Três dicas de evangelização que Dom Bosco nos ensina

Sexta, 28 Janeiro 2022 17:58 Escrito por  Inspetoria Salesiana São Pio X
Um dia alguém teve coragem de dizer sim para nos evangelizar e nos apresentar o Evangelho e a fé.


Evangelizar nem sempre é uma tarefa fácil, temos nossos medos e dificuldades, quando o assunto é evangelização.

São João Bosco, fundador dos Salesianos, tinha consciência do chamado que havia recebido, para anunciar o amor de Deus.

Dom Bosco tinha um forte compromisso com a evangelização. Veja três dicas do santo fundador da Congregação Salesiana para você evangelizar.

 

Acredite nos jovens

O desejo de levar o amor de Deus aos jovens foi um dos propósitos de vida de Dom Bosco. Ainda quando era um jovem sacerdote, o santo decidiu que faria algo para evangelizar e ajudar jovens, principalmente os mais pobres.

Desse modo, após pensar no modo como trabalharia com os jovens, decidiu criar oratórios para atrair os jovens para Deus.

Assim, os oratórios se tornaram lugar de encontro com Deus e de desenvolvimento dos jovens.

Dom Bosco queria aproveitar o potencial dos jovens, aquilo que tinham de melhor, para que se tornassem adultos íntegros. Dessa maneira, com o intuito de desenvolver cada jovem que o Senhor lhe confiava, criou uma escola profissionalizante para lhes ensinar uma habilidade.

Podemos pensar que é desafiante a evangelização dos jovens, mas será que já tentamos outras vias?

Por exemplo: criar uma oficina de teatro para ensinar os jovens a atuar e, nos momentos iniciais e finais, sempre ter uma oração. Outro exemplo seria abrir uma turma de reforço escolar para jovens carentes e aproveitar para ensinar-lhes uma nova habilidade.

Acreditar nos jovens e fazer algo por eles é uma sabedoria para que o anúncio e o amor de Deus cheguem ao coração da juventude.

O santo fundador dos Salesianos esteve perto e ensinou muitas coisas por meio do seu exemplo de vida. Afinal, o testemunho de vida arrasta as pessoas para Deus.

Somos enriquecidos quando evangelizamos os mais pobres

Amar os pobres e os mais necessitados era uma urgência para São João Bosco. O santo olhava para eles e sentia que precisava fazer algo.

No Evangelho, Jesus nos disse: “Pobres vós tereis sempre convosco” Mt 26,11. Ao dizer isto, Jesus não está normatizando a pobreza, mas nos falando de amor.

Portanto, Dom Bosco encontrou nos mais pobres uma oportunidade de encontrar o Senhor. Os pobres participam das dores de Cristo em seus sofrimentos diários, por isso estão unidos ao Senhor.

Desse modo, quando nos aproximamos dos pobres, estamos nos aproximando do próprio Jesus e do seu mistério de dor e amor.

Assim, aproximamo-nos para oferecer-lhes algo, mas, na verdade, nós é que acabamos recebendo.

A experiência que um pobre nos passa sobre a simplicidade, o verdadeiro valor da vida e sobre o que é essencial para vida toca nosso coração.

Desse modo, experimentar a fé de um pobre gera conversão em nossos corações. Pois, eles não têm nada e continuam acreditando no amor e na bondade divina. Dom Bosco nos ensina então que, quando evangelizamos um pobre, somos nós os maiores beneficiados.

Deus quer o nosso sim para evangelizar

O coração do fundador dos Salesianos estava na evangelização e nos planos que Deus tinha para sua vida e a de tantos.

Dom Bosco acreditava, de todo coração, que Deus lhe havia dado uma missão e ele precisava trabalhar para cumpri-la.

Muitas vezes sentimos medo ao sermos chamados para uma missão ou para evangelizar, até mesmo no dia a dia, pessoas que encontramos.

No entanto, precisamos acreditar que o Senhor está nos chamando e nos enviando para uma missão. Por ser divina, essa missão sempre será maior do que nossa humanidade, sempre será grandiosa.

Dom Bosco abriu mão dos seus sonhos para fazer o que Deus estava inspirando em seu coração para ser realizado.

Com fé e esperança, Dom Bosco acreditou nos planos de Deus para a evangelização dos jovens e dos mais pobres.

Aprendamos com ele, então, que é preciso acreditar e ter fé no que Deus está colocando em nosso coração. Deus pode estar nos chamando para um projeto de evangelização que vai mudar a vida de muitos.

Acreditemos, assim como Dom Bosco, que a evangelização e a missão precisam fazer parte da nossa vida.

Os jovens e os mais pobres tiveram especial atenção por Dom Bosco, pelo chamado que ele recebeu. Deus também pode estar nos enviando a tantos homens, mulheres, jovens, crianças e idosos com outros sofrimentos.

 Da nossa parte, precisamos dizer sim ao chamado de Deus para nossas vidas e contar com o auxílio da sua graça.


Fonte: Inspetoria Salesiana São Pio X

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 28 Janeiro 2022 18:23

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Três dicas de evangelização que Dom Bosco nos ensina

Sexta, 28 Janeiro 2022 17:58 Escrito por  Inspetoria Salesiana São Pio X
Um dia alguém teve coragem de dizer sim para nos evangelizar e nos apresentar o Evangelho e a fé.


Evangelizar nem sempre é uma tarefa fácil, temos nossos medos e dificuldades, quando o assunto é evangelização.

São João Bosco, fundador dos Salesianos, tinha consciência do chamado que havia recebido, para anunciar o amor de Deus.

Dom Bosco tinha um forte compromisso com a evangelização. Veja três dicas do santo fundador da Congregação Salesiana para você evangelizar.

 

Acredite nos jovens

O desejo de levar o amor de Deus aos jovens foi um dos propósitos de vida de Dom Bosco. Ainda quando era um jovem sacerdote, o santo decidiu que faria algo para evangelizar e ajudar jovens, principalmente os mais pobres.

Desse modo, após pensar no modo como trabalharia com os jovens, decidiu criar oratórios para atrair os jovens para Deus.

Assim, os oratórios se tornaram lugar de encontro com Deus e de desenvolvimento dos jovens.

Dom Bosco queria aproveitar o potencial dos jovens, aquilo que tinham de melhor, para que se tornassem adultos íntegros. Dessa maneira, com o intuito de desenvolver cada jovem que o Senhor lhe confiava, criou uma escola profissionalizante para lhes ensinar uma habilidade.

Podemos pensar que é desafiante a evangelização dos jovens, mas será que já tentamos outras vias?

Por exemplo: criar uma oficina de teatro para ensinar os jovens a atuar e, nos momentos iniciais e finais, sempre ter uma oração. Outro exemplo seria abrir uma turma de reforço escolar para jovens carentes e aproveitar para ensinar-lhes uma nova habilidade.

Acreditar nos jovens e fazer algo por eles é uma sabedoria para que o anúncio e o amor de Deus cheguem ao coração da juventude.

O santo fundador dos Salesianos esteve perto e ensinou muitas coisas por meio do seu exemplo de vida. Afinal, o testemunho de vida arrasta as pessoas para Deus.

Somos enriquecidos quando evangelizamos os mais pobres

Amar os pobres e os mais necessitados era uma urgência para São João Bosco. O santo olhava para eles e sentia que precisava fazer algo.

No Evangelho, Jesus nos disse: “Pobres vós tereis sempre convosco” Mt 26,11. Ao dizer isto, Jesus não está normatizando a pobreza, mas nos falando de amor.

Portanto, Dom Bosco encontrou nos mais pobres uma oportunidade de encontrar o Senhor. Os pobres participam das dores de Cristo em seus sofrimentos diários, por isso estão unidos ao Senhor.

Desse modo, quando nos aproximamos dos pobres, estamos nos aproximando do próprio Jesus e do seu mistério de dor e amor.

Assim, aproximamo-nos para oferecer-lhes algo, mas, na verdade, nós é que acabamos recebendo.

A experiência que um pobre nos passa sobre a simplicidade, o verdadeiro valor da vida e sobre o que é essencial para vida toca nosso coração.

Desse modo, experimentar a fé de um pobre gera conversão em nossos corações. Pois, eles não têm nada e continuam acreditando no amor e na bondade divina. Dom Bosco nos ensina então que, quando evangelizamos um pobre, somos nós os maiores beneficiados.

Deus quer o nosso sim para evangelizar

O coração do fundador dos Salesianos estava na evangelização e nos planos que Deus tinha para sua vida e a de tantos.

Dom Bosco acreditava, de todo coração, que Deus lhe havia dado uma missão e ele precisava trabalhar para cumpri-la.

Muitas vezes sentimos medo ao sermos chamados para uma missão ou para evangelizar, até mesmo no dia a dia, pessoas que encontramos.

No entanto, precisamos acreditar que o Senhor está nos chamando e nos enviando para uma missão. Por ser divina, essa missão sempre será maior do que nossa humanidade, sempre será grandiosa.

Dom Bosco abriu mão dos seus sonhos para fazer o que Deus estava inspirando em seu coração para ser realizado.

Com fé e esperança, Dom Bosco acreditou nos planos de Deus para a evangelização dos jovens e dos mais pobres.

Aprendamos com ele, então, que é preciso acreditar e ter fé no que Deus está colocando em nosso coração. Deus pode estar nos chamando para um projeto de evangelização que vai mudar a vida de muitos.

Acreditemos, assim como Dom Bosco, que a evangelização e a missão precisam fazer parte da nossa vida.

Os jovens e os mais pobres tiveram especial atenção por Dom Bosco, pelo chamado que ele recebeu. Deus também pode estar nos enviando a tantos homens, mulheres, jovens, crianças e idosos com outros sofrimentos.

 Da nossa parte, precisamos dizer sim ao chamado de Deus para nossas vidas e contar com o auxílio da sua graça.


Fonte: Inspetoria Salesiana São Pio X

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Sexta, 28 Janeiro 2022 18:23

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.