O carisma salesiano chega a Roraima

Tuesday, 16 May 2017 15:37 Written by  Ir. Luzinete Freitas, FMA e Ir. Maria José de Souza, FMA
Em 2017, as Filhas de Maria Auxiliadora (Irmãs Salesianas - FMA) completam 94 anos de presença na Amazônia, precisamente nos estados do Amazonas, do Pará e de Rondônia. De presente, Dom Bosco e Mazzarello resolveram interceder e ampliar a missão, alargando o olhar e o trabalho de evangelização com e entre os jovens para a “periferia” de Roraima: em Rorainópolis, onde é iniciada a primeira presença salesiana em mais um estado do Norte do País.

A proposta desta ampliação aconteceu após a XIV Assembleia Inspetorial, em outubro de 2015, quando as FMA sentiram-se impelidas a dar resposta à convocação: “Alargai o olhar” do CG 23 e ao apelo do Papa Francisco de ir às “periferias”. A partir dessa informação o bispo de Roraima, dom Roque Paloschi, através de uma carta à irmã Francisca Dias Pereira, na época inspetora, apresentou a realidade de sua diocese e a necessidade da presença das FMA naquela região.

 

Planejamento

O primeiro passo, após a inspetora e seu conselho refletirem sobre a proposta de dom Roque, foi uma visita “in loco”, que favoreceu conhecer boa parte da realidade que deslanchou em um ousado projeto. De forma muito consciente, foram dados os primeiros passos do Projeto Rorainópolis.

 

Com o objetivo principal de anunciar e testemunhar a pessoa de Jesus Cristo e contribuir na formação de lideranças junto ao povo daquela região, três grupos da Inspetoria Laura Vicuña colocaram-se disponíveis à missão iniciante. O primeiro, constituído por irmã Maria José Andrade de Souza, Jader Almeida, Mara do Vale Maia e Raphael Repolho; um outro, formado por irmã Magda da Costa Marcelino, Tailyne Bezerra Antunes, Willysom Santos de Almeida e Josefa Grangeiro Sampaio, e o terceiro formado por irmã Janete Feitoza da Costa, irmã Rosalva Veiga Batista, Margarida Romão e Luís Eduardo Lopes iniciaram a missão itinerante durante o ano de 2016 - nas comunidades da área missionária a serem trabalhadas: Vila Jundiá, Vila Equador e Novo Paraíso.

 

Esses grupos, além da realização da ação missionária, celebrações litúrgicas, catequese, orientações na ótica da formação humano/cristã e atividades de oratório, foram conhecendo a realidade dos locais e suas necessidades. Assim, as FMA puderam discernir melhor o projeto de Deus, através do contato direto com o povo, com os freis Capuchinhos, responsáveis pela área missionária, e com o bispo atual, dom Mário Antônio da Silva. O processo inicial foi longo, profundo e bastante refletido e rezado.

 

Nova presença missionária

As visitas realizadas ao longo do ano foram muito enriquecedoras e esclarecedoras para a proposta que, cada vez mais, ia sendo delineada pela inspetora e irmãs conselheiras. Após cada visita, o relatório entrava em pauta de reunião do Conselho Inspetorial, para ser analisado, refletido e rezado.

 

Com a participação de irmã Maria José na Assembleia da Área Missionária, nos dias 26 e 27 de novembro de 2016, se pode definir, juntamente com o bispo, o lugar da moradia das irmãs, e assim foi concretizada pela Inspetoria a adesão. A aprovação do centro do Instituto, com data de 19 de dezembro de 2016, ressalta “a nova presença do carisma em uma zona missionária marcada pela migração, trabalho com os jovens e formação de animadores e evangelizadores”.

 

A inauguração oficial da nova presença/inserção salesiana, dia 13 de março, marca o início do trabalho a ser desenvolvido em Rorainópolis sob responsabilidade das irmãs Maria Jose Andrade de Souza e Eliete Bezerra da Silva; da Diocese de Boa Vista, na pessoa de dom Mário Antônio da Silva, e da Comunidade Inspetorial das FMA. 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 16 May 2017 15:42

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.


O carisma salesiano chega a Roraima

Tuesday, 16 May 2017 15:37 Written by  Ir. Luzinete Freitas, FMA e Ir. Maria José de Souza, FMA
Em 2017, as Filhas de Maria Auxiliadora (Irmãs Salesianas - FMA) completam 94 anos de presença na Amazônia, precisamente nos estados do Amazonas, do Pará e de Rondônia. De presente, Dom Bosco e Mazzarello resolveram interceder e ampliar a missão, alargando o olhar e o trabalho de evangelização com e entre os jovens para a “periferia” de Roraima: em Rorainópolis, onde é iniciada a primeira presença salesiana em mais um estado do Norte do País.

A proposta desta ampliação aconteceu após a XIV Assembleia Inspetorial, em outubro de 2015, quando as FMA sentiram-se impelidas a dar resposta à convocação: “Alargai o olhar” do CG 23 e ao apelo do Papa Francisco de ir às “periferias”. A partir dessa informação o bispo de Roraima, dom Roque Paloschi, através de uma carta à irmã Francisca Dias Pereira, na época inspetora, apresentou a realidade de sua diocese e a necessidade da presença das FMA naquela região.

 

Planejamento

O primeiro passo, após a inspetora e seu conselho refletirem sobre a proposta de dom Roque, foi uma visita “in loco”, que favoreceu conhecer boa parte da realidade que deslanchou em um ousado projeto. De forma muito consciente, foram dados os primeiros passos do Projeto Rorainópolis.

 

Com o objetivo principal de anunciar e testemunhar a pessoa de Jesus Cristo e contribuir na formação de lideranças junto ao povo daquela região, três grupos da Inspetoria Laura Vicuña colocaram-se disponíveis à missão iniciante. O primeiro, constituído por irmã Maria José Andrade de Souza, Jader Almeida, Mara do Vale Maia e Raphael Repolho; um outro, formado por irmã Magda da Costa Marcelino, Tailyne Bezerra Antunes, Willysom Santos de Almeida e Josefa Grangeiro Sampaio, e o terceiro formado por irmã Janete Feitoza da Costa, irmã Rosalva Veiga Batista, Margarida Romão e Luís Eduardo Lopes iniciaram a missão itinerante durante o ano de 2016 - nas comunidades da área missionária a serem trabalhadas: Vila Jundiá, Vila Equador e Novo Paraíso.

 

Esses grupos, além da realização da ação missionária, celebrações litúrgicas, catequese, orientações na ótica da formação humano/cristã e atividades de oratório, foram conhecendo a realidade dos locais e suas necessidades. Assim, as FMA puderam discernir melhor o projeto de Deus, através do contato direto com o povo, com os freis Capuchinhos, responsáveis pela área missionária, e com o bispo atual, dom Mário Antônio da Silva. O processo inicial foi longo, profundo e bastante refletido e rezado.

 

Nova presença missionária

As visitas realizadas ao longo do ano foram muito enriquecedoras e esclarecedoras para a proposta que, cada vez mais, ia sendo delineada pela inspetora e irmãs conselheiras. Após cada visita, o relatório entrava em pauta de reunião do Conselho Inspetorial, para ser analisado, refletido e rezado.

 

Com a participação de irmã Maria José na Assembleia da Área Missionária, nos dias 26 e 27 de novembro de 2016, se pode definir, juntamente com o bispo, o lugar da moradia das irmãs, e assim foi concretizada pela Inspetoria a adesão. A aprovação do centro do Instituto, com data de 19 de dezembro de 2016, ressalta “a nova presença do carisma em uma zona missionária marcada pela migração, trabalho com os jovens e formação de animadores e evangelizadores”.

 

A inauguração oficial da nova presença/inserção salesiana, dia 13 de março, marca o início do trabalho a ser desenvolvido em Rorainópolis sob responsabilidade das irmãs Maria Jose Andrade de Souza e Eliete Bezerra da Silva; da Diocese de Boa Vista, na pessoa de dom Mário Antônio da Silva, e da Comunidade Inspetorial das FMA. 

Rate this item
(0 votes)
Last modified on Tuesday, 16 May 2017 15:42

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.