Salesianos se empenham para ajudar população refugiada

Friday, 23 September 2016 12:33 Written by  InfoANS
Salesianos se empenham para ajudar população refugiada InfoANS
O campo de refugiados de Pugnido, o mais antigo da região de Gambela, na Etiópia ocidental, reúne cerca de 60.000 pessoas, a maior parte foi vítima de violências durante o conflito no Sudão do Sul. Desde 2006 essa missão dos salesianos cresceu e se desenvolveu a fim de melhor atender às carências da crescente população de refugiados, e dos que vivem nos seus arredores.

Não longe de Pugnido está Jikawo, povoado que no mês de abril foi atacado, causando 208 mortos, seqüestrando, além disso, 100 crianças. Os sobreviventes encontram-se agora no campo de refugiados, assistidos pelos missionários salesianos de Pugnido. “O pior passou. E as crianças estão sendo devolvidas às famílias”, conta o padre Giorgio Pontiggia, salesiano missionário do campo de refugiados. É um contínuo e repetido pesadelo esse e de grande importância”.

 

Entretanto, os Salesianos continuam o trabalho educativo e de evangelização com os jovens. O objetivo é garantir que os jovens tenham a maior parte das suas carências básicas atendida, a fim de que possam assim concentrar-se na educação que recebem e consigam as habilitações necessárias para ter e manter  um emprego.

 

São notáveis os desafios enfrentados pelos SDB em Pugnido para garantir a todas as crianças acesso a educação, à alimentação, a água potável, ao cuidado da saúde. Na missão salesiana, como queria Dom Bosco, os jovens são os protagonistas: “Eles possuem uma força incrível de vida e transmitem intensa alegria e amor”, relata o padre Pontiggia.

 

A missão de Pugnido cresceu e se desenvolveu graças aos auxílios de inúmeros benfeitores: “Em nome desses jovens lhes agradecemos; o seu apoio dá-nos a oportunidade de ajudar a toda essa gente a crescer. Uma infinita gratidão se dirige também àqueles que nos ajudam rezando. É uma ponte invisível, mas forte, que nos mantém unidos”, conclui o salesiano missionário.

 

InfoANS

 

 

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Friday, 23 September 2016 13:08

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Salesianos se empenham para ajudar população refugiada

Friday, 23 September 2016 12:33 Written by  InfoANS
Salesianos se empenham para ajudar população refugiada InfoANS
O campo de refugiados de Pugnido, o mais antigo da região de Gambela, na Etiópia ocidental, reúne cerca de 60.000 pessoas, a maior parte foi vítima de violências durante o conflito no Sudão do Sul. Desde 2006 essa missão dos salesianos cresceu e se desenvolveu a fim de melhor atender às carências da crescente população de refugiados, e dos que vivem nos seus arredores.

Não longe de Pugnido está Jikawo, povoado que no mês de abril foi atacado, causando 208 mortos, seqüestrando, além disso, 100 crianças. Os sobreviventes encontram-se agora no campo de refugiados, assistidos pelos missionários salesianos de Pugnido. “O pior passou. E as crianças estão sendo devolvidas às famílias”, conta o padre Giorgio Pontiggia, salesiano missionário do campo de refugiados. É um contínuo e repetido pesadelo esse e de grande importância”.

 

Entretanto, os Salesianos continuam o trabalho educativo e de evangelização com os jovens. O objetivo é garantir que os jovens tenham a maior parte das suas carências básicas atendida, a fim de que possam assim concentrar-se na educação que recebem e consigam as habilitações necessárias para ter e manter  um emprego.

 

São notáveis os desafios enfrentados pelos SDB em Pugnido para garantir a todas as crianças acesso a educação, à alimentação, a água potável, ao cuidado da saúde. Na missão salesiana, como queria Dom Bosco, os jovens são os protagonistas: “Eles possuem uma força incrível de vida e transmitem intensa alegria e amor”, relata o padre Pontiggia.

 

A missão de Pugnido cresceu e se desenvolveu graças aos auxílios de inúmeros benfeitores: “Em nome desses jovens lhes agradecemos; o seu apoio dá-nos a oportunidade de ajudar a toda essa gente a crescer. Uma infinita gratidão se dirige também àqueles que nos ajudam rezando. É uma ponte invisível, mas forte, que nos mantém unidos”, conclui o salesiano missionário.

 

InfoANS

 

 

 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Friday, 23 September 2016 13:08

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.