encontramos muita vontade de mudar para melhor!

Desde 1986, a Igreja Católica promove as Jornadas Mundiais da Juventude. O Rio de Janeiro, palco e cenário de inúmeros eventos juvenis, acolhe, neste momento, esta multidão de jovens do mundo inteiro, sedentos de vida, e Vida em abundância. Provavelmente, entre os inúmeros jovens que promovem e participam das manifestações desencadeadas em tantas cidades de nosso país, muitos estarão presentes, também, nessa edição brasileira da JMJ.

Preparada com muita antecedência, contando com a participação total de dioceses e paróquias, esta Jornada Mundial, vivenciada neste contexto e momento de movimentação juvenil brasileira, poderá ser um marco importante e transformador para a Igreja e para a sociedade. A presença profética do Papa Francisco será, sem dúvida, um ingrediente de capital importância.

Portanto, podemos esperar e augurar que a intensidade da preparação desta JMJ terá como contrapartida um efeito altamente benéfico após a realização do evento. “Vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada de novo...” com a indignação diante do mal e carregada com a unção dos discípulos e discípulas do Mestre e sempre jovem Jesus.

No nosso DNA salesiano temos essa reconhecida carga hereditária, isto é, Dom Bosco não só sabia disso, como desde o início de sua missão acreditou e confiou na poderosa e criativa força juvenil. A Jornada Mundial da Juventude é mais um presente que poderemos oferecer, salesianamente, ao aniversariante de 1815.

 

Pe. Nivaldo Luiz Pessinatti

Diretor do BS-Brasil

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 04 September 2013 08:53

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Jovens, sempre jovens!

Sunday, 14 July 2013 18:18 Written by 
Escrevo estas linhas em junho, e dificilmente encontraremos uma pessoa de nosso país que não esteja se interrogando sobre o significado da movimentação juvenil, nascida neste mês e que se desdobra de maneira fulminante pelo país. Os jovens e suas originais maneiras de se expressar sempre foram os protagonistas das grandes mudanças: basta lembrar as movimentações estudantis de épocas e cores diferentes. Vivemos mais uma edição juvenil marcada por suas incontestáveis características: causas legítimas, expressões inovadoras, indignação e desejo de autenticidade. Não faltando, evidentemente, pretensões manipuladoras e oportunistas. Nas raízes, contudo, sempre encontramos muita vontade de mudar para melhor!

Desde 1986, a Igreja Católica promove as Jornadas Mundiais da Juventude. O Rio de Janeiro, palco e cenário de inúmeros eventos juvenis, acolhe, neste momento, esta multidão de jovens do mundo inteiro, sedentos de vida, e Vida em abundância. Provavelmente, entre os inúmeros jovens que promovem e participam das manifestações desencadeadas em tantas cidades de nosso país, muitos estarão presentes, também, nessa edição brasileira da JMJ.

Preparada com muita antecedência, contando com a participação total de dioceses e paróquias, esta Jornada Mundial, vivenciada neste contexto e momento de movimentação juvenil brasileira, poderá ser um marco importante e transformador para a Igreja e para a sociedade. A presença profética do Papa Francisco será, sem dúvida, um ingrediente de capital importância.

Portanto, podemos esperar e augurar que a intensidade da preparação desta JMJ terá como contrapartida um efeito altamente benéfico após a realização do evento. “Vai ser tão bonito se ouvir a canção, cantada de novo...” com a indignação diante do mal e carregada com a unção dos discípulos e discípulas do Mestre e sempre jovem Jesus.

No nosso DNA salesiano temos essa reconhecida carga hereditária, isto é, Dom Bosco não só sabia disso, como desde o início de sua missão acreditou e confiou na poderosa e criativa força juvenil. A Jornada Mundial da Juventude é mais um presente que poderemos oferecer, salesianamente, ao aniversariante de 1815.

 

Pe. Nivaldo Luiz Pessinatti

Diretor do BS-Brasil

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Wednesday, 04 September 2013 08:53

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.