Jovem Carlo Acutis será beatificado em 10 de outubro

Tuesday, 06 October 2020 16:13 Written by  ACI Digital e Portal G1 da Globo
O jovem Carlos Acutis, conhecido como 'padroeiro da internet', será beatificado pelo Vaticano, que reconheceu como milagre a cura de uma criança brasileira que tocou numa relíquia do adolescente italiano.


Carlo Acutis é um adolescente italiano que morreu em 2006 e será beatificado no dia 10 de outubro, em Assis, terra de São Francisco. A vida de Acutis, que adorava videogames e programação de computadores, amante do futebol e da Eucaristia, despertou grande interesse em todo o mundo.

Carlo Acutis nasceu em 3 de maio de 1991 em Londres, Inglaterra, onde seus pais trabalhavam. Alguns meses depois, seus pais Andrea Acutis e Antonia Salzano se mudaram com ele para Milão.

Quando adolescente, Carlo foi diagnosticado com leucemia. Ofereceu seus sofrimentos “pelo Senhor, pelo Papa e pela Igreja”.

Morreu em 12 de outubro de 2006, dia de Nossa Senhora Aparecida. Pediu para ser sepultado em Assis, devido ao grande amor que nutria por São Francisco.

Depois de sua morte, o padre Marcelo Tenório, da Paróquia São Sebastião, em Campo Grande, passou a realizar a missa anual de Nossa Senhora Aparecida sempre com a exposição de uma roupa que teria sangue do italiano.

Em uma dessas missas, no ano de 2010, um avô desesperado com o diagnóstico do neto doente o levou até a paróquia. Segundo a família, o garoto foi curado após tocar a vestimenta.

Sua causa de beatificação e canonização foi aberta em 2013. E, em 2018, ele foi declarado venerável.

Desde muito jovem, Carlo demonstrou um amor especial por Deus, embora seus pais não fossem especialmente devotos. Sua mãe dizia que antes de Carlo, só foi à missa em sua primeira comunhão, crisma e matrimônio.

Carlo também amava de rezar o terço. Depois da primeira comunhão, ia à missa com frequência e ficava rezando na Hora Santa depois da Eucaristia. Confessava-se uma vez por semana.

Pedia aos seus pais que o levassem em peregrinação aos lugares dos santos e aos locais dos milagres eucarísticos.

O seu testemunho de fé conduziu a uma profunda conversão da mãe porque, segundo o sacerdote que promove a sua causa, “ele conseguiu aproximar seus familiares, seus pais, à missa diariamente. Não foi ao contrário, não foram os pais que levaram o pequeno à missa, mas era ele quem ia à missa e que convenceu os outros a receber a eucaristia todos os dias”.

Era conhecido por defender as crianças de sua escola que sofriam bullying, especialmente crianças com deficiência. Quando os pais de um amigo estavam se divorciando, Carlo fez o possível para incluí-lo na vida familiar dos Acutis.

Promoveu os milagres eucarísticos, especialmente por meio de um site que criou para esse fim. Lá, dizia às pessoas que “quanto mais frequente for a nossa recepção da eucaristia, mais seremos como Jesus. E nesta terra poderemos antecipar o Céu”.

Quando Carlo adoeceu, sua vida de fé aumentou. Tinha toda a intenção de oferecer o seu sofrimento pela Igreja, pelo Papa e pelos enfermos.

O corpo de Acutis repousa em uma urna de vidro onde pode ser venerado pelos peregrinos até o dia 17 de outubro. Devido a pandemia, a diocese local afirmou que espalhará telões em várias partes da cidade de Assis.

Ele está vestido com jeans e um par de tênis Nike, as roupas que costumava usar.

 

Fonte: Com informações ACI Digital e Portal G1

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 06 October 2020 16:20

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Jovem Carlo Acutis será beatificado em 10 de outubro

Tuesday, 06 October 2020 16:13 Written by  ACI Digital e Portal G1 da Globo
O jovem Carlos Acutis, conhecido como 'padroeiro da internet', será beatificado pelo Vaticano, que reconheceu como milagre a cura de uma criança brasileira que tocou numa relíquia do adolescente italiano.


Carlo Acutis é um adolescente italiano que morreu em 2006 e será beatificado no dia 10 de outubro, em Assis, terra de São Francisco. A vida de Acutis, que adorava videogames e programação de computadores, amante do futebol e da Eucaristia, despertou grande interesse em todo o mundo.

Carlo Acutis nasceu em 3 de maio de 1991 em Londres, Inglaterra, onde seus pais trabalhavam. Alguns meses depois, seus pais Andrea Acutis e Antonia Salzano se mudaram com ele para Milão.

Quando adolescente, Carlo foi diagnosticado com leucemia. Ofereceu seus sofrimentos “pelo Senhor, pelo Papa e pela Igreja”.

Morreu em 12 de outubro de 2006, dia de Nossa Senhora Aparecida. Pediu para ser sepultado em Assis, devido ao grande amor que nutria por São Francisco.

Depois de sua morte, o padre Marcelo Tenório, da Paróquia São Sebastião, em Campo Grande, passou a realizar a missa anual de Nossa Senhora Aparecida sempre com a exposição de uma roupa que teria sangue do italiano.

Em uma dessas missas, no ano de 2010, um avô desesperado com o diagnóstico do neto doente o levou até a paróquia. Segundo a família, o garoto foi curado após tocar a vestimenta.

Sua causa de beatificação e canonização foi aberta em 2013. E, em 2018, ele foi declarado venerável.

Desde muito jovem, Carlo demonstrou um amor especial por Deus, embora seus pais não fossem especialmente devotos. Sua mãe dizia que antes de Carlo, só foi à missa em sua primeira comunhão, crisma e matrimônio.

Carlo também amava de rezar o terço. Depois da primeira comunhão, ia à missa com frequência e ficava rezando na Hora Santa depois da Eucaristia. Confessava-se uma vez por semana.

Pedia aos seus pais que o levassem em peregrinação aos lugares dos santos e aos locais dos milagres eucarísticos.

O seu testemunho de fé conduziu a uma profunda conversão da mãe porque, segundo o sacerdote que promove a sua causa, “ele conseguiu aproximar seus familiares, seus pais, à missa diariamente. Não foi ao contrário, não foram os pais que levaram o pequeno à missa, mas era ele quem ia à missa e que convenceu os outros a receber a eucaristia todos os dias”.

Era conhecido por defender as crianças de sua escola que sofriam bullying, especialmente crianças com deficiência. Quando os pais de um amigo estavam se divorciando, Carlo fez o possível para incluí-lo na vida familiar dos Acutis.

Promoveu os milagres eucarísticos, especialmente por meio de um site que criou para esse fim. Lá, dizia às pessoas que “quanto mais frequente for a nossa recepção da eucaristia, mais seremos como Jesus. E nesta terra poderemos antecipar o Céu”.

Quando Carlo adoeceu, sua vida de fé aumentou. Tinha toda a intenção de oferecer o seu sofrimento pela Igreja, pelo Papa e pelos enfermos.

O corpo de Acutis repousa em uma urna de vidro onde pode ser venerado pelos peregrinos até o dia 17 de outubro. Devido a pandemia, a diocese local afirmou que espalhará telões em várias partes da cidade de Assis.

Ele está vestido com jeans e um par de tênis Nike, as roupas que costumava usar.

 

Fonte: Com informações ACI Digital e Portal G1

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 06 October 2020 16:20

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.