Ensino Superior: Ciência, espiritualidade e amor educativo

Tuesday, 22 December 2020 00:11 Written by  Redação Boletim Salesiano
Ensino Superior: Ciência, espiritualidade e amor educativo Live sobre empregabilidade na Católica Salesiana
As Instituições Salesianas de Ensino Superior enfrentaram as dificuldades de 2020 colocando a ciência, a espiritualidade e o amor educativo que caracteriza as instituições salesianas a serviço da vida.    

O ano de 2020 foi muito desafiador para as Instituições Salesianas de Ensino Superior (IUS), que, além de atenderem a seus alunos e educadores, colocaram o conhecimento científico produzido nas faculdades, centros universitários e universidades a serviço da sociedade. Entre muitas realizações neste ano, destacamos algumas que são representativas, em vários setores, de como a ciência, a espiritualidade e o amor educativo que caracterizam as instituições salesianas se desenvolveram no contexto da pandemia da Covid-19. Para mais informações sobre cada projeto ou ação, clique no link em azul.

 

A Pastoral Universitária do UniSalesiano promoveu diversas ações de solidariedade no decorrer do ano. Uma delas foi uma campanha de inverno que arrecadou mais de 80 cobertores novos, que foram doados para os indígenas das aldeias de Meruri (Bororo) e São Marcos (Xavante), no Mato Grosso.

A entrega dos cobertores de casal foi feita no dia 13 de agosto, pelo pró-reitor de Pastoral, padre Erondi Tamandaré, ao diretor das Missões de São Marcos e Meruri, padre Andelson Dias de Oliveira, em Campo Grande, MS. “Graças a toda a comunidade acadêmica do UniSalesiano, além de outras pessoas que acompanham as atividades da Pastoral, conseguimos arrecadar cobertores novos para aquecer as noites frias dos indígenas”, disse padre Erondi. A campanha de inverno é promovida anualmente pelo UniSalesiano como parte das ações do projeto “Voluntariado Missionário”, iniciado em 2017. Por conta da pandemia do novo coronavírus, não foi possível promover a 4ª Expedição, no mês de julho, e todas as ações do projeto foram realizadas de forma remota.

 

Outra atividade tradicional da Pastoral do UniSalesiano que teve de ser remodelada este ano foi a Romaria Universitária, que não pode ocorrer devido à orientação para evitar aglomerações. Assim, nos dias 16 e 17 de outubro, representantes da Reitoria do UniSalesiano viajaram até Aparecida e entregaram os pedidos e orações feitos pela comunidade educativa durante a “Campanha de Oração a Nossa Senhora Aparecida”, promovida nos meses de setembro e outubro.

 

A atenção do UniSalesiano às consequências da pandemia da Covid-19 se expressa também no atendimento psicológico, realizado na Clínica de Psicologia, que funciona na UNA (Universidade Aberta da Melhor Idade), no centro de Araçatuba, SP. Os profissionais e estagiários da Clínica constataram que, a cada dez pessoas atendidas, oito relatam sintomas provocados ou que foram potencializados com o período de isolamento social decorrente da pandemia. De acordo com a coordenadora do Curso de Psicologia do UniSalesiano e supervisora de estágios da Clínica, Prof.ª Mirella Justi, a maioria dos atendimentos é feita com clientes que perderam seus familiares para a Covid-19, que foram afetados pela crise econômica ou pelo estudo online, entre outros fatores.

 

O UniSales, em Vitória, ES, também colocou à disposição da comunidade educativa um plantão na área de Psicologia, realizado pelos alunos concluintes do curso sob a supervisão dos professores. Outra ação importante realizada pela faculdade foi o lançamento do Centro de Informações sobre Medicamentos – CIM, projeto do curso de Farmácia que visa orientar a população sobre o uso correto de medicamentos. Além de tirar dúvidas sobre como usar, conservar ou descartar remédios, o projeto orienta sobre possíveis efeitos adversos de uma determinada medicação e contribui com informações sobre interações medicamentosas, isto é, os riscos de combinar um remédio com outro ou, ainda, de consumir determinados alimentos enquanto estiver fazendo uso de medicação.

 

No atendimento ao público externo, uma das ações recentes do UniSales foi o lançamento da Plataforma Lince, um canal digital de interação social, que busca promover a acolhida, a assistência jurídica e a inclusão social de imigrantes, refugiados e apátridas. A plataforma foi desenvolvida pela professora Thaíse Valentim Madeira e pelo acadêmico do curso de Direito, Laércio Jorge. O processo de atendimento inicial, neste período de pandemia, está ocorrendo somente de forma virtual. Para os interessados quem precisem de assistência jurídica, basta preencher o cadastro no site www.plataformalince.org e serão contactados individualmente.

 

Na impossibilidade de contato direto com os hóspedes da Casa de Repouso Monsenhor Severino, de Campos dos Goytacazes, RJ, devido à pandemia da Covid-19, o projeto “Administradores da Alegria”, concebido e desenvolvido pelo curso de Administração dos Institutos Superiores do Centro Educacional Maria Auxiliadora (ISECENSA) em 2016, transformou-se na iniciativa de solidariedade “Uma carta pra você”. Em 1º de julho, estudantes e professores do ISECENSA entregaram aos idosos da Casa de Repouso 44 pacotes de presentes com uma carta manuscrita para cada um.

“O isolamento social tornou ainda mais necessário trabalhar com os idosos que, na posição de pessoas em risco de contágio, tendem a ficar ainda mais distantes da vida comunitária”, afirmou a irmã Rosa Idália Pesca, diretora geral dos Institutos Superiores de Ensino.

 

Máscaras e material de proteção

Os ISECENSA também criaram uma rede de solidariedade para atender às necessidades dos profissionais de saúde e da população do Rio de Janeiro na área de proteção à saúde. Os professores dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia, de forma voluntária, uniram-se como ‘Formiguinhas do Bem’ para a produção de roupões e máscaras faciais doados aos profissionais de saúde de Campos dos Goytacazes e da região do Rio de Janeiro.

Os cursos de Arquitetura, Planejamento Urbano e Engenharia de Produção também aderiram à iniciativa: alunos e professores produziram telas faciais em laboratório usando impressoras 3D e corte a laser.

 

A equipe do Laboratório de Materiais, Texturas e Modelagem Professor Doutor Wilson Kindlein Júnior, vinculada à Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão do Centro Universitário Teresa D’Ávila (UNIFATEA), também se mobilizou em ações de combate à Covid-19 por meio da fabricação de protetores faciais – EPI (Equipamento de Proteção Individual) em impressoras 3D. A atividade ocorreu de forma colaborativa, na qual professores, alunos e funcionários de três Instituições de ensino superior se organizaram para produzir estes protetores, sendo elas o UNIFATEA, a Escola de Engenharia de Lorena (EEL/USP) e a Faculdade Serra Dourada.

 

O Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal) recebeu da Câmara Municipal de Americana, SP, por autoria da vereadora Maria Giovana Fortunato, uma “Moção de aplausos” pela iniciativa de confecção de máscaras de proteção em tempos de pandemia da Covid-19. Até o mês de julho, a campanha “Máscaras Solidárias”, que surgiu na unidade de Americana, já havia confeccionado e entregue seis mil máscaras a 16 instituições, entre elas a Polícia Militar de Americana e Santa Bárbara D´Oeste.

Os organizadores da campanha realizaram ações de arrecadação de tecidos e elásticos com a comunidade educativa e externa. Além disso, contaram com o voluntariado de alunos, professores e outras pessoas interessadas.

 

Nas redes sociais

Se a internet foi uma ferramenta fundamental para manter as aulas remotas nos institutos de ensino superior durante o isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, ela serviu também para propagar a solidariedade e para a realização de eventos acadêmicos com grande participação.

A Faculdade Católica Salesiana de Macaé, RJ, realizou em 18 de julho o Arraiá Virtuá, juntamente com o Instituto Nossa Senhora da Glória - INSG Castelo. A live beneficente, com shows de Andréa Martins, Glauco Zulo e do professor de música Clauser Guedes, foi um momento de encontro, confraternização e solidariedade, com renda revertida ao Asilo Recanto dos Idosos.

 

A Católica Salesiana também realizou diversos debates e encontros virtuais de formação, como o que tratou do tema “Empregabilidade para o novo tempo”, live que trouxe especialistas para falar sobre como se qualificar e se preparar para o mercado de trabalho, no cenário pós-pandemia. “A pós-pandemia irá impactar tanto no mundo corporativo quanto nas relações interpessoais. É possível perceber a mudança em nós mesmos. Nossa ideia com a live é que as pessoas possam refletir e agir, pois sem ação não há conquista”, disse Silvia Lourenço, coordenadora do curso de Administração e da Agência de Talentos da Católica Salesiana, ao dar dicas de como adequar o currículo e se qualificar para os desafios do novo tempo.

 

No campo da solidariedade e do desenvolvimento profissional e acadêmico com responsabilidade social, a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, MS, teve uma iniciativa pioneira: a campanha “Compre do Vizinho CG”. A campanha foi criada pelo Laboratório de Extensão Agência Mais Comunicação da UCDB em março, início da pandemia do novo coronavírus, quando acadêmicos extensionistas e professores do curso de Publicidade e Propaganda perceberam que, além da manutenção à saúde humana, precisavam pensar em uma estratégia de atenção ao pequeno empreendedor.

A partir desta ideia, os envolvidos perceberam a oportunidade: divulgar para a população as opções de comércios próximos a suas casas. “Ao comprar nas proximidades, as pessoas ficam menos expostas ao vírus e, ao mesmo tempo. colaboram com a economia local”, destaca o coordenador do laboratório, professor mestre Thiago Muller.

 

Entre as ações das instituições salesianas de ensino superior realizadas em 2020, cabe destacar ainda o lançamento, em 27 de setembro, do Observatório Salesiano de Juventudes (OSJ), ligado à Faculdade Dom Bosco (FDB) de Porto Alegre, RS, e à Inspetoria Salesiana São Pio X, sua mantenedora.

O Observatório Salesiano de Juventudes pretende ser um espaço de aproximação e de referência para o público juvenil, visando fomentar ações que incentivem o protagonismo e a construção do projeto de vida, além da formação de adultos qualificados para o acompanhamento e realização de pesquisas. Na perspectiva salesiana, será um novo modelo de oratório para os tempos atuais. “Nesse espaço, vamos imprimir o Sistema Preventivo de Dom Bosco e outros valores salesianos na pesquisa e produção de conhecimento científico. Com o observatório, nos comprometemos a colaborar na transformação positiva da sociedade por meio da pesquisa sobre as realidades juvenis”, afirmou o diretor executivo da Faculdade Católica Dom Bosco, professor Edson Avila, no lançamento.

 

Testemunhos de esperança

Professores e alunos das Instituições Salesianas de Ensino Superior falam sobre como mantiveram acesa a chama da esperança em 2020. Veja os vídeos AQUI!

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


Ensino Superior: Ciência, espiritualidade e amor educativo

Tuesday, 22 December 2020 00:11 Written by  Redação Boletim Salesiano
Ensino Superior: Ciência, espiritualidade e amor educativo Live sobre empregabilidade na Católica Salesiana
As Instituições Salesianas de Ensino Superior enfrentaram as dificuldades de 2020 colocando a ciência, a espiritualidade e o amor educativo que caracteriza as instituições salesianas a serviço da vida.    

O ano de 2020 foi muito desafiador para as Instituições Salesianas de Ensino Superior (IUS), que, além de atenderem a seus alunos e educadores, colocaram o conhecimento científico produzido nas faculdades, centros universitários e universidades a serviço da sociedade. Entre muitas realizações neste ano, destacamos algumas que são representativas, em vários setores, de como a ciência, a espiritualidade e o amor educativo que caracterizam as instituições salesianas se desenvolveram no contexto da pandemia da Covid-19. Para mais informações sobre cada projeto ou ação, clique no link em azul.

 

A Pastoral Universitária do UniSalesiano promoveu diversas ações de solidariedade no decorrer do ano. Uma delas foi uma campanha de inverno que arrecadou mais de 80 cobertores novos, que foram doados para os indígenas das aldeias de Meruri (Bororo) e São Marcos (Xavante), no Mato Grosso.

A entrega dos cobertores de casal foi feita no dia 13 de agosto, pelo pró-reitor de Pastoral, padre Erondi Tamandaré, ao diretor das Missões de São Marcos e Meruri, padre Andelson Dias de Oliveira, em Campo Grande, MS. “Graças a toda a comunidade acadêmica do UniSalesiano, além de outras pessoas que acompanham as atividades da Pastoral, conseguimos arrecadar cobertores novos para aquecer as noites frias dos indígenas”, disse padre Erondi. A campanha de inverno é promovida anualmente pelo UniSalesiano como parte das ações do projeto “Voluntariado Missionário”, iniciado em 2017. Por conta da pandemia do novo coronavírus, não foi possível promover a 4ª Expedição, no mês de julho, e todas as ações do projeto foram realizadas de forma remota.

 

Outra atividade tradicional da Pastoral do UniSalesiano que teve de ser remodelada este ano foi a Romaria Universitária, que não pode ocorrer devido à orientação para evitar aglomerações. Assim, nos dias 16 e 17 de outubro, representantes da Reitoria do UniSalesiano viajaram até Aparecida e entregaram os pedidos e orações feitos pela comunidade educativa durante a “Campanha de Oração a Nossa Senhora Aparecida”, promovida nos meses de setembro e outubro.

 

A atenção do UniSalesiano às consequências da pandemia da Covid-19 se expressa também no atendimento psicológico, realizado na Clínica de Psicologia, que funciona na UNA (Universidade Aberta da Melhor Idade), no centro de Araçatuba, SP. Os profissionais e estagiários da Clínica constataram que, a cada dez pessoas atendidas, oito relatam sintomas provocados ou que foram potencializados com o período de isolamento social decorrente da pandemia. De acordo com a coordenadora do Curso de Psicologia do UniSalesiano e supervisora de estágios da Clínica, Prof.ª Mirella Justi, a maioria dos atendimentos é feita com clientes que perderam seus familiares para a Covid-19, que foram afetados pela crise econômica ou pelo estudo online, entre outros fatores.

 

O UniSales, em Vitória, ES, também colocou à disposição da comunidade educativa um plantão na área de Psicologia, realizado pelos alunos concluintes do curso sob a supervisão dos professores. Outra ação importante realizada pela faculdade foi o lançamento do Centro de Informações sobre Medicamentos – CIM, projeto do curso de Farmácia que visa orientar a população sobre o uso correto de medicamentos. Além de tirar dúvidas sobre como usar, conservar ou descartar remédios, o projeto orienta sobre possíveis efeitos adversos de uma determinada medicação e contribui com informações sobre interações medicamentosas, isto é, os riscos de combinar um remédio com outro ou, ainda, de consumir determinados alimentos enquanto estiver fazendo uso de medicação.

 

No atendimento ao público externo, uma das ações recentes do UniSales foi o lançamento da Plataforma Lince, um canal digital de interação social, que busca promover a acolhida, a assistência jurídica e a inclusão social de imigrantes, refugiados e apátridas. A plataforma foi desenvolvida pela professora Thaíse Valentim Madeira e pelo acadêmico do curso de Direito, Laércio Jorge. O processo de atendimento inicial, neste período de pandemia, está ocorrendo somente de forma virtual. Para os interessados quem precisem de assistência jurídica, basta preencher o cadastro no site www.plataformalince.org e serão contactados individualmente.

 

Na impossibilidade de contato direto com os hóspedes da Casa de Repouso Monsenhor Severino, de Campos dos Goytacazes, RJ, devido à pandemia da Covid-19, o projeto “Administradores da Alegria”, concebido e desenvolvido pelo curso de Administração dos Institutos Superiores do Centro Educacional Maria Auxiliadora (ISECENSA) em 2016, transformou-se na iniciativa de solidariedade “Uma carta pra você”. Em 1º de julho, estudantes e professores do ISECENSA entregaram aos idosos da Casa de Repouso 44 pacotes de presentes com uma carta manuscrita para cada um.

“O isolamento social tornou ainda mais necessário trabalhar com os idosos que, na posição de pessoas em risco de contágio, tendem a ficar ainda mais distantes da vida comunitária”, afirmou a irmã Rosa Idália Pesca, diretora geral dos Institutos Superiores de Ensino.

 

Máscaras e material de proteção

Os ISECENSA também criaram uma rede de solidariedade para atender às necessidades dos profissionais de saúde e da população do Rio de Janeiro na área de proteção à saúde. Os professores dos cursos de Enfermagem e Fisioterapia, de forma voluntária, uniram-se como ‘Formiguinhas do Bem’ para a produção de roupões e máscaras faciais doados aos profissionais de saúde de Campos dos Goytacazes e da região do Rio de Janeiro.

Os cursos de Arquitetura, Planejamento Urbano e Engenharia de Produção também aderiram à iniciativa: alunos e professores produziram telas faciais em laboratório usando impressoras 3D e corte a laser.

 

A equipe do Laboratório de Materiais, Texturas e Modelagem Professor Doutor Wilson Kindlein Júnior, vinculada à Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão do Centro Universitário Teresa D’Ávila (UNIFATEA), também se mobilizou em ações de combate à Covid-19 por meio da fabricação de protetores faciais – EPI (Equipamento de Proteção Individual) em impressoras 3D. A atividade ocorreu de forma colaborativa, na qual professores, alunos e funcionários de três Instituições de ensino superior se organizaram para produzir estes protetores, sendo elas o UNIFATEA, a Escola de Engenharia de Lorena (EEL/USP) e a Faculdade Serra Dourada.

 

O Centro Universitário Salesiano de São Paulo (Unisal) recebeu da Câmara Municipal de Americana, SP, por autoria da vereadora Maria Giovana Fortunato, uma “Moção de aplausos” pela iniciativa de confecção de máscaras de proteção em tempos de pandemia da Covid-19. Até o mês de julho, a campanha “Máscaras Solidárias”, que surgiu na unidade de Americana, já havia confeccionado e entregue seis mil máscaras a 16 instituições, entre elas a Polícia Militar de Americana e Santa Bárbara D´Oeste.

Os organizadores da campanha realizaram ações de arrecadação de tecidos e elásticos com a comunidade educativa e externa. Além disso, contaram com o voluntariado de alunos, professores e outras pessoas interessadas.

 

Nas redes sociais

Se a internet foi uma ferramenta fundamental para manter as aulas remotas nos institutos de ensino superior durante o isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19, ela serviu também para propagar a solidariedade e para a realização de eventos acadêmicos com grande participação.

A Faculdade Católica Salesiana de Macaé, RJ, realizou em 18 de julho o Arraiá Virtuá, juntamente com o Instituto Nossa Senhora da Glória - INSG Castelo. A live beneficente, com shows de Andréa Martins, Glauco Zulo e do professor de música Clauser Guedes, foi um momento de encontro, confraternização e solidariedade, com renda revertida ao Asilo Recanto dos Idosos.

 

A Católica Salesiana também realizou diversos debates e encontros virtuais de formação, como o que tratou do tema “Empregabilidade para o novo tempo”, live que trouxe especialistas para falar sobre como se qualificar e se preparar para o mercado de trabalho, no cenário pós-pandemia. “A pós-pandemia irá impactar tanto no mundo corporativo quanto nas relações interpessoais. É possível perceber a mudança em nós mesmos. Nossa ideia com a live é que as pessoas possam refletir e agir, pois sem ação não há conquista”, disse Silvia Lourenço, coordenadora do curso de Administração e da Agência de Talentos da Católica Salesiana, ao dar dicas de como adequar o currículo e se qualificar para os desafios do novo tempo.

 

No campo da solidariedade e do desenvolvimento profissional e acadêmico com responsabilidade social, a Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), em Campo Grande, MS, teve uma iniciativa pioneira: a campanha “Compre do Vizinho CG”. A campanha foi criada pelo Laboratório de Extensão Agência Mais Comunicação da UCDB em março, início da pandemia do novo coronavírus, quando acadêmicos extensionistas e professores do curso de Publicidade e Propaganda perceberam que, além da manutenção à saúde humana, precisavam pensar em uma estratégia de atenção ao pequeno empreendedor.

A partir desta ideia, os envolvidos perceberam a oportunidade: divulgar para a população as opções de comércios próximos a suas casas. “Ao comprar nas proximidades, as pessoas ficam menos expostas ao vírus e, ao mesmo tempo. colaboram com a economia local”, destaca o coordenador do laboratório, professor mestre Thiago Muller.

 

Entre as ações das instituições salesianas de ensino superior realizadas em 2020, cabe destacar ainda o lançamento, em 27 de setembro, do Observatório Salesiano de Juventudes (OSJ), ligado à Faculdade Dom Bosco (FDB) de Porto Alegre, RS, e à Inspetoria Salesiana São Pio X, sua mantenedora.

O Observatório Salesiano de Juventudes pretende ser um espaço de aproximação e de referência para o público juvenil, visando fomentar ações que incentivem o protagonismo e a construção do projeto de vida, além da formação de adultos qualificados para o acompanhamento e realização de pesquisas. Na perspectiva salesiana, será um novo modelo de oratório para os tempos atuais. “Nesse espaço, vamos imprimir o Sistema Preventivo de Dom Bosco e outros valores salesianos na pesquisa e produção de conhecimento científico. Com o observatório, nos comprometemos a colaborar na transformação positiva da sociedade por meio da pesquisa sobre as realidades juvenis”, afirmou o diretor executivo da Faculdade Católica Dom Bosco, professor Edson Avila, no lançamento.

 

Testemunhos de esperança

Professores e alunos das Instituições Salesianas de Ensino Superior falam sobre como mantiveram acesa a chama da esperança em 2020. Veja os vídeos AQUI!

Rate this item
(0 votes)

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.