Nicolás García Mayor: entre os 10 mais no mundo

Monday, 12 January 2015 11:26 Written by  InfoANS
Nicolás García Mayor: entre os 10 mais no mundo Córdoba Times
Nicolás García Mayor tem 35 anos, designer industrial e foi nomeado pela Câmara Juvenil Internacional um dos 10 jovens excepcionais em circulação pelo mundo por sua contribuição às crianças, à paz no mundo e aos Direitos Humanos. Laureado em 2001, viveu dois anos na repartição de radiologia de uma clínica abandonada, porque não podia pagar o aluguel. Recentemente falou na ONU e foi recebido pelo Papa. A sua história ensina quanto o empenho dos jovens pode contribuir para o bem comum e de como é necessário apoiar-lhes os esforços.

O que torna Nicolás García Mayor excepcional é o sistema de urbanização imediata que ele idealizou, de aplicar-se nos casos de calamidades naturais, como terremotos ou inundações, e que permite às pessoas atingidas achar, quase que instantaneamente, um refúgio, alimentar-se, dormir, enquanto as autoridades trabalham para restaurar a normalidade. Trata-se de um módulo realizado com materiais que isolam do frio e da umidade: compreende um ‘kit’ de sobrevivência, que pode ser montado em 11 minutos e que é transportado facilmente, porque, fechado, é leve e pode-se empilhar.

“A ideia é que seja uma espécie de caixa com asas laterais, na qual se cria um espaço de cerca de 14m², onde podem viver até 10 pessoas. Esses mesmos módulos são integráveis, podendo-se montar também hospitais ou escolas”, explica García Mayor à Rádio 10.

Depois de apresentar o projeto, o designer industrial emigrou para a Espanha e foi trabalhar em diferentes empresas importantes de Barcelona, mas depois decidiu voltar à sua pátria: “Passei a viver em uma clínica abandonada à margem do Mediterrâneo; sentia eu ali que estava salvando somente a mim mesmo, e não podia ficar longe da minha família e da Argentina, cuja ligação é de um sentimento muito profundo”.

Voltando à Argentina, à sua cidade natal, Bahía Blanca, recomeçou do zero, até que em 2012 recebeu um e-mail da unidade de compra da ONU para apresentar a sua velha tese/projeto de auxílio humanitário. Depois de 15 dias foi convidado a ir a Washington para apresentá-la a diversas Organizações.

A ideia agradou a muitos, porque o sistema de urbanização de emergência seria útil também para os mais de 50 milhões de refugiados presentes no mundo, por causa das guerras.

“Aprendi o inglês para poder apresentar o projeto. E depois me disseram que minha ideia era incrível, que fazia 20 anos que buscavam algo semelhante, que queriam uma notável quantidade desses produtos”,  recordou García Mayor. Expliquei que era uma tese de láurea em busca de apoio e me responderam: ‘Bem! Disso se ocupará o mundo, porque nós queremos que você venha à Assembleia da ONU para que todos os presidentes a conheçam. É algo que merece um filme’.

Antes de falar às Nações Unidas, o jovem argentino recebeu uma nova surpresa: um e‘-mail da Nunciatura do Vaticano. “Haviam-me organizado um encontro com o Papa, assim fui e… papeei com o Papa Francisco; a certa altura, enquanto apresentava o projeto, me dei conta de que estava mesmo a falar com o Papa. Em Roma!”.

 

InfoANS

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 13 January 2015 13:58

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Nicolás García Mayor: entre os 10 mais no mundo

Monday, 12 January 2015 11:26 Written by  InfoANS
Nicolás García Mayor: entre os 10 mais no mundo Córdoba Times
Nicolás García Mayor tem 35 anos, designer industrial e foi nomeado pela Câmara Juvenil Internacional um dos 10 jovens excepcionais em circulação pelo mundo por sua contribuição às crianças, à paz no mundo e aos Direitos Humanos. Laureado em 2001, viveu dois anos na repartição de radiologia de uma clínica abandonada, porque não podia pagar o aluguel. Recentemente falou na ONU e foi recebido pelo Papa. A sua história ensina quanto o empenho dos jovens pode contribuir para o bem comum e de como é necessário apoiar-lhes os esforços.

O que torna Nicolás García Mayor excepcional é o sistema de urbanização imediata que ele idealizou, de aplicar-se nos casos de calamidades naturais, como terremotos ou inundações, e que permite às pessoas atingidas achar, quase que instantaneamente, um refúgio, alimentar-se, dormir, enquanto as autoridades trabalham para restaurar a normalidade. Trata-se de um módulo realizado com materiais que isolam do frio e da umidade: compreende um ‘kit’ de sobrevivência, que pode ser montado em 11 minutos e que é transportado facilmente, porque, fechado, é leve e pode-se empilhar.

“A ideia é que seja uma espécie de caixa com asas laterais, na qual se cria um espaço de cerca de 14m², onde podem viver até 10 pessoas. Esses mesmos módulos são integráveis, podendo-se montar também hospitais ou escolas”, explica García Mayor à Rádio 10.

Depois de apresentar o projeto, o designer industrial emigrou para a Espanha e foi trabalhar em diferentes empresas importantes de Barcelona, mas depois decidiu voltar à sua pátria: “Passei a viver em uma clínica abandonada à margem do Mediterrâneo; sentia eu ali que estava salvando somente a mim mesmo, e não podia ficar longe da minha família e da Argentina, cuja ligação é de um sentimento muito profundo”.

Voltando à Argentina, à sua cidade natal, Bahía Blanca, recomeçou do zero, até que em 2012 recebeu um e-mail da unidade de compra da ONU para apresentar a sua velha tese/projeto de auxílio humanitário. Depois de 15 dias foi convidado a ir a Washington para apresentá-la a diversas Organizações.

A ideia agradou a muitos, porque o sistema de urbanização de emergência seria útil também para os mais de 50 milhões de refugiados presentes no mundo, por causa das guerras.

“Aprendi o inglês para poder apresentar o projeto. E depois me disseram que minha ideia era incrível, que fazia 20 anos que buscavam algo semelhante, que queriam uma notável quantidade desses produtos”,  recordou García Mayor. Expliquei que era uma tese de láurea em busca de apoio e me responderam: ‘Bem! Disso se ocupará o mundo, porque nós queremos que você venha à Assembleia da ONU para que todos os presidentes a conheçam. É algo que merece um filme’.

Antes de falar às Nações Unidas, o jovem argentino recebeu uma nova surpresa: um e‘-mail da Nunciatura do Vaticano. “Haviam-me organizado um encontro com o Papa, assim fui e… papeei com o Papa Francisco; a certa altura, enquanto apresentava o projeto, me dei conta de que estava mesmo a falar com o Papa. Em Roma!”.

 

InfoANS

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 13 January 2015 13:58

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.