Artêmides Zatti será proclamado santo no domingo, 9 de outubro de 2022 Destaque

Segunda, 29 Agosto 2022 14:43 Escrito por  Agência Info Salesiana
“Alegremo-nos e exultemos”, pronunciou o Papa Francisco antes de anunciar o dia em que a Igreja canonizará os dois novos santos: João Batista Scalabrini e Artêmides Zatti, 9 de outubro. A data foi anunciada no sábado, 27 de agosto, na Basílica de São Pedro, durante o Consistório para a votação de algumas causas de beatificação. 


Pouco antes, na Basílica de São Pedro, o prefeito do Dicastério para as Causas dos Santos, o cardeal Marcello Semeraro, havia apresentado os perfis dos dois apóstolos da caridade profundamente dedicados aos doentes, aos últimos, aos migrantes, aos muitos rostos de Cristo sofredor na Terra.

"Exemplos de vida cristã e de santidade", como os definiu o Papa, "a serem propostos a toda a Igreja, especialmente tendo em conta a situação do nosso momento".

Para a Igreja, especialmente na Argentina e na terra natal de Boretto (Reggio Emilia) e para toda a Família Salesiana, esta é uma notícia que enche o coração de alegria.

"O testemunho destes dois beatos, explica o cardeal Semeraro apresentando-os a Francisco, chama a atenção dos crentes em Cristo para o tema dos migrantes" que, como disse várias vezes o Papa, "se integrados, podem ajudar a respirar o ar de uma diversidade que regenera a unidade; podem nutrir o rosto da catolicidade; podem testemunhar a apostolicidade da Igreja; podem gerar histórias de santidade”.

O prefeito, em seguida, descreveu a vida de João Batista Scalabrini e Artêmides Zatti, destacando no primeiro a pastoral em relação aos migrantes, "considerada por muitos como uma profecia de uma Igreja próxima ao povo e seus problemas concretos". No segundo, o ser "um autêntico intérprete do espírito salesiano, com um temperamento afável e a alegria que sempre o acompanhava, mesmo nas circunstâncias mais difíceis".

“Artêmides Zatti viveu tanto a experiência de migrante quanto a da doença, testemunhando o poder salvador da Páscoa e a alegria que caracteriza o estilo de Dom Bosco e que permeia toda a Família Salesiana da qual ele fazia parte. Ele é um modelo de santidade particularmente atual nestes tempos marcados pela pandemia e em que muitos são obrigados a abandonar suas pátrias; por isso sua canonização será uma festa para muitos, um novo santo próximo ao sofrimento e não apenas porque dedicou a vida por eles, mas porque viveu em primeira pessoa a experiência da doença, amadurecendo uma extraordinária sensibilidade para com os doentes e nunca perdendo a esperança e a alegria”, lembrou o padre Pierluigi Cameroni, postulador geral.

Participaram deste evento vários salesianos e membros da Família Salesiana, em comunhão com os cardeais salesianos que se encontravam em Roma, Itália, para o consistório ordinário.

Também a comunidade civil e eclesial de Boretto participou com alegria, como escreveram em um comunicado oficial o prefeito Matteo Benassi e o pároco padre Giancarlo Minotta:

"Vivemos um momento histórico marcado, por um lado, por "tristes paixões" e grandes incertezas, em que se navega à vista na economia, na política e na vida pessoal. Por outro, um tempo que muitas vezes destaca fatos e exemplos negativos e referências ambíguas para nossos jovens. Nesse contexto, a canonização de Artêmides Zatti representa um raio de luz que atravessa o céu nublado. Mostra-nos como não é preciso usar a imaginação para inventar personagens à altura dos nossos desejos mais profundos, que hoje parecem impossíveis de serem vividos, mas que, pelo contrário, na amizade com Cristo e no compromisso do trabalho diário podemos viver à altura desses desejos”.

 

Fonte: Agência Info Salesiana

 

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Segunda, 29 Agosto 2022 16:56

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.


Artêmides Zatti será proclamado santo no domingo, 9 de outubro de 2022 Destaque

Segunda, 29 Agosto 2022 14:43 Escrito por  Agência Info Salesiana
“Alegremo-nos e exultemos”, pronunciou o Papa Francisco antes de anunciar o dia em que a Igreja canonizará os dois novos santos: João Batista Scalabrini e Artêmides Zatti, 9 de outubro. A data foi anunciada no sábado, 27 de agosto, na Basílica de São Pedro, durante o Consistório para a votação de algumas causas de beatificação. 


Pouco antes, na Basílica de São Pedro, o prefeito do Dicastério para as Causas dos Santos, o cardeal Marcello Semeraro, havia apresentado os perfis dos dois apóstolos da caridade profundamente dedicados aos doentes, aos últimos, aos migrantes, aos muitos rostos de Cristo sofredor na Terra.

"Exemplos de vida cristã e de santidade", como os definiu o Papa, "a serem propostos a toda a Igreja, especialmente tendo em conta a situação do nosso momento".

Para a Igreja, especialmente na Argentina e na terra natal de Boretto (Reggio Emilia) e para toda a Família Salesiana, esta é uma notícia que enche o coração de alegria.

"O testemunho destes dois beatos, explica o cardeal Semeraro apresentando-os a Francisco, chama a atenção dos crentes em Cristo para o tema dos migrantes" que, como disse várias vezes o Papa, "se integrados, podem ajudar a respirar o ar de uma diversidade que regenera a unidade; podem nutrir o rosto da catolicidade; podem testemunhar a apostolicidade da Igreja; podem gerar histórias de santidade”.

O prefeito, em seguida, descreveu a vida de João Batista Scalabrini e Artêmides Zatti, destacando no primeiro a pastoral em relação aos migrantes, "considerada por muitos como uma profecia de uma Igreja próxima ao povo e seus problemas concretos". No segundo, o ser "um autêntico intérprete do espírito salesiano, com um temperamento afável e a alegria que sempre o acompanhava, mesmo nas circunstâncias mais difíceis".

“Artêmides Zatti viveu tanto a experiência de migrante quanto a da doença, testemunhando o poder salvador da Páscoa e a alegria que caracteriza o estilo de Dom Bosco e que permeia toda a Família Salesiana da qual ele fazia parte. Ele é um modelo de santidade particularmente atual nestes tempos marcados pela pandemia e em que muitos são obrigados a abandonar suas pátrias; por isso sua canonização será uma festa para muitos, um novo santo próximo ao sofrimento e não apenas porque dedicou a vida por eles, mas porque viveu em primeira pessoa a experiência da doença, amadurecendo uma extraordinária sensibilidade para com os doentes e nunca perdendo a esperança e a alegria”, lembrou o padre Pierluigi Cameroni, postulador geral.

Participaram deste evento vários salesianos e membros da Família Salesiana, em comunhão com os cardeais salesianos que se encontravam em Roma, Itália, para o consistório ordinário.

Também a comunidade civil e eclesial de Boretto participou com alegria, como escreveram em um comunicado oficial o prefeito Matteo Benassi e o pároco padre Giancarlo Minotta:

"Vivemos um momento histórico marcado, por um lado, por "tristes paixões" e grandes incertezas, em que se navega à vista na economia, na política e na vida pessoal. Por outro, um tempo que muitas vezes destaca fatos e exemplos negativos e referências ambíguas para nossos jovens. Nesse contexto, a canonização de Artêmides Zatti representa um raio de luz que atravessa o céu nublado. Mostra-nos como não é preciso usar a imaginação para inventar personagens à altura dos nossos desejos mais profundos, que hoje parecem impossíveis de serem vividos, mas que, pelo contrário, na amizade com Cristo e no compromisso do trabalho diário podemos viver à altura desses desejos”.

 

Fonte: Agência Info Salesiana

 

Avalie este item
(0 votos)
Última modificação em Segunda, 29 Agosto 2022 16:56

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.