O que é cidadania digital?

Tuesday, 17 March 2020 18:03 Written by  Ir. Márcia Koffermann, FMA
O que é cidadania digital? iStock.com
“Não basta trabalhar para que exista um maior acesso às tecnologias, ou para que se tenha as habilidades necessárias para utilizá-las com êxito; é preciso que a pessoa as utilize de forma apropriada e responsável.”    

Um dos papéis importantes dos ambientes educativos é a formação para a cidadania enquanto capacidade de compreensão e vivência dos direitos e deveres de cidadão perante o Estado ou a sociedade. Pode-se dizer que já existe um consenso sobre a importância de trabalhar continuamente sobre esta temática.

 

Com o advento da sociedade da informação, o conceito de cidadania se amplia e se torna necessário falar em cidadania digital, o que, conforme Mike Ribble em seu livro Digital Citizenship in Schools, Nine Elements All Students Should Know, seria: o conjunto de “normas de comportamento apropriado e responsável em relação ao uso da tecnologia”. Ou seja: não basta trabalhar para que exista um maior acesso às tecnologias, ou para que se tenha as habilidades necessárias para utilizá-las com êxito; é preciso que a pessoa as utilize de forma apropriada e responsável, e isso precisa ser ensinado.

 

Respeitar, educar e proteger

Hoje, quando se fala em ensino e aprendizagem, busca-se não apenas fazer com que a criança domine teoricamente um conteúdo; ela precisa vivenciar a sua aplicabilidade, fazer, exercitar, desenvolver habilidades que lhe permitam agir com liberdade e conhecimento sobre determinada questão.

 

O mesmo vale para o uso das tecnologias. Segundo Mike Ribble, é necessário que na escola seja permitido exercitar três aspectos importantes da cidadania digital: respeitar, educar e proteger. A repetição desses três princípios ao longo do currículo ajudará alunos e professores a entenderem como se tornar usuários mais responsáveis diante das tecnologias.

 

Esses três tópicos não são ensinados de uma vez, mas precisam ser repetidos ao longo do currículo de modo que, após algum tempo, eles se tornem automáticos para a criança, o adolescente e o jovem.

 

Elementos para serem trabalhados na escola

Para detalhar melhor o que se entende por cidadania digital, o autor apresenta nove elementos que precisam ser trabalhados na escola, conforme veremos a seguir:

  1. Acesso digital - Participação eletrônica completa na sociedade. Todos os usuários podem participar de uma sociedade digital em níveis aceitáveis, se quiserem?
  2. Comércio digital - Compra e venda eletrônica de produtos. Os usuários têm o conhecimento e a proteção para comprar e vender no mundo digital?
  3. Comunicação digital - Troca eletrônica de informações. Os usuários entendem os vários métodos de comunicação digital e quando cada um é apropriado?
  4. Alfabetização digital - Processo de ensino e aprendizagem sobre tecnologia e uso da tecnologia. Os usuários reservaram algum tempo para aprender sobre tecnologias digitais e compartilhar esse conhecimento com outras pessoas?
  5. Etiqueta digital - Padrões eletrônicos de conduta ou procedimento. Os usuários consideram as outras pessoas ao usar as tecnologias digitais?
  6. Direito digital - Responsabilidade eletrônica por ações. Os usuários estão cientes das leis (regras, políticas) que governam o uso de tecnologias digitais?
  7. Direitos e responsabilidades digitais - Esses requisitos e liberdades se estendem a todos no mundo digital. Os usuários estão prontos para proteger os direitos de terceiros e defender seus próprios direitos digitais?
  8. Saúde e bem-estar digital - Bem-estar físico e psicológico no mundo da tecnologia digital. Os usuários consideram os riscos (físicos e psicológicos) ao usar tecnologias digitais?
  9. Segurança digital - Precauções eletrônicas para garantir a segurança. Os usuários reservam um tempo para proteger suas informações enquanto tomam precauções para proteger os dados de outras pessoas?

 

Esses nove elementos e suas principais questões formam a espinha dorsal da cidadania digital e precisam estar entranhados no currículo ao longo do tempo em todas as disciplinas. A ideia é que todos os usuários da tecnologia devem agir e ensinar os outros de maneira apropriada. Esses devem ser os deveres de todos os cidadãos digitais em uma sociedade democrática e participativa.

 

Irmã Márcia Koffermann, FMA, é diretora-executiva da Rede Salesiana Brasil de Comunicação (RSB-Comunicação).

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


O que é cidadania digital?

Tuesday, 17 March 2020 18:03 Written by  Ir. Márcia Koffermann, FMA
O que é cidadania digital? iStock.com
“Não basta trabalhar para que exista um maior acesso às tecnologias, ou para que se tenha as habilidades necessárias para utilizá-las com êxito; é preciso que a pessoa as utilize de forma apropriada e responsável.”    

Um dos papéis importantes dos ambientes educativos é a formação para a cidadania enquanto capacidade de compreensão e vivência dos direitos e deveres de cidadão perante o Estado ou a sociedade. Pode-se dizer que já existe um consenso sobre a importância de trabalhar continuamente sobre esta temática.

 

Com o advento da sociedade da informação, o conceito de cidadania se amplia e se torna necessário falar em cidadania digital, o que, conforme Mike Ribble em seu livro Digital Citizenship in Schools, Nine Elements All Students Should Know, seria: o conjunto de “normas de comportamento apropriado e responsável em relação ao uso da tecnologia”. Ou seja: não basta trabalhar para que exista um maior acesso às tecnologias, ou para que se tenha as habilidades necessárias para utilizá-las com êxito; é preciso que a pessoa as utilize de forma apropriada e responsável, e isso precisa ser ensinado.

 

Respeitar, educar e proteger

Hoje, quando se fala em ensino e aprendizagem, busca-se não apenas fazer com que a criança domine teoricamente um conteúdo; ela precisa vivenciar a sua aplicabilidade, fazer, exercitar, desenvolver habilidades que lhe permitam agir com liberdade e conhecimento sobre determinada questão.

 

O mesmo vale para o uso das tecnologias. Segundo Mike Ribble, é necessário que na escola seja permitido exercitar três aspectos importantes da cidadania digital: respeitar, educar e proteger. A repetição desses três princípios ao longo do currículo ajudará alunos e professores a entenderem como se tornar usuários mais responsáveis diante das tecnologias.

 

Esses três tópicos não são ensinados de uma vez, mas precisam ser repetidos ao longo do currículo de modo que, após algum tempo, eles se tornem automáticos para a criança, o adolescente e o jovem.

 

Elementos para serem trabalhados na escola

Para detalhar melhor o que se entende por cidadania digital, o autor apresenta nove elementos que precisam ser trabalhados na escola, conforme veremos a seguir:

  1. Acesso digital - Participação eletrônica completa na sociedade. Todos os usuários podem participar de uma sociedade digital em níveis aceitáveis, se quiserem?
  2. Comércio digital - Compra e venda eletrônica de produtos. Os usuários têm o conhecimento e a proteção para comprar e vender no mundo digital?
  3. Comunicação digital - Troca eletrônica de informações. Os usuários entendem os vários métodos de comunicação digital e quando cada um é apropriado?
  4. Alfabetização digital - Processo de ensino e aprendizagem sobre tecnologia e uso da tecnologia. Os usuários reservaram algum tempo para aprender sobre tecnologias digitais e compartilhar esse conhecimento com outras pessoas?
  5. Etiqueta digital - Padrões eletrônicos de conduta ou procedimento. Os usuários consideram as outras pessoas ao usar as tecnologias digitais?
  6. Direito digital - Responsabilidade eletrônica por ações. Os usuários estão cientes das leis (regras, políticas) que governam o uso de tecnologias digitais?
  7. Direitos e responsabilidades digitais - Esses requisitos e liberdades se estendem a todos no mundo digital. Os usuários estão prontos para proteger os direitos de terceiros e defender seus próprios direitos digitais?
  8. Saúde e bem-estar digital - Bem-estar físico e psicológico no mundo da tecnologia digital. Os usuários consideram os riscos (físicos e psicológicos) ao usar tecnologias digitais?
  9. Segurança digital - Precauções eletrônicas para garantir a segurança. Os usuários reservam um tempo para proteger suas informações enquanto tomam precauções para proteger os dados de outras pessoas?

 

Esses nove elementos e suas principais questões formam a espinha dorsal da cidadania digital e precisam estar entranhados no currículo ao longo do tempo em todas as disciplinas. A ideia é que todos os usuários da tecnologia devem agir e ensinar os outros de maneira apropriada. Esses devem ser os deveres de todos os cidadãos digitais em uma sociedade democrática e participativa.

 

Irmã Márcia Koffermann, FMA, é diretora-executiva da Rede Salesiana Brasil de Comunicação (RSB-Comunicação).

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.