Voluntárias de Dom Bosco se encontram em Roma

Thursday, 25 July 2013 13:43 Written by  ANS
Durante a VII Assembleia Geral das Voluntárias de Dom Bosco (VDB), em curso nestes dias na Casa Geral dos Salesianos, em Roma, fizemos algumas perguntas à Conselheira Central para a Vida Salesiana, Ir. Maria Dominique Mwema, a fim de compreender melhor o empenho que distingue as consagradas do Instituto.

A Assembleia Geral dedica-se ao tema da Formação Permanente. Como é estruturado o percurso formativo das VDB?


"Nós, VDB, não vivemos em comunidade, mas vivemos a vida em comunhão.Cada voluntária tem um grupo ao qual faz referência para levar a cabo toda a sua formação. Esse caminho formativo abraça todas as dimensões da pessoa. O Instituto põe à disposição da VDB as mediações e os instrumentos para fazer com que cada pessoa caminhe na descoberta e no desenvolvimento do Projeto de felicidade que Deus lhe propõe e que com plena liberdade assumiu para realizar. Quando uma jovem se sente chamada a viver este estilo salesiano de vida, inicia um período de conhecimento durante o qual se encontra com um Sacerdote salesiano e uma Voluntária, que a acompanham nesse seu discernimento vocacional."

As VDB vivem a própria consagração na discrição. De que modo conseguem cultivar novas vocações?

"A reserva é um aspecto muito importante na vocação dos Institutos Seculares e consiste em manter uma prudente discrição sobre a própria consagração, para viver no mundo, imersas nas mais variadas realidades, como o sal que dá sabor, ainda que ele não se veja.  A vocação é uma aliança entre Deus e a pessoa humana, e Ele não precisa de ‘agente’! Se faz encontrar por quem Ele escolhe para uma missão. É assim que existem mil maneiras  desse caminho se tornar conhecido: pode ser por meio de um salesiano, de uma FMA, de algum membro da FS; ou por meio das publicações salesianas ou dos diversos sítios, ou 'sites', WEB; mas também acompanhando nós mesmas, com discrição, no seu discernimento, as jovens com as quais trabalhamos."

E relativamente ao vosso apostolado no mundo da cultura e da mídia?

"Dom Bosco é sempre lembrado como o Santo dos Jovens: e o empenho na comunicação não foi por certo um campo secundário na sua atuação! Além disso, para estar no mundo, devemos usar das linguagens e dos meios mais avançados, porque como salesianas, devemos anunciar o Evangelho, antes de tudo, aos jovens, com os meios que eles utilizam. É normal, pois, e quase um dever de mulher da Igreja do novo século, que as VDB usem computadores, ‘facebooks’ ou ‘twitters’, porque devem enfrentar os novos desafios pela nova evangelização."

 

Fonte: ANS

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 28 August 2014 17:48

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Voluntárias de Dom Bosco se encontram em Roma

Thursday, 25 July 2013 13:43 Written by  ANS
Durante a VII Assembleia Geral das Voluntárias de Dom Bosco (VDB), em curso nestes dias na Casa Geral dos Salesianos, em Roma, fizemos algumas perguntas à Conselheira Central para a Vida Salesiana, Ir. Maria Dominique Mwema, a fim de compreender melhor o empenho que distingue as consagradas do Instituto.

A Assembleia Geral dedica-se ao tema da Formação Permanente. Como é estruturado o percurso formativo das VDB?


"Nós, VDB, não vivemos em comunidade, mas vivemos a vida em comunhão.Cada voluntária tem um grupo ao qual faz referência para levar a cabo toda a sua formação. Esse caminho formativo abraça todas as dimensões da pessoa. O Instituto põe à disposição da VDB as mediações e os instrumentos para fazer com que cada pessoa caminhe na descoberta e no desenvolvimento do Projeto de felicidade que Deus lhe propõe e que com plena liberdade assumiu para realizar. Quando uma jovem se sente chamada a viver este estilo salesiano de vida, inicia um período de conhecimento durante o qual se encontra com um Sacerdote salesiano e uma Voluntária, que a acompanham nesse seu discernimento vocacional."

As VDB vivem a própria consagração na discrição. De que modo conseguem cultivar novas vocações?

"A reserva é um aspecto muito importante na vocação dos Institutos Seculares e consiste em manter uma prudente discrição sobre a própria consagração, para viver no mundo, imersas nas mais variadas realidades, como o sal que dá sabor, ainda que ele não se veja.  A vocação é uma aliança entre Deus e a pessoa humana, e Ele não precisa de ‘agente’! Se faz encontrar por quem Ele escolhe para uma missão. É assim que existem mil maneiras  desse caminho se tornar conhecido: pode ser por meio de um salesiano, de uma FMA, de algum membro da FS; ou por meio das publicações salesianas ou dos diversos sítios, ou 'sites', WEB; mas também acompanhando nós mesmas, com discrição, no seu discernimento, as jovens com as quais trabalhamos."

E relativamente ao vosso apostolado no mundo da cultura e da mídia?

"Dom Bosco é sempre lembrado como o Santo dos Jovens: e o empenho na comunicação não foi por certo um campo secundário na sua atuação! Além disso, para estar no mundo, devemos usar das linguagens e dos meios mais avançados, porque como salesianas, devemos anunciar o Evangelho, antes de tudo, aos jovens, com os meios que eles utilizam. É normal, pois, e quase um dever de mulher da Igreja do novo século, que as VDB usem computadores, ‘facebooks’ ou ‘twitters’, porque devem enfrentar os novos desafios pela nova evangelização."

 

Fonte: ANS

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Thursday, 28 August 2014 17:48

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.